Mindfulness e a gagueira: uma revisão de literatura / Mindfulness and stuttering: a literature review

Camila Aparecida Costa da Silva, Patrícia Blasquez Olmedo

Abstract


Esse artigo de revisão tem como objetivo investigar como o mindfulness está sendo utilizado na terapia da gagueira e quais os efeitos dessa técnica na pessoa que gagueja. A Gagueira é definida por rupturas do fluxo da fala, caracterizada por repetições de sons e de sílabas, prolongamentos, bloqueios, pausas extensas e intrusões nas palavras, a mesma é acompanhada por uma gama de sentimentos que aumentam consideravelmente os níveis de ansiedade do indivíduo. O mindfulness é compreendido como a prática da “atenção plena”, o treinamento de tal prática leva a um estado de consciência aumentada, livre de julgamentos, dos seus pensamentos, emoções e experiências no presente. Essa revisão analisa como estratégias de mindfulness adaptadas para pessoas que gaguejam podem ajudar no gerenciamento de desafios cognitivos, afetivos e comportamentais associados à gagueira. Este trabalho constituiu-se em uma revisão de literatura de artigos pesquisados no portal da Lilacs, Medline e Elsevier, foram selecionados artigos publicados nos últimos 5 anos, posteriormente, realizou-se uma análise crítica das informações. Foram selecionados 5 artigos relacionados a gagueira e ao mindfulness. Como resultado da revisão de literatura, ficou evidenciado que o mindfulness é um forte aliado a terapia de gagueira. Este trabalho concluiu que a técnica é utilizada como auxiliar na terapia de gagueira no que diz respeito a sua dessensibilização, tornou-se eficaz na redução dos sintomas associados, especificamente a ansiedade.


Keywords


gagueira, meditação, atenção plena.

References


Andrade, C.R.F. A gagueira e o processo da comunicação humana. In: Limongi SCO. (org.). Fonoaudiologia informação para a formação. linguagem: desenvolvimento normal, alterações e distúrbios. Guanabara-Koogan, Rio de Janeiro; 2003, p. 49-64.

Andrade, C.R.F. Abordagem neurolinguística e motora da gagueira. In: Fernandes FDM, Mendes BCA., Navas ALPGP (org.). Tratado de Fonoaudiologia. 2a ed. São Paulo: Roca; 2010, p. 423-33.

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders (DSM-5®). American Psychiatric Pub, Washington 2013.

Guitar, B. Stuttering: An intergrated approach to its nature and management. Baltimore: Lippincott Williams & Wilkins, Estados Unidos, 2006.

Panayiotou, G.; Karekla, M.; Mete, I. Enfrentamento disposicional em indivíduos com sintomatologia de transtorno de ansiedade: a evitação prediz sofrimento. Journal of Contextual Behavioral Science, v. 3, n. 4, pág. 314-321, Chipre, 2014.

Vanryckeghem, M. et al. The relationship between communication attitude and emotion of children who stutter. Journal of Fluency Disorders v. 26, n. 1, p. 1–15 , 2001.

Nagib, L. Caracterização do Bullyng em estudantes que gaguejam v. 33, n. 102, p. 235–250, Rio de Janeiro, 2016.

Menzies, R.G. et al. Cognitive behavior therapy for adults who stutter: A tutorial for speech-language pathologists. Journal of Fluency Disorders v. 34, n. 3, p. 187–200, Austrália, 2009.

Wilber, K. Integral psychology: Consciousness, spirit, psychology, therapy. Shambhala Publications, Canadá, 2000.

Kabat-Zinn, J. Wherever you go, there you are: Mindfulness meditation in everyday life. New York: Hyperion, Estados Unidos, 1994.

Baer R.A. Treinamento em Atenção Integral (Mindfulness) como intervenção clínica:uma revisão conceitual e clínica. Clinical Psychology: Science and Pratice, Reino Unido, 2003.

Vollestad, J; Nielsen, M.B.; Nielsen G.H. Mindfulness- and acceptance-based interventions for anxiety disorders: a systematic review and metaanalysis. British Journal of Clinical Psychology, v. 51, n. 3, pág. 239-260, Reino Unido, 2012.

Barnhofer, T. et. al. Mindfulness-based cognitive therapy as a treatment for chronic depression: a preliminary study. Behaviour Research and Therapy, 47(5): 366-373, Reino Unido, 2009.

Van Aalderen, J.R. et al. The efficacy of mindfulness-based cognitive therapy in recurrent depressed patients with and without a current depressive episode: a randomized controlled trial. Psychological Medicine, 42(5): 989-1001, Estados Unidos, 2012.

Kim, B. et al. Factors associated with treatment outcomes in mindfulness-based cognitive therapy for panic disorder. Yonsei Medical Journal, 54(6): 1454-1462, Coréia do Sul, 2013.

Zeidan, F. et al. Brain mechanisms supporting the modulation of pain by mindfulness meditation. The Journal of Neuroscience, 31(14): 5540-5548, Estados Unidos, 2011.

Lenze, E.J. et al. Mindfulness-based stress reduction for older adults with worry symptoms and co-occurring cognitive dysfunction. International Journal of Geriatric Psychiatry, Estados Unidos, 2014.

Kabat-Zinn, J. Wherever you go, there you are: Mindfulness meditation in everyday life. New York: Hyperion, Estados Unidos, 1994.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-147

Refbacks

  • There are currently no refbacks.