Avaliação do sistema auditivo e da cognição de pacientes idosos usuários de aparelhos de amplificação sonora individual / Auditive system and cognition evaluation of elderly users of hearing aids

Dulcineia Sampaio Azeredo, Dyanara Stéphany Lemos Santos, Angélica Cristina Pezzin Palheta, Suzane Cristina de Lima Filgueira, Cecília Leite Gomes

Abstract


Introdução: A audição é instrumento da comunicação, sendo de extrema importância ao ser humano. À medida que o indivíduo envelhece há uma perda auditiva natural, a presbiacusia. Considerando o aumento da população idosa no mundo, a prótese auditiva vem ganhando espaço, a fim de diminuir o impacto negativo das perdas auditivas nesta população. Objetivos: Avaliar os benefícios obtidos por idosos após o uso de aparelhos de amplificação sonora individual (AASI) e a função cognitiva desses idosos através do Mini Exame do Estado Mental (MEEM). Método: Foi realizado um estudo prospectivo com 26 idosos, que iniciaram o uso de AASI, sendo aplicado o questionário do MEEM antes e após um período de três a seis meses de iniciado o uso. Resultados: A análise dos escores pré e pós-protetização demonstrou que houve melhora da cognição após o uso do AASI. Ao estratificar a amostra quanto a escolaridade, os pacientes analfabetos não obtiveram ganho (p>0,05); e na classificação por tipo de serviço utilizado, demonstrou-se maior benefício pelos pacientes da clínica privada. Conclusão: Os resultados do estudo mostram o benefício da cognição obtido pelo uso do AASI.

 


Keywords


saúde do idoso, cognição, audição, envelhecimento, prótese auditiva.

References


ACAR, B., YUREKLI, M. F., BABADEMEZ, M. A., KARABULUT, H., & KARASEN, R. M. Effects of hearing aids on cognitive functions and depressive signs in elderly people. Archives of Gerontology and Geriatrics, v. 52, n. 3, p. 250-252, 2011.

ANDERSON, S. et al. A dynamic auditory-cognitive system supports speech-in-noise perception in older adults. Hearing research, v. 300, p. 18-32, 2013.

BATISTA, A. C. M., & SAMPAIO, F. M. Nível de satisfação dos idosos usuários de próteses auditivas doadas pela APAC-NAMI-UNIFOR. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 18, n. 1, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde, 2015. Disponível: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/19290- pesquisa-traz-retrato-inedito-da-saude-do-idoso-no-brasil Acesso em: 13 out. 2015.

BRUCKI, S.M.D. et al. Sugestões para o uso do mini-exame do estado mental no Brasil. Arq. Neuropsiquiatr., v.61, n.3-B, p. 777-781, 2003.

BURITI, A. K. L.; OLIVEIRA, S. H. S. Hearing aid adaptation in users assisted by the Unified Health System. Rev. Soc. Bras. Fonoaudiol., v. 17, n. 1, p.41-46, 2012.

CALVITI, K.C.F.K.; PEREIRA, L.D. Sensitivity, specificity and predictive values of hearing loss to different audiometric mean values. Braz. J. Otorhinolaryngol. v.75, n.6. p.794-800, 2009.

CAMPOLINA, A.G. et al. A transição de saúde e as mudanças na expectativa de vida saudável da população idosa: possíveis impactos da prevenção de doenças crônicas. Cad. Saúde Pública, v.29, n.6, p.1217-1229, jun. 2013.

CARVALHO, L.M.A.; GONSALEZ, E.C.M.; IORIO, M.C.M. Speech perception in noise in the elderly: interactions between cognitive performance, depressive symptoms, and education. Brazilian journal of otorhinolaryngology, v.83, n.2, p.195-200, 2017.

CASTRO, V. E.; PEIXOTO, M. C.; BICALHO, E. M.; CASTRO, K. C. E. Recuperação da audição após implante coclear: um relato de caso. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, v. 3, n. 5, p.13596-13605 set. /out. 2020.

CHAVES M.L.F. Testes de avaliação cognitiva: Mini-Exame do Estado Mental. Academia Brasileira de Neurologia. 2006-2008. Disponível em: http://www.cadastro.abneuro.org/site/arquivos_cont/8.pdf. Acesso em: 04 nov. 2015.

COSTA, T.N.M. et al. Análise do Mini Exame do estado mental de Folstein em idosos institucionalizados e não institucionalizados. Brazilian Journal of Health Review, v.4, n.2, p. 8319-8336 mar./apr. 2021.

CRISPIM, K.G.M. et al. Prevalence of hearing impairment in elderly patients referred to the audiology service in Manaus, Amazon. Rev. Bras. Promoc. Saúde, v. 25, n. 4, p. 469- 475, 2012.

CRUZ, M.S. et al. Deficiência auditiva referida por idosos no Município de São Paulo, Brasil: prevalência e fatores associados (Estudo SABE, 2006). Cad. Saúde Pública, v.28,n.8, p.1479-1492, ago. 2012.

DINIZ, B.S.O.; VOLPE, F M.; TAVARES, A.R. Nível educacional e idade no desempenho no Miniexame do Estado Mental em idosos residentes na comunidade. Rev. Psiq. Clín. v.34, n.1, p.13-17, 2007.

FELL, A.C.; TEIXEIRA, A.R. Cognição em idosos: influência do uso de aparelhos de amplificação sonora individual. Kairós Gerontologia. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e Saúde. v.18, n.2, p.197-208, 2015.

FILLENBAUM, G.G.; GEORGE, L.K.; BLAZER, D.G. Scoring nonresponse on the Mini-Mental State Examination. Psychol. Med., v.18, p.1021-5, 1988.

FLORES, N.G.C.; IÓRIO, M.C.M. Limitação de atividades em idosos: estudo em novos usuários de próteses auditivas por meio do questionário APHAB. Rev. Soc. Bras. Fonoaudiol., v.17, n.1, p.47-53, 2012.

FOLSTEIN, M. et al. The meaning of cognitive impairment in the elderly. J. Am. Geriatr. Soc., v.33, p. 228-235, 1985.

FOLSTEIN, M. et al. The Mini-Mental State Examination. 1975. FOLSTEIN, M. Mini-mental and son. Int. J. Geriatr. Psychiatry, v.13, p.290-4, 1998.

FONSECA, A.B.M.; SANTOS, T.M.M. Uso de aparelhos de amplificação sonora em adultos idosos desde 1999. Distúrb. Comum. v. 25, n.3, p. 482-483, dez. 2013.

GONDIM, L.M.A. et al. Study of the prevalence of impaired hearing and its determinants in the city of Itajaí, Santa Catarina State, Brazil. Braz. J. Otorhinolaryngol., v. 78, n. 2, p. 27-34, 2012.

GUARINELLO, A.C. et al. Análise da percepção de um grupo de idosos a respeito de seu handicap auditivo antes e após o uso do aparelho auditivo. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. v.16, n.4, p.739-745, 2013.

GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de fisiologia médica. 12.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, p.651-660, 2011.

HUBFS. Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza Disponível em: http://www.bettina.ufpa.br/index.php?option=com_content&view=article&id=493. Acesso em 20 out. 2015

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Sistema Nacional de Informações de Gênero (SNIG). 2014. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/apps/snig/v1/?cat=&loc=0,150140,15&tema=NaN. Acesso em: 17 out. 2015.

JONES, R.N.; GALLO, J.J. Dimensions of the Mini-Mental State Examination among community dwelling older adults. Psychol. Med., v.30, p.605-18, 2000.

KAY, D.W.K. et al. Dementia and depression among the elderly living in the Hobart community: the effect of the diagnostic criteria on the prevalence rates. Psychol. Med., v.15, p.771-88, 1985.

KOPPER, H.; TEIXEIRA, A.R.; DORNELES, S. Desempenho cognitivo em um grupo de idosos: influência de audição, idade, sexo e escolaridade. Arq Int Otorrinolaringol, v.13, n.1, p.39-43, 2009.

LANE, K.R.; CLARK, M.K. Assisting Older Persons With Adjusting to Hearing Aids. Clinical Nursing Research. v.25, n.1, p.30–44, 2016.

LESSA, A. H. et al. Satisfaction of Hearing Aids Users With Hearing Loss of Severe and Deep Degree. Int. Arch. Otorhinolaryngol., v.14, n.3, p. 338-345, 2010.

LEVIN, Jack. Estatística Aplicada a Ciências Humanas. São Paulo: Harbra, 1985, p. 392.

LIN, F.R. et al. Hearing loss and cognitive decline among older adults. Gerontologist. Journals Dept. v. 52, p.508-508, 2012.

LIPORACI, F.D.; FROTA, S.M.M.C. Aging and auditory temporal resolution. Rev. CEFAC, v. 12, n. 5, 2010.

LISBOA, P.V.; TEIXEIRA, A.R. Perda auditiva e qualidade de vida em idosos. Rev. Brasileira de Qualidade de Vida. v. 5, n.1, p.59-66, jan./jun. 2013.

LOURENÇO, R.A.; VERAS, R.P. Mini-Exame do Estado Mental: características psicométricas em idosos ambulatoriais. Rev. Saúde Pública, v.40, n.4, 2006.

MAGALHÃES, R.; IÓRIO, M. C. M. Avaliação da restrição de participação e de processos cognitivos em idosos antes e após intervenção fonoaudiológica. Jornal da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v. 23, n. 1, p. 51-56, 2011.

MANTELLO, Erika B. et al. Avaliação da restrição de participação em atividades de vida diária de idosos usuários de aparelhos de amplificação sonora individual. Medicina (Ribeirao Preto. Online), v. 49, n. 5, p. 403-410, 2016. Disponível em: http://www.periodicos.usp.br/rmrp/article/view/125588. Acesso em: 04 jul. 2017.

MENEGOTTO, I.H. et al. Correlação entre perda auditiva e resultados dos questionários Hearing Handicap Inventory for the Adults: Screening Version HHIA-S e Hearing Handicap Inventory for the Elderly - Screening Version - HHIE-S. Arquivos Int. Otorrinolaringol. (Impr.), v.15, n.3, Set. 2011.

MINAYO, M.C.S. O envelhecimento da população brasileira e os desafios para o setor saúde. Cad. Saúde Pública. Rio de Janeiro, v.28, n.2, p.208-209, 2012.

MIRANDA E.C. et al. Correlation of the P300 evoked potential in depressive and cognitive aspects of aging. Braz. J. Otorhinolaryngol., v.78, n.5, p.83-89, 2012.

MONDELLI, M.F.C.G.; SOUZA, P.J.S. Qualidade de vida em idosos antes e após a adaptação do AASI. Jornal Brasileiro de Otorrinolaringologia. V.78, n.3, p. 49-56, mai./jun., 2012.

MOORE, K.L.; DALLEY, A.F. Anatomia orientada para clínica. 5 ed. Rio de Janeiro. P. 946- 959, 2007.

MURDEN, R.A. et al. Mini-Mental State Exam scores vary with education in blacks and whites. J. Am. Geriatr. Soc., v.39, p.149-155, 1991.

NEY, M. G., CARVALHO, A. M. D., SOUZA, P. M. D. Desigualdade Entre Ricos E Pobres No Acesso À Educação No Brasil Rural E Urbano. In: 46th Congress, July 20-23, 2008, Rio Branco, Acre, Brasil. Sociedade Brasileira de Economia, Administracao e Sociologia Rural (SOBER), 2008.

OLIVEIRA I.S. et al. Audição em adultos e idosos: associação com sexo, idade e cognição. Rev. CEFAC, v.16, n.5, p.1463-1470, 2014.

PAIVA, K.M. et al. Envelhecimento e deficiência auditiva referida: um estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública, v.27, n.7, p.1292-1300, jul., 2011.

PINHEIRO, M. M. C., IÓRIO, M. C. M., MIRANDA, E. C., DIAS, K. Z., PEREIRA, L. D. A influência dos aspectos cognitivos e dos processos auditivos na aclimatização das próteses auditivas em idosos. J Soc Bras Fonoaudiol, v. 24, n. 4, p. 309-15, 2012.

QIAN, Z. J., WATTAMWAR, K., CARUANA, F. F., OTTER, J., LESKOWITZ, M. J., SIEDLECKI, B., JACLYN B. SPITZER, ANIL K. LALWANI. Hearing Aid Use is Associated with Better Mini-Mental State Exam Performance, The American Journal of Geriatric Psychiatry (2016), http://dx.doi.org/doi: 10.1016/j.jagp.2016.03.005.

RABELO, M.B. Percepção do handicap e de dificuldades em indivíduos com doença de Parkinson. Salvador, 2015. 74 f. Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas- Instituto de Ciências da Saúde, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

RIBAS, A. et al. Qualidade de vida: comparando resultados em idosos com e sem presbiacusia. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., v.17, n.2, p.353-362, 2014.

ROSA, M. R. D., DANTE, G., RIBAS, A. Programa de orientação a usuários de prótese auditiva e questionários de auto-avaliação: importantes instrumentos para uma adaptação auditiva efetiva. Arq Int Otorrinolaringol, v. 10, n. 3, p. 220-7, 2006.

SCHUM DJ, BECK DL. Negative synergy: hearing loss and aging. Audiology Online [Internet]. June 23, 2008. [cited 2017 Jul 04]. Available from: http://www.audiologyonline.com/articles/article_detail.asp?article_id=2045

UHLMANN, R.F.; LARSON, E.B.; Effect of education on the Mini-Mental State Examination as a screening test for dementia. J. Am. Geriatr. Soc., v.39, p.876-80, 1991.

WONG, L. L. N., YU, J. K. Y., CHAN, S. S., TONG, M. C. F. Screening of cognitive function and hearing impairment in older adults: a preliminary study. BioMed research international, v. 2014, 2014.

YLIKOSKI, R et al. Correction for age, education and other demographic variables in the use of the Mini Mental State Examination in Finland. Acta Neurol. Scand., v.85, p.391- 6, 1992.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n1-055

Refbacks

  • There are currently no refbacks.