Estágio optativo em otorrinolaringologia e sua importância: relato de experiência / Optional internship in otorhinolaryngology and its importance: experience report

Larissa Jardim Vargas, Bianca Sousa Duarte, Raissa de Sousa Marinho Pimenta, Gleiciane Ramos Vaz, Andressa Viana Oliveira, Stephanie Oliveira Braga, Talytta Marinho de Lucena, Adria Luiza Silva Manari, Maria Eugênia de Paula Pires, Kamylla Paulla Saldanha Rabelo

Abstract


Introdução: O estágio vem se mostrando cada vez mais importante para a formação do acadêmico de medicina e a consolidação do seu conhecimento, bem como oportunidade de experiências valiosas para o aprendizado prático. Assim, vivências proporcionadas por estágios voluntários contribuem para a formação de habilidades necessárias de um médico generalista, com capacidade de resolutividade, reflexão e integração do conhecimento. Objetivo: Relatar a experiência de um estágio voluntário em otorrinolaringologia e a sua importância para a formação do estudante de medicina como generalista. Relato de experiência: O relato conta com experiências vividas por um discente no estágio obrigatório e optativo durante o período de 18 de fevereiro de 2019 a 08 de abril de 2019, com carga horaria de 40 horas semanais, pelo Instituto de Otorrino Dr. Aureo C. Cangussu, na cidade de Imperatriz-MA. O estágio optativo é um elo entre o mercado de trabalho e a rotina estudantil, como uma forma de apresentação do estudante a sua rotina profissional. Assim, é permitido desfrutar de diversas áreas de aprendizagem, bem como acompanhar a rotina ambulatorial e ainda do centro cirúrgico, aumentando assim a possibilidade de novas experiências. Conclusão: Nesse sentido, conclui-se que o estágio traz ao acadêmico de medicina grandes possibilidades referentes a aplicabilidade do conteúdo teórico aprendido durante a sua formação nas atividades que são propostas durante esse período, além de permitir uma formação generalista com maior qualidade devido as experiências que são desenvolvidas no estágio.

Keywords


Estágio clínico, Capacitação Profissional, Educação de Graduação em Medicina.

References


Nasr a, talini c, neves gcs, krieger jgc, collaço ia, domingos mf. Estágio voluntário em pronto socorro: instrumento para a formação médica de qualidade. Rev col bras cir. 2012; 39(4): 340-343

Tavares chf, maia ja, muniz mch, malta mv, magalhães brc, thomaz acp. O currículo paralelo dos estudantes da terceira série do curso médico da universidade federal de alagoas. Rev bras educ med. 2007; 31(3): 245-253.

Conselho nacionalde educação (brasil). Resolução nº 4, de 7 de novembro de 2001. Diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação de medicina. Diário oficial da união, brasília, 9 de novembro de 2001. Seção 1, p. 38

Teles filho, rv. Mentorship in otorhinolaryngology, a latent need. Braz j otorhinolaryngol. 2019. Https://doi.org/10.1016/j. Bjorl.2019.04.007.

Tavares ap, ferreira ra, frança eb, junior caf, lopes gc, dantas ngt, et al. O “currículo paralelo” dos estudantes de medicina da universidade federal de minas gerais. Rev bras educ med. 2007;31(3):254-65.

Ferreira ecs, pinto ea, guedes hm, lopes rrs, reis sn. Capacitação em saúde para equipe de enfermagem sobre assistência ao parto: relato de experiência em nampula. Brazilian journal of health review, curitiba, v.4, n.4, p. 15291-15301 jul./aug. 2021 doi:10.34119/bjhrv4n4-073

Ballester da, filippon ap, braga c, andreoli sb. The general practitioner and mental health problems: challenges and strategies for medical education. Sao paulo med. 2005;123(2):72-6. Http://dx.doi.org/10.1590/s1516- 31802005000200008.

Antunes dos santos r, nunes m do pt. Medical education in brazil. Med teach. 2019:1-6. Disponível em: https://doi.org/ 10.1080/0142159x.2019.1636955.

Peres cm, andrade as, garcia sb. Atividades extracurriculares: multiplicidade e diferenciação necessárias ao currículo. Rev bras educ med. 2007; 31(3): 203-211.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n1-008

Refbacks

  • There are currently no refbacks.