Reabilitação psicossocial e saúde mental: Um enfoque na autonomia e na cidadania / Psychosocial rehabilitation and mental health: A focus on autonomy and citizenship

Patrícia Mudrey Gorchinski, André Luiz Assad Gonçalves, Antônio Olívio Rodrigues, Lara Simone Messias Floriano

Abstract


Objetivo: Este estudo tem por objetivo refletir sobre os conceitos de autonomia, reabilitação psicossocial e cidadania no campo da saúde mental. Método: Utilizou-se a revisão de referenciais teóricos e de literatura que abordam tais temas, identificando também desafios a serem superados por pessoas com problemas de saúde mental para o alcance da cidadania. Resultados: Os resultados apontaram o enfoque sobre a importância dos conceitos na construção de um novo paradigma para a saúde mental no Brasil e a compreensão desse modelo na prática dos serviços de saúde mental. Neste sentido, buscou-se com a reflexão dos conceitos, identificá-los como instrumento e finalidade do processo de trabalho das equipes de saúde mental na operação de saberes e fazeres não excludentes e da produção de práticas de atenção psicossocial que respeitem o cidadão com transtorno mental através de projetos terapêuticos democráticos. Conclusão: A partir desta reflexão, pretende-se compreender a prática da reabilitação psicossocial na área da saúde mental e sua responsabilidade técnica, ética e política.


Keywords


Reabilitação Psiquiátrica, Saúde Mental, Autonomia, Cidadania.

References


AMARANTE, P. Loucos pela Vida: a trajetória da Reforma Psiquiátrica no Brasil. 8a ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2018.

AMARANTE, P. Saúde mental e atenção psicossocial. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007.

AMARANTE, P.; NUNES, M.O. A reforma psiquiátrica no SUS e a luta por uma sociedade sem manicômios. Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, n. 6, p. 2067–2074, jun. 2018. Disponível em: . Acesso em: 16 dez. 2021.

BASTOS, C.; KELLER, V. Aprendendo a aprender: introdução à metodologia científica. Rio de Janeiro: Vozes, 2001.

BRÊDA, M.Z.; ROSA, W.A.G.; PEREIRA, M.A.O.; SCATENA, M.C.M. Duas estratégias e desafios comuns: a reabilitação psicossocial e a saúde da família. Rev Latino-am Enfermagem. v.13, n.3, p.450-2, mai./jun.

DESVIAT, M. A reforma psiquiátrica. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1999.

FLORIANO, LSM. Políticas Públicas de Desinstitucionalização no Estado de São Paulo e as recomendações do Censo Psicossocial (2008) de Moradores de Hospitais Psiquiátricos. São Paulo: USP, 2019

GOLDBERG, J. Reabilitação como processo – o centro de atenção psicossocial – CAPS. In: PITTA, A.M.F. (org.) Reabilitação Psicossocial no Brasil. São Paulo: Hucitec, p.33-47, 2001.

KINOSHITA, R.T. Contratualidade e reabilitação psicossocial. In: PITTA, A.M.F. (org.) Reabilitação Psicossocial no Brasil. São Paulo: Hucitec, p.55-59, 2001.

MEDEIROS, S.M.; GUIMARÃES, J. Cidadania e saúde mental no Brasil: contribuição ao debate. Ciência & saúde coletiva. v. 7, n.3, 2002.

OLIVEIRA, A.G.B.; ALESSI, N.P. Cidadania: instrumento e finalidade do processo de trabalho na reforma psiquiátrica. Ciência & Saúde Coletiva. v.10, n.1, p.191-203, 2005.

PITTA, A.M.F. Reabilitação Psicossocial no Brasil. 2 ed. São Paulo: Hucitec, 2001.

PITTA, A.M.F. O que é reabilitação psicossocial no Brasil, hoje? In: PITTA, A.M.F. (org.) Reabilitação Psicossocial no Brasil. São Paulo: Hucitec, p.19-26, 2001.

SANTOS, N.S.; ALMEIDA, P.F.; VENANCIO, A.T.; DELGADO, P.G. A autonomia do sujeito psicótico no contexto da reforma psiquiátrica brasileira. Psicologia: ciência e profissão. v.20, n.4, dez. 2000.

SARACENO, B. Libertando identidades da reabilitação psicossocial à cidadania possível. 2 ed. Rio de Janeiro: Te Corá/Instituto Franco Basaglia, 2001.

SARACENO, B. Reabilitação psicossocial: uma estratégia para a passagem do milênio. In: PITTA, A.M.F. (org.) Reabilitação Psicossocial no Brasil. São Paulo: Hucitec, p.13-18, 2001.

SOUZA, Dilson Santiago de et al. Exercício dos direitos humanos de pessoas institucionalizadas: percepção de profissionais de hospital psiquiátrico. Rev Bras Enferm. 2020;73(1). DOI 20180519. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/reben/v73n1/pt_0034-7167-reben-73-01-e20180519.pdf. Acesso em: 16 dez. de 2021.

STOCKINGER, R.C. Reforma Psiquiátrica Brasileira: perspectivas humanistas e existenciais. Petrópolis: Vozes, 2007.

WOLF, P. J. W..; OLIVEIRA, G.C. Os sistemas de proteção social do Brasil e dos países da Europa Meridional: uma análise comparada. Texto para Discussão. Unicamp. IE, Campinas, n. 288, mar. 2017. Disponível em: https://document.onl/documents/instituto-de- economia-unicamp-instituto-de-economia-conjunto-de-normas-e.html. Acesso em: 15 dez. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n1-056

Refbacks

  • There are currently no refbacks.