Influência das relações interpessoais na gestão organizacional da Escola Secundária 24 de Julho / The influence of interpersonal relations on organizational management at 24 de Julho Secondary School

Marcos Antonio Francisco, Octavio Jose Zimbico

Abstract


O presente artigo intitulado “ Influência das relações interpessoais na gestão organizacional da Escola Secundária 24 de Julho”, situada na cidade de Maputo, resulta de uma reflexão em torno dos problemas organizacionais e tem como objectivo analisar a forma de organização e funcionamento da escola tendo em conta as relações interpessoais entre alunos, professores, funcionários e directores. Num estudo de caso, adoptámos uma abordagem qualitativa do assunto. Participaram deste estudo 5 sujeitos: 2 alunos, 1 professor, 1 chefe da secretaria e 1 director da escola. A recolha de dados foi feita por meio de uma entrevista semiestruturada. Os resultados da pesquisa indicam que a forma de gestão adoptada pela direcção influencia as interacções entre as pessoas (professores, alunos, funcionários), determinando as mais variadas práticas e formas de relacionamento. No caso concreto da escola em estudo, constatamos que há centralização das tarefas, todavia, a descentralização das funções e actividades é uma forma de construir relações interpessoais duradoiras. É nas actividades curriculares e extracurriculares em grupo onde as pessoas aprendem a conhecer um ao outro. É no envolvimento de trabalho em equipa que as relações são fortificadas e fluidas. O atendimento público dado pela secretaria não satisfaz a comunidade escolar. A insatisfação das necessidades básicas pode dar origem a conflitos de ordem pessoal e até mesmo interpessoal. 


Keywords


gestão organizacional, relações interpessoais, comunidade escolar.

References


Antunes, I. (2003). Aula de Português: Encontro e Interacção. São Paulo: Parábola Editorial

Bardin, L. (1977). Análise de Conteúdo. Ed 70. Lisboa.

Carvalho, A. et al. (1999). Projecto Educativo. Porto: Afrontamento.

Chiavenato, I. (2002). Recursos Humanos. São Paulo: Atlas

Coutinho, C. P. (2011). Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas: Teoria e Prática. S.A Coimbra: Edições Almedina.

Etzioni, A. (1964). Modern Organization. Englewood Cliffs. N. J.: Prentice-Hall.

Farias, C. H. B. (2007). As Relações Interpessoais na Escola. Santa Maria. Brasil

Hisldorf, L. A. (2005). Negociações bem-sucedidas: uma proposta inovadora para relacionamentos duradoiros. Colina. São Paulo. Editora Academia de inteligência.

Lame, M. S. (2010, abril). A Gestão do Convívio Escolar. In Garcia Agnaldo (org). Relacionamento interpessoal- uma perspectiva interdisciplinar. Victoria.

Libâneo, J. C. (2013). Organização e Gestão da Escola. Teoria e Prática. (6ª ed). São Paulo: Editora Heccus

Marcelos, V. A. (2009). Relações Interpessoais- Reflexões acerca do cotidiano escolar- Diretório de artigos gratuitos.

Trivinos, A.N.S. (1987). Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais- A Pesquisa Qualitativa em Educação. São Paulo: Editora Atlas. S. A.

Vinyamata, E. (2005). Aprender a partir do Conflito: conflitologia e educação. Porto Alegre: Artimed.

Vroom. V. H (1995). Work and Motivation. New York: Wiley. (Obra originalmente publicada em 1964).




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-080

Refbacks

  • There are currently no refbacks.