O acesso dos empreendedores às incubadoras como uma alternativa de fomento ao desenvolvimento de novos negócios / The access of the entrepreneurs to the incubators as an alternative of foment to the development of new businesses

Glaucia Rodrigues Nunes, Sonia Regina Martins de Oliveira

Abstract


O estudo teve como objetivo investigar o acesso às incubadores pelos empreendedores. A importância do auxílio ao desenvolvimento do da gestão de forma a auxiliar o empreendedor a constituir um novo negócio através do fomento e orientação. A pesquisa mostra a busca de programas de incentivos para a abertura de novas empresas, principalmente elucidando o conceito de incubadora de empresas e como ela é capaz de auxiliar um negócio empreendedor e quais os meios de participação, visto que foi detectada a necessidade de mais comunicação sobre este processo. A abordagem da pesquisa é qualitativa com base em bibliografia e para chegar ao resultado foi feito um estudo de caso, através do método indutivo, com fonte primária de dado, o qual foi confrontada com a teoria apresentada na revisão de literatura. A pesquisa realizada permitiu concluir a importância do papel das incubadoras no fomento ao empreendedorismo e a falta de ações efetivas de comunicação para o acesso dos empreendedores às incubadoras, visto que uma conclusão provável é que o acesso é condicionado a um relacionamento direto entre empreendedor e a universidade.


Keywords


Incubadoras, Empreendedorismo, Comunicação.

References


ANPROTEC.Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores;Disponívelem:

DEGEN, R. J. O Empreendedor: empreendedor como opção de carreira. 1 ed. São Paulo: Pearson Prentice, 2009. 444 p.

DORNELAS, J. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. 256 p.

____Planejando Incubadoras de Empresas: como desenvolver um plano de negócios para incubadoras. 1. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2002. 216 p.

DRUCKER, P. Inovação e Espírito Empreendedor (entrepreneurship): prática e princípios. 5. ed. São Paulo: Pioneira, 1998. 378 p.

ENDEAVOR BRASIL. Artigo: incubadoras propiciam excelentes condições para o desenvolvimento da sua empresa em estágio inicial. Disponível em:

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil. Disponível em: http://www.bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS.pdf> Acesso em 19 de Abril de 2016.

HISRICH, R.; PETERS, M; SHEPHERD, D.Empreendedorismo [recurso eletrônico]. 9. ed. Porto Alegre: AMGH, 2014. 456 p.

HITT, M.; IRELAND, D; HOSKISSON, R. Administração Estratégica: competitividade e globalização. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2008. 415 p.

INBATEC. Incubadora de Empresa de Base Tecnológica. Disponível em: Acesso em 15 de Setembro de 2015.

MAXIMIANO, A. Administração para Empreendedores: fundamentos da criação e da gestão de novos negócios. 1. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

NINTEC-INBATEC. Disponível em: Acesso em 13 de junho de 2015.

PAROLIN, Sonia Regina Hierro; VOLPATO, Marcília. Faces do Empreendedorismo Inovador. 3. ed. Curitiba: SENAI/SESI/IEL, 2008. 364 p.

SEBRAE. Entenda as diferenças entre microempresa, pequena empresa e MEI. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/entenda-as-diferencas-entre-microempresa-pequena-empresa-mei. Acesso em 02 de Junho de 2018.

_____O Que é uma Startup? Disponível em: Acesso em 15 de Abril de 2016.

______Sobrevivência das Empresas no Brasil. Disponível em: Acesso em 15 de Março de 2016.

SEBRAE SP. Observatório das MPEs. Disponível em: Acesso em 11 de Abril de 2015.




DOI: https://doi.org/10.34115/basr.v2i4.527

Refbacks

  • There are currently no refbacks.