Feminino e Masculino: a compreensão de jovens adultos sobre o tema / Feminity and Masculinity: young adults' understanding of the concept

Andressa Laurenti, Laís Passarelli Rodrigues, Laura Scandiuzzi, Gisele Machado da Silva Carita

Abstract


O conceito de gênero faz-se como uma conjuntura de um momento sociocultural, relaciona-se às pessoas produzirem comportamentos, vistos pela sociedade, em determinada situação, como masculinos ou femininos, de acordo com condutas estereotipadas e considerando, portanto, papéis de gênero. Faz-se o gênero nas interações sociais, assim, realiza-se uma construção e/ou desconstrução desse conceito, num mundo já gendrificado. Realizou-se uma pesquisa qualitativa, de campo, de caráter exploratório, cujo objetivo foi apreender a compreensão do feminino e do masculino, na atualidade, entre moradores do interior do Estado de São Paulo. O estudo contou com 7 participantes de 20 a 40 anos, acessados segundo o método “bola-de-neve”, organizados em grupos, de acordo com critérios pré-estabelecidas. Os participantes responderam a uma entrevista, segundo questionário semiestruturado, elaborado para este estudo. As entrevistas foram analisadas, segundo metodologia da análise de conteúdo. Foram seguidas todas as normas éticas recomendadas pela resolução 466/12. Os resultados revelaram aspectos vivenciais e experiências relatadas pelos participantes relacionados à presença dos constructos sociais de gênero. As formas de socialização e a narrativa referente a identidade de gênero e sexualidade, influíram na forma que os participantes da pesquisa refletiram e dialogaram sobre as estruturas da sociedade, seu papel nela e sua relação com o feminino e o masculino.


Keywords


identidade de gênero, orientação sexual, Psicologia Social, masculino, feminino.

References


AMÂNCIO, L. O gênero no discurso das ciências sociais. Análise Social, [s.l], v. 38, n. 168, p. 687-714, 2003. Disponível em: http://analisesocial.ics.ul.pt/documentos/1218791078B9rDE5id4Po89MU8.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

AQUINO, E. M. L. Gênero e saúde: perfil e tendências da produção científica no Brasil. Rev. Saúde Pública, Salvador, v. 40, [s.n], p. 121-132, 2006. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/rsp/2006.v40nspe/121-132/pt. Acesso em: 29 nov. 2019.

ALMEIDA, G. 'Homens trans': novos matizes na aquarela das masculinidades?. Rev. Estud. Fem., Florianópolis, v. 20, n. 2, p. 513-523, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-026X2012000200012&lng=en&nrm=iso. Acesso em:08 mar. 2021.

ANTUNES, P. P. S. Homofobia internalizada: o preconceito do homossexual contra si mesmo. 2016. 433p. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/17142/1/Pedro%20Paulo%20Sammarco%20Antunes.pdf. Acesso em: 22 jan. 2021.

BERALDO, B. O que é feminilidade? Papéis sociais e o feminismo contemporâneo. In: CONGRESSO INTERNACIONAL COMUNICAÇÃO E CONSUMO, 4., 2014, São Paulo, SP. Anais... São Paulo, SP: Escola Superior de Publicidade e Marketing, 2014, p. 01-15. Disponível em: https://docplayer.com.br/18273206-O-que-e-feminilidade-papeis-sociais-e-o-feminismo-contemporaneo-1.html. Acesso em: 07 mar. 2021.

BUTLER, J. Problemas de Gênero: feminismo e subversão da identidade. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira, 2003.

FOSTER, D. W. Consideraciones sobre el estudio de la heteronormatividade en la literatura latinoamericana. Letras: literatura e autoritarismo, Santa Maria, n. 22, jan./jun. 2001.

LOURO, G. L. O corpo educado: Pedagogias da sexualidade. 2 ed. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2000.

MIRANDA, F. F. F. de. Heteronormatividade: uma leitura sobre construção e implicações na publicidade. Fragmentos de cultura, Goiânia, v. 20, n. 1/2, p. 81-94, 2010.

MOSCOVICI, S. Representações sociais: Investigações em psicologia social. 5 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

MUSZKAT, M. E. O homem subjugado: o dilema das masculinidades no mundo contemporâneo. São Paulo: Summus, 2018. 176 p.

OLIVEIRA, P. P. de. Discursos sobre a masculinidade. Rev. Estudos Feministas, [s.l], v. 6, n. 1, p. 91-112, 1998. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/43904025?seq=1. Acesso em: 29 nov. 2019.

PONTES, J. C.; SILVA, C. G. Cisnormatividade e passabilidade: deslocamentos e diferenças nas narrativas de pessoas trans. Periódicus, Salvador, v. 1, n. 8, p. 396-417, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaperiodicus/article/view/23211/15536. Acesso em: 03 mar. 2021.

PORCHAT, P. Um corpo para Judith Butler. Rev. Peri., Salvador, v. 1, n. 3, p. 37-51, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaperiodicus/article/view/14254/9855. Acesso em: 09 mar. 2021.

REIS, S. L. de; BELLINI, M. Representações sociais: teoria, procedimentos metodológicos e educação ambiental. Acta Scientiarum, Maringá, v. 33, n. 2, p. 149-159, 2011. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciHumanSocSci/article/view/10256/pdf. Acesso em: 10 jul. 2020.

SAMPAIO, L. L. P.; COELHO, M. T. Á. D. Quando o estranhamento se traduz em preconceito: trajetórias de vida de pessoas transexuais. In: VIEIRA, T. R. (Org.). Minorias Sexuais Direitos e Preconceitos. Brasília: Consulex Ltda, 2012, p. 337-351.

SILVEIRA, F. A.; FURLAN, R. Corpo e Alma em Foucault: Postulados para uma Metodologia da Psicologia. Psicol. USP, São Paulo, v. 14, n. 3, p. 171-194, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642003000300012&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 03 mar. 2021.

SCOTT, J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Rev. Educação e Realidade, [s.l], v. 20, n. 2, p. 71-99, jul./dez. 1995. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/71721/40667. Acesso em: 29 nov. 2019.

VINUTO, J. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: um debate em aberto. Temáticas, Campinas, v. 22, n. 44, p. 203-220, ago./dez. 2014. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/cd8e/3ecb215bf9ea6468624149a343f8a1fa8456.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

V., V. Trans Sexualidade: Reflexão sobre a mercantilização do sexo desde uma perspectiva transgênera. Revista Periódicus, v. 1, n. 1, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaperiodicus/article/view/10154. Acesso em 5 de março de 2021.

WITTMANN, I. “O Corpo Nasce de uma Identidade”: reflexões sobre a construção do corpo em experiências transgênero. Cadernos de campo, São Paulo, v. 28, n. 2, p. 86-107, 2019. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/cadernosdecampo/article/view/149227. Acesso em: 03 mar. 2021.

WOUTERS, C. Sexualização e Erotização: Emancipação e integração do amor e do sexo. Educ. Real., Porto Alegre, v. 42, n. 4, p. 1217-1237, dez. 2017. Disponível em




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n1-001

Refbacks

  • There are currently no refbacks.