Perfil epidemiológico das aerorremoções inter-hospitalares neonatais e gemelares / Epidemiological profile of inter-hospital neonatal and twin aerorelations

Vania Paula de Carvalho, Flavio Lopes Ferreira, Norberto Machado, Bruno Goncalves da Silva, Maria Eduarda Becho Arger Marchetti, Andre Alves Elias, Elza Machado de Melo

Abstract


O Serviço de Transporte Aéreo possui uma base operacional no Aeroporto da Pampulha – BH/MG. O transporte inter-hospitalar é realizado em aeronaves com infraestrutura de Unidade de Terapia Intensiva e presta atendimento a todas faixas etárias. Abordaremos, em especial, o cenário do transporte aéreo do neonato (0 a 28 dias), com ênfase no transporte de gêmeos. Temos claro que a melhor opção seria o transporte individualizado e que a melhor incubadora existente é o útero materno(MENDES; BETTENCOURT, 2001) contudo, por diversos motivos, nem sempre é possível em tempo hábil. 


Keywords


transporte de pacientes, enfermeiro, neonato, gêmeos.

References


MENDES Cândida; BETTENCOURT Ana; et al. Transporte do Recém-Nascido para a UCIN terciária: consenso em neonatologia. 2004. 25p. Banco de dados. Disponível em: www.lusoneonatologia.com/admin/.../201107201731-transporte_rn_para_ucin.pdf Acesso em: 28 de setembro de 2016

UNIMED AEROMÉDICA. Transporte Médico de Urgência BH. Diretrizes Operacionais Padrão. Belo Horizonte, 2016. 135p.

RATTON, José Luiz Amorim. Medicina Intensiva. 2ª ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-089

Refbacks

  • There are currently no refbacks.