The reflection of the practice as a strategy in the continuing education of teachers: necessary actions / A reflexão da prática como estratégia na formação continuada de professores: ações necessárias

Alcemir Horácio Rosa, Daniel Nascimento-e- Silva

Abstract


The continuing education of teachers has been the subject of intense discussions in recent decades. Concerns are rooted around the activities involved in this process. There are doubts and questions about the strategies that can be used in the continuing education of teachers in the search for better training results. In this context, reflection on practice is placed as a strategic action to expand the benefits of training. The objective of this work is to reveal the necessary actions so that the reflection of the practice can be constituted as a strategy to reach better results of the continuous formation of teachers. The technological scientific method (NASCIMENTO-e-SILVA, 2012; 2019) was used to establish the steps and means to arrive at the answers of this investigation. The method was used to identify the guiding question, organize, seek scientific references, organize the data and structure the answers. The work concluded that the reflection of practice is an effective strategy for the continuing education of teachers, as it allows teachers to analyze their own realities and give new meaning to their pedagogical actions. For this, some necessary actions were listed: 1) To promote a process of reflective permanent education based on the action-reflection-action relationship; 2) that continuing education is developed in a theoretical-practical format; 3) theoretical support to the participating teachers; 4) appreciation of didactic-methodological diversity; 5) Encourage teachers to reflect and put into practice what they have learned.


Keywords


continuing education, reflection, practice, strategies.

References


ALMEIDA, H. A., & da Silva Diniz, R. E. (2021). Reflexões de professoras de ciências sobre as analogias: uma experiência formativa pautada nos princípios de reflexão e colaboração. Revista Valore, 6, 822-834.

ARAÚJO, FDAA (2021). Prática docente: saberes e fazeres na era da informação. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, 7 (2), 12-12.

AZEVEDO, H. L. (2020). Anais IV colãquio de ciãšncias naturais e matemã tica –iv cocin (resumos simples). Scientific Electronic Archives, 1-67.

BACH, C. B.; GUASSELLI, M. F. R. (2020). Percepções sobre formação continuada na rede municipal de ensino de Novo Hamburgo e a parceria com o PPG em Linguística Aplicada da UNISINOS. In: GUIMARÃES, A. M. M.; CARNIN, A. (org.). Formação continuada de professores de Língua Portuguesa: a importância do coletivo para a ressignificação do trabalho de ensinar. Araraquara: Letraria.

BARBOSA, Á. J., BARBOSA, M. C., & CUNHA, M. R. (2020). A escola como espaço de formação permanente do professor. Seminário de Formação do Cefapro, 2(1), 41-51.

BATISTA, T. P., & dos SANTOS, E. G. (2020). O PIBID e a formação continuada dos professores supervisores da área de ciências da natureza: ressignificação da prática docente. Salão do conhecimento, 6(6).

BERNARDES, C. M., SILVA, J. S., & DITOMASO, A. (2021). Formação continuada de professores em uma unidade de ensino da rede pública estadual no município de Santa Helena de Goiás-Goiás: resistência ou desafio?. Research, Society and Development, 10(16), e324101623381-e324101623381.

BRASI. Conselho Nacional de Educação. (2019). 3ª versão do parecer (Atualizada em 18/09/19) Assunto: Diretrizes Curriculares Nacionais e Base Nacional Comum para a Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/setembro2019/124721-texto-referencia-formacao-de-professores/file. Acesso em: 30 jun. 2021.

BRASIL. (2017). BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR: documento de caráter mandatório que orienta a formulação dos currículos escolares. Brasília, DF: Ministério da Educação.

CAJUEIRO, D. D., DE PINA, E. A., e GONÇALVES, T. V. O. (2021). Reflexão sobre a ação: experiências formativas de professores sobre a aprendizagem escolar. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas, 17(39), 61-72.

CIRINO, C., PAULO, M., & CAMPOS, V. (2021). Conteúdos de aprendizagem do judô: da prática tradicional às novas abordagens pedagógicas. Journal of Sport Pedagogy and Research, 7(4), 4-13.

COSTA, A. G., MENDES, C. M. S., & GOMES, L. M. (2019). AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO BÁSICA SOBRALENSE: BREVES NOTAS.

COSTA, M. D. G. S. D. (2020). Formação continuada de professores em instituições de ensino superior confessionais de Pernambuco: concepções e práticas.

FELÍCIO, MSNB, MENEZES, DB, e NETO, HB (2021). Sequência Fedathi para a mudança de prática: estudo de caso de uma experiência com o teatro científico. Revista Teias , 22 (64), 132-150.

FLOR, M. G. (2021). FORMAÇÃO CONTINUADA E RESSIGNIFICAÇÃO DA PRATICA PEDAGÓGICA DO PROFESSOR DA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESAFIOS E PERSPECTIVAS, 2021.

FREIRE, P. A. (1991). Educação na Cidade. São Paulo: Cortez.

FREIRE, Paulo. (1996). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

FRONZA,et al. (2021). Prática educativa inclusiva na formação inicial do professor de matemática: ações e reflexões sobre o ensino de equações. Educação Matemática em Revista-RS, 2(22).

GATTI et al. (2019). Professores do Brasil: novos cenários de formação. Brasília, DF: UNESCO.

GOMES, et al. (2022). Vamos refletir sobre a prática? A aplicabilidade de uma ferramenta reflexiva para sustentar o raciocínio profissional em terapia ocupacional. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 30.

GUIMARÃES, A. M. M.; MATIAS, J. (2020). O papel do coletivo na formação continuada de professores: as comunidades de desenvolvimento profissional. ReVEL, edição especial, v. 18, n. 17, 2020. Disponível em: http://www.revel.inf.br/files/11b06398bc140e30084ee901c8899251.pdf. Acesso em: 31 dez. 2020.

LAURINDO, A. P., DA SILVA, J. A. P., & NEVES, M. C. D. (2020). EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA E CTS: UM OLHAR INTERDISCIPLINAR.

MOMETTI, C. (2021). Operadores Culturais e a Prática Pedagógica na Educação Matemática nos Anos Iniciais. Boletim Cearense de Educação e História da Matemática, 8(23), 1202-1218.

MORIN, Edgar. (2002). Os sete saberes para a educação do futuro. Lisboa: Instituto Piaget.

NASCIMENTO-E-SILVA, D. (2012). Manual de redação para trabalhos acadêmicos: position paper, ensaios teóricos, artigos científicos, questões discursivas. São Paulo: Atlas.

NASCIMENTO-E-SILVA, D. (2019). Manual do método científico-tecnológico. Florianópolis: DNS Editor, 2019.

NORDI, A. B. D. A., OGATA, M. N., e MACHADO, M. L. T. (2022). Experiência de disciplinas do Programa de Estágio Supervisionado de Capacitação Docente na pósgraduação: reflexão e potência no ensino superior. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 26, e210342.

NÓVOA, A. (1992). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote.

NÓVOA, A. (2001). Professor se forma na escola. Nova Escola. Edição 142. Maio.

NÓVOA, A. Os Professores e a sua Formação num Tempo de Metamorfose da Escola. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/84910. Acesso em: 31 dez. 2020. ISSN: 2176-8501 Revista Conhecimento Online | Novo Hamburgo | a. 13 | v. 3 | set./dez. 2021.

PEREIRA, F. K., & ZAGONEL, I. P. S. (2021). Programas de desenvolvimento docente como ativadores da prática reflexiva de processos de aprendizagem: revisão integrativa. Espaço para a Saúde, 22. saúde (Online), 774-774.

PERIPOLLI, P. Z., BEMME, L. S. B., & de AGUIAR ISAIA, S. M. (2021). Formação continuada de professores de Matemática com foco em contexto online, Educação Financeira, metodologias ativas e fluência tecnológica e pedagógica: uma revisão bibliográfica. Revista de Ensino de Ciências e Matemática, 12(3), 1-24.

PERRENOUD, Philippe. A Prática Reflexiva no Ofício do Professor: Profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed Editora, 2002.

PLACIDO, R. L., ALBERTO, S., e PLACIDO, I. T. M. (2021). A DOCÊNCIA E A FORMAÇÃO CONTINUADA: UM COMPROMISSO NO EXERCÍCIO DA PROFISSÃO. Formaçã[email protected] Docente, 13(1), 30-53.

RODRIGUES, M. B. (2021). Tecnologia digital e aprendizagem de música no contexto da educação básica.

SCHMITT, L. Z., & ZANON, L. B. (2021). A PESQUISA COMO PRINCÍPIO PEDAGÓGICO NA RECRIAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE ESCOLAR. Tecné, Episteme y Didaxis: TED, 1289-1294.

SCHÖN, D. A. (1992). Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, António (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote.

SILVA et al. (2021, August). Relato de uma Formação Continuada sobre Pensamento Computacional e Cultura Maker para Professores da Rede Municipal de Feira Nova-PE. In Anais do VI Congresso sobre Tecnologias na Educação (pp. 215-224). SBC.

SILVA R. C. M., e BICA, B. F. (2021). Educação Significativa como Prática de Estágio Curricular. Revista Pleiade, 15(32), 38-45.

SILVA, A. A., & BIANCHINI, B. L. (2020). Mapeamento das teses brasileiras relacionadas à formação continuada de professores que ensinam matemática: período 2007-2018. Revista Eletrônica de Educação Matemática, 15(2), 1-22.

SILVA, A. A., & BIANCHINI, B. L. (2020). Mapeamento das teses brasileiras relacionadas à formação continuada de professores que ensinam matemática: período 2007-2018. Revista Eletrônica de Educação Matemática, 15(2), 1-22.

SILVA, K. C., e AMORIM, S. M. B. (2022). Tecendo diálogo entre prática pedagógica e a identidade do educando da educação de jovens e adultos. HUMANIDADES E TECNOLOGIA (FINOM), 33(1), 57-6.

SILVA, R., SANTOS J. R. R., e PEREIRA, R. G. (2021). Formação pedagógica na enfermagem: reflexão para a prática. Revista Eletrônica Acervo Enfermagem, 15, e9080-e9080.

SILVA, Z. S. (2022). História e gênero: uma reflexão sobre a prática docente e a heteronormatividade no ensino fundamental, anos finais. Revista Ibero-Americana de Humanidades, Ciências e Educação, 8(1), 1713-1729.

SOUSA, J. D. S. (2019). A influência da formação dos docentes no processo ensino e aprendizagem da Escola Municipal Barra da comunidade quilombola-kalunga do município de Monte Alegre de Goiás dos alunos de 1º ao 5º ano. Repositorio de Tesis y Trabajos Finales UAA.

VITAL, S. C. C., & da CUNHA URT, S. (2019). COACHING: proposta inovadora para a formação continuada de professores?–reflexões a partir da teoria histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica.

WOLFFENBUTTEL, P. P., & ELTZ, P. T. (2019). A escrita docente como estratégia para reflexão sobre a prática educativa no curso de especialização em educação. Brazilian Journal of Development, 5(8), 12805-12820.

ZEICHNER, K. (1993). A formação reflexiva de professores: ideias e práticas. Lisboa: Educa.

ZEICHNER, K. (2008) Uma análise crítica sobre a “reflexão” como conceito estruturante na formação docente. Educação e Sociedade: Revista de Ciência da Educação, Campinas, vol. 29, n. 103, p. 535-554, maio/ ago. 2008 Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v29n103/12.pdf. Acesso em: 3




DOI: https://doi.org/10.34115/basrv6n3-018

Refbacks

  • There are currently no refbacks.