Análise canônica para avaliação da divergência genética em três genótipos de frangos de corte para características de desempenho, carcaça e qualidade da carne / Canonical analysis for the evaluation of genetic divergence between three broiler genotypes for meat quality, carcass and yields

Túlio José de Freitas Goes, Eugênia Viana Romanelli, Rogério de Carvalho Veloso, Ligia Serrão Fróes da Cruz Baptista, Claudia Emília Teixeira, Marcos Fabio Lima, Rodolpho de Almeida Torres Filho

Resumo


Objetivou-se com esse trabalho a avaliação da divergência genética de três genótipos de frango de corte, comparando as características de carcaça, utilizando a técnica de análise multivariada via variáveis canônicas. Foram utilizados 810 pintinhos de um dia (30 aves/ Box), machos, dos grupos genéticos Cobb, Ross e Hubbard, em um delineamento casualizado com nove repetições por genótipo. As variáveis analisadas foram: rendimentos de carcaça, peito, sobrecoxa, asa, moela, fígado, coração, gordura abdominal, índice L (luminosidade), índice a (conteúdo vermelho), índice b (conteúdo amarelo), pH, perda por cocção e força de cisalhamento. Para a avaliação do desempenho de cada grupo foi realizada duas análises de variância. Uma seguindo o modelo univariado (ANOVA), e outra seguindo o modelo multivariado (MANOVA). Utilizou-se o teste de comparações de contrastes entre as médias pelo teste da união-interseção de Roy, a distância D² de mahalanobis como medida de dispersão. Os resultados da análise multivariada demonstraram que apenas duas variáveis canônicas (VC) foram responsáveis por 100% da variação em 13 variáveis analisadas. Sendo para VC1, rendimento de peito, pH, L e b*, as de maior efeito e para VC2, pH e perda por cocção. A análise multivariada por análise de variáveis canônicas simplifica a avaliação de muitas características, facilitando a visualização da divergência genética. As variáveis de maior relevância nos três genótipos avaliados foram o L, rendimento de peito e o pH.


Palavras-chave


Multivariada, rendimentos, qualidade da carne, variáveis canônicas

Texto completo:

PDF

Referências


AJAYI, O. O. et al. Application of principal component and discriminant analyses to morpho-structural indices of indigenous and exotic chickens raised under intensive management system. Tropical Animal Health and Production, v. 44, n. 6, p. 1247–1254, ago. 2012.

ALMEIDA, E. C. DE J. et al. Características de carcaça de galinha naturalizada Peloco comparada a linhagens de frango caipira. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 48, n. 11, p. 1517–1523, nov. 2013.

CRUZ, C.D.; REGAZZI A.J. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. 2.ed. Viçosa, MG: UFV, 1997. 390p.

FONSECA, R.; PIRES, A.V.; LOPES, P.S. et al, 2000. Estudo da divergência genética entre raças suínas utilizando técnicas de análise multivariada. Arquivo Brasileiro de Mededicina Veterinária e Zootecnia, 52, 403- 409.

OZSOY, A. N. Egg and chick quality characteristics of meat type japanese quail (coturnix coturnix japonica) line by canonical correlation analysis. Fresenius Environmental Bulletin, v. 28, n. 4, p. 8, [s.d.].

PIASSI, M., SILVA, M.A., REGAZZI, R.J. et al. Estudo da divergência genética entre oito grupos de aves de postura por meio de técnicas de análise multivariada. Revista Brasileira de Zootecnia,24, 715-727, 1995.

ROSÁRIO, M. F. et al. Canonical discriminant analysis applied to broiler chicken performance. Animal, v. 2, n. 3, p. 419–424, mar. 2008.

VELOSO, R. C. et al. Divergência genética entre genótipos de frangos tipo caipira. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 67, n. 5, p. 1353–1360, out. 2015a.

VELOSO, R. C. et al. Seleção e classificação multivariada de modelos não lineares para frangos de corte. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 68, n. 1, p. 191–200, fev. 2016.

VELOSO, R. C. et al. Divergência genética entre codornas de corte para características de produção. Ciência Rural, v. 45, n. 8, p. 1509–1514, ago. 2015b.

VELOSO, R. C. et al. Genetic divergence between genotypes for male and female broilers. Ciência Rural, v. 46, n. 3, p. 554–559, 24 nov. 2015c.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.