Variabilidade fenotípica da conformação corporal de equídeos das raças brasileiro de hipismo, Bretão Postier e Jumento Brasileiro / Phenotypic variability of the body conformation of brazilian sport horse, Postier Breton and Brazilian Donkey equid breeds

Anita Schmidek, Elaine Cristine Piffer Gonçalves, Ivana Marino Bárbaro-Torneli, Regina Kitagawa Grizotto, Fernando Bergantini Miguel, Marcelo Hemrique de Faria

Resumo


Com o objetivo de identificar variabilidade fenotípica na conformação corporal de equídeos, foram realizadas mensurações lineares e angulares em animais das raças Brasileiro de Hipismo, Bretão Postier e Jumento Brasileiro, pertencentes ao PRDTA – Alta Mogiana. Os dados foram comparados pelo teste T de médias, sendo considerando significativo se P<0,05. O grupo que mais diferiu quanto às medidas lineares e angulares foi o Jumento Brasileiro, pois pertence à espécie asinina. Dentre os equinos, a raça Bretão Postier apresentou maior divergência, com tendência de maiores perímetros e menores comprimentos. De acordo com as análises realizadas, há evidência de variabilidade fenotípica na conformação corporal, tanto entre como dentre os rebanhos avaliados. A existência de variabilidade fenotípica dentro de rebanhos indica a existência de variabilidade genética, e possível resposta à seleção mediante programa de melhoramento genético.


Palavras-chave


cavalo, crescimento, medidas angulares, medidas lineares, morfologia.

Texto completo:

PDF

Referências


BARREY, E.; DESLIENS, F.; POIREL, D., BIAU, S.; LEMAIRE, S.; RIVERO, J. L. L.; LANGLOIS, B. Early evaluation of dressage ability in different breeds. Equine vet. J., Suppl. 34, p. 319-324, 2002.

CABRAL, G. C.; ALMEIDA, F. Q.; QUIRINO, C. R.; AZEVEDO, P. C. N.; PINTO, L. F. B; SANTOS, E. M. Avaliação Morfométrica de Eqüinos da Raça Mangalarga Marchador: Índices de Conformação e Proporções Corporais. Revista Brasileira de Zootecnia, v.33, n.6, p.1798-1805, 2004.

ESALQ. Estudo do complexo do agronegócio cavalo. Brasília: Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, 2006. 68p. (Coletânea de Estudos Gleba; 40).

FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION - FAO. United Nations. Disponível em: Acesso em: 24/05/2010.IBGE, 2010

GODOI, F. N.; BERGMANN, J. A. G; ALMEIDA, F. Q; SANTOS, D. C. C.; MIRANDA, A. L. S.; VASCONCELOS, F. O.; OLIVEIRA, J. E. G.; KAIPPER, R. R.; ANDRADE, A. M. Morfologia de potros da raça Brasileiro de Hipismo. Ciência Rural, v.43, n.4, p.736-742, 2013.

KOMOSA, M.; FRACKOWIAK, H.; PURZYC, H.; WOJNOWSKA, M.; GRAMACKI, A.; Gramacki, J. Differences in exterior conformation between primitive, Half-bred, and Thoroughbred horses: Anatomic-breeding approach. J. Anim. Sci., 91, 1660-1668, 2013.

MCMANUS, C. M.; LOUVANDINI1, H.; CAMPOS, V. A. L. Non linear growth curves for weight and height in four genetic groups of horses. Ci. Anim. Bras., Goiânia, v. 11, n. 1, p. 80-89, jan./mar. 2010.

PINTO, L. F. B; ALMEIDA, F. B.; QUIRINO, C. R.; CABRAL, G. C.; AZEVEDO, P. C. N.; SANTOS, E. M. Análise Multivariada das Medidas Morfométricas de Potros da Raça Mangalarga Marchador: Análise Discriminante. R. Bras. Zootec., v.34, n.2, p.600-612, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34188/bjaerv5n2-042

Apontamentos

  • Não há apontamentos.