Logística reversa: óleo residual de fritura, uma proposta para os restaurantes da praça da alimentação do shopping Boulevard, Belém-Pará / Reverse logistics: frying residual oil, a proposal for the restaurants in the shopping plaza of Boulevard shopping, Belém-Pará

Ana Regina da Rocha Araújo, Brenda Guimaraes, Camila da Silva Barbosa, Carlos Eduardo Aguiar de Souza Costa, Luiz Augusto Silva de Sousa

Resumo


A busca pela sustentabilidade e competitividade de seus produtos e serviços, tem levado empresas a se adaptarem a modelos de logística com cunho sustentável. A logística reversa surge como alternativa à diminuição dos impactos ambientais gerados pelo mau gerenciamento dos resíduos pós consumo. Diante disto, este trabalho foi realizado na praça de alimentação do shopping Boulevard, em Belém-PA, e teve por objetivo realizar um levantamento sobre o descarte de óleo residual de fritura de alimentos; avaliar o conhecimento dos empreendimentos sobre políticas relacionadas à gestão dos resíduos, e propor medidas baseadas nos conceitos de logística reversa. Foi aplicado um questionário socioambiental com questões relacionadas ao destino final do resíduo de óleo de fritura de 11 restaurantes entrevistados. Os resultados mostram que existe a coleta, porém insuficiente para a totalidade dos resíduos de óleo gerados nos restaurantes. O que evidencia o descarte inapropriado no meio ambiente, de grande parte dos resíduos gerados. Sendo necessária uma campanha de educação ambiental para os funcionários do shopping, construindo a noção sobre a responsabilidade compartilhada no gerenciamento e destinação dos resíduos, bem como noções de reciclagem do óleo de cozinha, com a produção do sabão ecológico.


Palavras-chave


plano de gestão, sabão ecológico, sustentabilidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BIODIESEL. Reciclagem de óleo de cozinha. Disponível em: https://www.biodieselbr.com/noticias/biodiesel/reciclagem-oleo-cozinha-10-07-07. Acesso em: 16 jan. 2019.

CHAVES, G. L. D.; BATALHA, M. O. Os consumidores valorizam a coleta de embalagens recicláveis? Um estudo de caso da logística reversa em uma rede de hipermercados. Revista Gestão e Produção. v. 13, n. 3, set-dez. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-530X2006000300006&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: fev. 2019.

ECÓLEO. RECICLAGEM, 2013. Disponível em: http://ecoleo.org.br/projetos/6766-2/. Acesso em: 16 jan. 2019.

GOMES, A P.; CHAVES, T. F.; BARBOSA, E. A. A questão do descarte de óleos e gorduras vegetais hidrogenadas residuais em indústrias alimentícias. In: XXXIII ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. Salvador, 2013.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 1998.

MOREIRA. C, Q. et al. Reciclagem de óleo usado para produção de sabão artesanal. In: V CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 2014, Belo Horizonte. IBEAS – Instituto Brasileiro de Estudos Ambientais. 2014. Disponível em:https://www.ibeas.org.br/congresso/Trabalhos2014/VII-113.pdf. Acesso em: fev. 2019.

NASCIMENTO, A. C. M. et al. A logística reversa do óleo de fritura usado como solução para problemas ambientais. 2010. Disponível em: https://www.setorreciclagem.com.br/images/oleo.pdf. Acesso em: 16 jan. 2019.

PEREIRA, A. L.; et al. Logística Reversa e Sustentabilidade. São Paulo: Cengage Learning, 208 p, 2012.

ROCHA, D. L. Uma análise da coleta seletiva em Teixeira de Freitas – Bahia. Revista Caminhos de Geografia, p. 140-155, 2012.

SABESP. Programa de Reciclagem de óleo. Disponível em: http://site.sabesp.com.br/site/fale-conosco/faq.aspx?secaoId=134&cid=28. Acesso em: 20 jan. 2019.

SANTOS. E, T. et al. Reutilização do óleo de cozinha na produção de sabão caseiro – práticas de educação ambiental. In: XV Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Engenharia Ambiental, São Carlos, 2016. Disponível em: https://docplayer.com.br/73908203-Reutilizacao-do-oleo-de-cozinha-na-producao-de-sabao-caseiro-praticas-de-educacao-ambiental.html. Acesso em: fev. 2019.

SCANDIUZZI. M, A. A segurança pública de dentro para fora. 1. ed. Santos: Edição do autor, 266 p., 2018.

SEBRAE. Certificação ambiental. 2. ed. Cuiabá: SEBRAE, 28 p., 2015. Disponível em: http://sustentabilidade.sebrae.com.br/Sustentabilidade/Para%20sua%20empresa/Publica%C3%A7%C3%B5es/Sebrae_Cartilha2ed_Certificacao.pdf. Acesso em: fev. 2019.

VELOSO, Y. M. da S. et al. Rotas para reutilização de óleos residuais de fritura. Cadernos de Graduação - Ciências Exatas e Tecnológicas, Sergipe, v. 1, n. 15, p. 11-18, 2012.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2003. Disponível em: https://saudeglobaldotorg1.files.wordpress.com/2014/02/yin- metodologia_da_pesquisa_estudo_de_caso_yin.pdf. Acesso em: fev. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv5n2-006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.