Síndrome de Asperger: a importância de conhecer suas particularidades e realizar o diagnóstico precoce / Asperger's Syndrome: the importance of knowing its particularities and making an early diagnosis

Isadora Campos Khaoule, Fernanda Alves Caetano, João Matheus Girardi de Matos Batista, Júlia Xavier Campos, Gabriela Rodrigues Pessôa, Linda Sant Anna Brasileiro, Virgínia Braz da Silva Vaz

Abstract


A Síndrome de Asperger (SA) é considerada um transtorno ocasionado por uma desordem neurobiológica de origem ainda desconhecida, sendo um subtipo brando do Transtorno do Espectro Autista. O paciente portador de SA possui características específicas que são determinantes para o diagnóstico, este, geralmente ocorre na primeira infância, e, realizado de forma precoce,  auxilia o tratamento que deve perdurar durante toda a vida, haja vista que a síndrome não tem cura. No que concerne ao tratamento, percebe-se benefícios na atuação multiprofissional que almeja fomentar o desenvolvimento social, a comunicação verbal e não verbal, o estabelecimento de autonomia e educação do paciente, e sua capacidade física e emocional.  Assim, essa condição foi analisada neste trabalho através de uma Revisão Integrativa da Literatura (RIL) baseada em uma pesquisa nas bases de dados das plataformas virtuais Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE) via Pubmed e Google Acadêmico. Em seguida à leitura completa dos artigos selecionados, após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, concluiu-se que a SA afeta significativamente a qualidade de vida do portador e de seus familiares. Por isso, constatou-se que a mesma deve ser diagnosticada precocemente e que o tratamento de forma correta auxilia em um prognóstico positivo a longo prazo para o desenvolvimento do indivíduo portador.

 


Keywords


Asperger Syndrome, Autism Spectrum Disorder, Socialization.

References


Barroso, laura karolina gonçalves; schettino, raquel ramos. Síndrome de asperger: revisão integrativa acerca do transtorno. Brazilian journal of health review, v. 4, n. 4, p. 15147-15168, 2021.

Das virgens, fernanda vilela et al. As dificuldades do diagnóstico precoce da síndrome de asperger e seus impactos psicossociais na vida do paciente. Revista eletrônica acervo saúde, v. 13, n. 12, p. E9369-e9369, 2021.

Figueiredo bezerra, letícia et al. O espectro autista e a sua complexidade genética e clínica: uma revisão integrativa da literatura. Revista de medicina e saúde de brasília, v. 8, n. 2, 2019.

Lopes, claudio neves. Autismo e família: o desenvolvimento da autonomia de um adolescente com síndrome de asperger e a relação familiar. Revista diálogos e perspectivas em educação especial, v. 5, n. 1, p. 53-66, 2018.

Randall, melinda et al. Testes de diagnóstico para transtorno do espectro do autismo (tea) em crianças pré-escolares. Cochrane database of systematic reviews , n. 7, 2018.

Sanches, thayse tayanne bastos; da silva taveira, leonardo. Autismo: uma revisão bibliográfica. Caderno intersaberes, v. 9, n. 18, 2020.

Steffen, bruna freitas et al. Diagnóstico precoce de autismo: uma revisão literária. Revista saúde multidisciplinar, v. 6, n. 2, 2019.

Svavarsdottir, erla kolbrun; gisladottir, margret; tryggvadottir, gudny bergthora. Percepção sobre apoio familiar e preditores de satisfação com o serviço de saúde entre famílias de crianças e adolescentes com transtornos mentais graves em tratamento psiquiátrico ativo. Jornal de enfermagem psiquiátrica da criança e do adolescente , v. 32, n. 1, pág. 15 de junho de 2019.barroso, laura karolina gonçalves; schettino, raquel ramos. Síndrome de asperger: revisão integrativa acerca do transtorno. Brazilian journal of health review, v. 4, n. 4, p. 15147-15168, 2021.

Swetlik, carol; earp, sarah e.; franco, kathleen n. Adults with autism spectrum disorder: updated considerations for healthcare providers. Cleveland clinic journal of medicine, v. 86, n. 8, p. 543-553, 2019.

Vahabzadeh, arshya et al. Melhoria dos sintomas de tdah em crianças em idade escolar e adolescentes com autismo por meio de um auxílio de treinamento socioemocional baseado em óculos digitais digitais. Biorxiv , pág. 165514, 2018




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n1-045

Refbacks

  • There are currently no refbacks.