Physiological and blood evaluation of horses submitted to exercises in different seasons of the year / Avaliação fisiológica e sanguínea de equinos submetidos a exercícios em diferentes estações do ano

Fábio Souza Machado, Jefferson Rodrigues Gandra, Cibeli de Almeida Pedrini, Erika Rosendo de Sena Gandra, Paulo Vinícius da Costa Mendes

Resumo


Devido à crescente variedade nos esportes equestres e às raças de cavalos, tornou-se importante a avaliação da fisiologia do exercício animal. Os equinos são submetidos a treinamentos em condições de campo para o estabelecimento de condicionamento físico e até mesmo de programas nutricionais dos animais. A preocupação com o estresse térmico é uma realidade, principalmente para cavalos atletas, cujo o valor agregado no animal é maior. Este trabalho teve por objetivo avaliar parâmetros fisiológicos e sanguíneos de animais submetidos a exercícios em diferentes estações do ano. Foram utilizados 10 animais Quarto de Milha de diferentes idades e sexos. O experimento teve duração de seis dias, sendo três dias no inverno e três dias no verão, formando um fatorial 3x2 (três períodos e duas estações). Foram avaliados temperatura de pele, temperatura retal, emissividade de calor nos olhos e ceco, frequência respiratória e cardíaca, e parâmetros sanguíneos (glicose, colesterol total, triglicerídeos, proteína total, albumina, uréia, contagem de hemácias, hemoglobina e leucócitos), antes do início do exercício e após o término dos mesmos. Houve diferença estatística para estação do ano para as variáveis triglicerídeos, sendo maior no inverno, proteína e albumina, contagem de hemácias e leucócitos, sendo maiores no verão. A variável glicose apresentou interação entre tempo de coleta e estação.  A frequência cardíaca, temperaturas da pele e retal diferiram em relação as estações, apresentando maior aumento no verão. Houve diferença estatística quanto a emissividade de calor nos olhos, sendo maior no verão. A emissividade do ceco apresentou interação entre estação do ano e período de coleta. A temperatura ambiente e a estação do ano interferem nas respostas fisiológicas de dissipação de calor dos equinos.


Palavras-chave


avaliação sanguínea, equinos, triglicerídeos, contagem de células.

Texto completo:

PDF

Referências


AINSWORTH, D.M. Lower arway function: responses to exercises and training. In: HINCHCLIFF, K.W.; KANEPS, A.J.; GEOR, R.J. Equine sports medicine and surgery. Philadelphia, PA: W.B. Saunders, 2004. Cap 28, p.599-612.

Animals. 6ª edition. Academic Press, San Diego. 916p, 2008.

ATHAIDE, L.G., SILVA, J.A.R., PANTOJA, M.H.A., CRUZ, Y.C.C., ADAMI, C.O., JOSET, W.C.L, MARTORANO, L., LOURENÇO JÚNIOR, J.B., Thermoregulation of Horses Reared in the Climate Conditions of the Eastern Amazon. IN: XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2015, Anais. Fortaleza – CE, 2015.

BALOGH, N. GAAL, T. RIBICZEYNÈ, P.S., PETRI, A. Biochemical and antioxidant changes in plasma and erythrocytes of pentathlon horses before and after exercise. Vet. Clin. Pathol., v. 30, n. 4, p. 214–218, 2001.

BRUSS, M. L. Lipids and ketones. In: KANEKO, J. J.; HARVEY, J. W.; BRUSS, M. L. Clinical Biochemistry of Domestic Animals. Elsevier, 6. ed. 2008, p.81-115.

CARVALHO, T.; MARA, L.S. Hidratação e nutrição no esporte. Revista Brasileira de

Medicina do Esporte, Rio de Janeiro, v.16, n.2, p. 33-40. 2010.

CHAVES, Arthur Araujo. Avaliação dos parâmetros físicos vitais, hematológicos e bioquímicos de equinos quarto de milha submetidos à prova de três tambores com diferentes frequências de treinamento. AraÇatuba-sp: Fmva/unesp, 2016. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária, 2016.

CONCEIÇÃO, M. et al. Hemograma e bioquímica sérica de eqüinos da raça quarto de milha antes e após o exercício. Veterinária Notícias, Uberlândia, v. 7, p. 87-92, 2001.

ENCARNAÇĂO, R.O. Estresse e produçăo animal. In: CICLO INTERNACIONAL DE PALESTRAS SOBRE BIOCLIMATOLOGIA ANIMAL, 1989, Botucatu. Anais. Jaboticabal: FUNEP, 1989. p.111-129.

ETCHICHURY, M. Termorregulação em cavalos submetidos a diferentes métodos de

resfriamento pós-exercício. Tese (Doutorado): Faculdade de Zootecnia e Engenharia de

Alimentos – Universidade de São Paulo, Departamento de Zootecnia, Pirassununga,

EVANS, D.L. Training and fitness in athletic horses. Report for Rural Industries Research and Development Corporation (RIRDC), Sydney, p.7, 2000.

FOREMAN, J.H.; FERLAZZO, A. Physiological responses to stress in the horse. Pfrdeheilkunde, v.12, n.4, p.401-404 1996.

JOHNSON S.R., RAO S., HUSSEY S.B., MORLEY P.S. & TRAUB-DARGATZ J.L.

Thermographic eye temperature as an index to body temperature in ponies. Journal

of Equine Veterinary Science. Vol.31, p.63-66, 2011.

KANEKO J.J., HARVEY J.W. & BRUSS M.L. Clinical Biochemistry of Domestic KESSEL L., JOHNSON L., ARVIDSSON H. & LARSEN M. The relationship between

body and ambient temperature and corneal temperature.

Investigative Ophthalmology & Visual Science. Vol. 51, p.6593-6597, 2010.

MACGOWAN, C. Clinical pathology in the Racing horse: The role of clinical pathology

in assessing fitness and performance in the racehorse. Veterinary Clinics of North

America: Equine Practice, Philadelphia, n. 2, v. 24, p. 405-421, 2008.

McCONAGHY, F.F. Thermoregulation. In: HODGSON, D.R.; ROSE, R.J. The Athletic Horse. Oxford: WB Saunders, 1994.

McCUTCHEON, L.J.; GEOR, R.J. Thermoregulation and exercise associated heat stress. Em: HINCHCLIFF, K.W; GEOR e R. J KANEPS A.J. Equine exercise physiology: The science of exercise in the athletic horse. Saunders Ltd, 2007. Cap. 6.3, p 382.

MOTA, L.S. Adaptação e interação genótipo-ambiente em vacas leiteiras. 1997. 69f. Tese (Doutorado) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, SP.

MOURA, D. J.; MAIA, A. P. A; VERCELLINO, R. A.; MEDEIROS, B. B. L.; SARUBBI, J.; GRISKA, P. Uso da termografia infravermelha na análise da termorregulação de cavalo em treinamento. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 31, n. 1, p. 23-32, jan/fev, 2011.

OLIVEIRA, C.A.A.; AZEVEDO, J.F.; MIRANDA, A.C.T; SOUZA, B.G. Hematological and blood gasparameters’ response totre admill exercise test in eventing horses feddif ferent protein levels. Journal of Equine Veterinary Science, v. 34, p. 1279–1285, 2014.

PÖSÖ, A. R.; HYYPPÄ, S.; GEOR, R. J. Metabolic responses to exercise and training. In: HINCHCLIFF, K. W.; GEOR, R. J.; KANEPS, A. J. Equine Exercise Physiology. 1. ed. Saunders: Philadelphia, 2002. cap. 6.

ROBINSON, N. E. Função respiratória. In CUNNINGHAM,J.G. & B.G. KLEIN.

Tratado da fisiologia veterinária, Rio de janeiro, Elevier, 2008.

ROSE, R.J.; HODGSON, D.R.; Hematology and biochemestry. In: HODGSON, D.R.;

ROSE, R.J.T. The athletic horse: principales and practice of equine sports medicine.

Philadelphia: W.B. Saunders, 1994, p. 63-78.

SILVA, L.A.C.; SANTOS, S.A.; SILVA, R.A.S; McMANUS, C.; PETZOLD, H. Adaptação do cavalo pantaneiro ao estresse da lida diária de gado no pantanal, Brasil. Archivos de Zootecnia, v.54, n. 206, p. 509-513, 2005.

SAS INSTITUTE. User´s Guide. Version 9.1.3. Cary, NY, 2004.

THOM, E.C., 1959. The discomfort index Weatherwise. 60:12-57.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv5n2-027

Apontamentos

  • Não há apontamentos.