Tratamento do efluente do biodiesel utilizando técnica de eletrofloculação com diferentes eletrodos

Lucas Aparecido Bittencourt, Ariane Aparecida de Lima, Claudia Schlindwein, Everson do Prado Banczek, Cynthia Beatriz Furstenberger

Resumo


O biodiesel depois de produzido necessita ainda ser purificado, para garantir a qualidade exigida pela Agência Nacional do Petróleo, Biocombustíveis e Gás Natural. Para cada litro de biodiesel produzido, gera-se cerca de três litros de efluente. Dentre os tratamentos existentes para este efluente a técnica de eletrofloculação se destaca devido a sua eficácia durante o processo de tratamento. O objetivo deste trabalho é realizar um estudo sobre o processo de eletrofloculação, utilizando diferentes eletrodos metálicos para emprego em célula de eletrofloculação. Para tal, em um reator de eletrofloculação aplicou-se tensões de 1, 2, 3 e 4 Volts e os tempos de 15, 30, 45 e 60 minutos, nos eletrodos de alumínio, aço carbono, aço carbono galvanizado e estanho. Os resultados foram escolhidos com base na diferença de massa. Após a eletrólise realizou-se análises DQO e sólidos totais, e a correção do pH foi realizada utilizando as técnicas de filtragem com filtro de papel e carvão ativo. A melhor tensão foi de 3 volts para eletrodos de Alumínio e Aço Carbono, e 4 Volts para eletrodos de Aço Carbono Galvanizado e Estanho, e o tempo ideal foi de 45 minutos para cada eletrodo. Utilizando filtro de carvão ativo o pH dos eletrodos de Al e Aço C. G. se enquadraram na resolução do CONAMA nº 430/2011. Os sólidos totais dos eletrodos de Al tiveram 35% de remoção, quando o efluente foi filtrado com filtro de carvão ativo, já o eletrodo de Aço C. G teve a melhor eficiência na remoção de DQO superior a 55%, utilizando filtro de carvão ativo. Conclui-se que o eletrodo de Al é ideal quando se pretende reduzir os sólidos totais e o eletrodo de Aço C.G é ideal para situações onde busca reduzir-se a DQO.


Palavras-chave


Biocombustível; Água; Eletrólise.

Texto completo:

PDF

Referências


BORBA, F. H. et al. Avaliação da eficiência da técnica de eletro-floculação no tratamento de efluentes de indústrias de subprodutos avícolas. Estudos Tecnológicos - Vol. 6, n° 1, p 36-47. Nov. 2010.

BRITO, J F., FERREIRA. L. O., SILVA. J.P. O tratamento para a água de purificação de biodiesel usando electrofloculation. Química Nova, São Paulo, v. 35, n. 4, 2012.

CERQUEIRA, A. A.. Aplicação da técnica de eletrofloculação no tratamento de efluentes têxteis. 111 f , Dissertação (Mestrado em Quimica) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro Centro de Tecnologia e Ciências. Rio de Janeiro, 2006.

CHEN, G., Electrochemical technologies in wastewater treatment. Separation and purification Tecnhlogy, Hong Kong, n.38, p. 11-41, out, 2004.

CRESPILHO, F. N.; REZENDE, M. O. O. Tratamento de efluente da indústria de processamento de coco utilizando eletroflotação. Química Nova, São Paulo, v. 27, n. 1, p. 2-5, 2004.

DE BONI, L.A.B. et al Tratamento Físico-Químico da Água de Lavagem Proveniente da Purificação do Biodiesel. Periódico Tchê Química. Vol. 4 – N. 7, jan – fevereio 2008.

FORNARI, M. M. T. Aplicação da Técnica de Eletro-Floculação no Tratamento de Efluentes de Curtume. 112 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Centro De Engenharias e Ciências Exatas, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, 2007.

GERIS, Regina et al. biodiesel de soja – reação de transesterificação para aulas práticas de química orgânica. Quimica Nova, Salvador, v. 30, n. 5, p.1369-1373, maio 2007.

MEDEIROS, R. B. Utilização da Eletrofloculação para Tratamento de Água de Produção. 108 f. Dissertação (Mestrado em Quimica) – Centro de Tecnologias e ciências, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

MENESES, J. M. Tratamento do efluente do biodiesel utilizando a eletrocoagulação/flotação: investigação dos parâmetros operacionais. Química Nova, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 235-240, jan. 2012.

PALOMINO-ROMERO, J. A. et al. Tratamentos dos efluentes gerados na produção de biodiesel. Química Nova, São Paulo , v. 35, n. 2, p. 367-378, Jun. 2012

American Public Health Association, American Water Works Associa¬tion, Water Environment Federation; Standard Methods for the Exami¬nation of Water and Wastewater, 19th ed., Washington,1995.

TETERICZ, A. M. Tratamento de efluente do herbicida atrazina pelo processo de eletrofloculação. 65 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental).Faculdade Cataratas, Foz do Iguaçu, 2011.

YASSUE, P. H. et al; Remoção de DQO e de cor através do tratamento eletrolítico, XXVII Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental, Fortaleza, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.