Construção de instrumento para orientação do manuseio do dreno de hemovac em pacientes em pós operátorio de mastectomia / Construction of a tool to guide the handling of the hemovac drain in post mastectomy patients

Michelle Freitas de Souza, Fátima Helena do Espírito Santo

Abstract


O câncer de mama é hoje um relevante problema de saúde pública. É a neoplasia maligna mais incidente em mulheres na maior parte do mundo. De acordo com as últimas estatísticas mundiais do Globocan 2018 (BRAY, 2018), foram estimados 2,1 milhões de casos novos de câncer e 627 mil óbitos pela doença. No Brasil, as estimativas de incidência de câncer de mama para o ano de 2019 são de 59.700 casos novos, o que representa 29,5% dos cânceres em mulheres, excetuando-se o câncer de pele não melanoma. Em 2016, ocorreram 16.069 mortes de mulheres por câncer de mama no país (INCA, 2019).

 O câncer de mama é definido como uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Há vários. Existem vários tipos de câncer de mama e alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico (INCA,2018). As manifestações clinicas podem ocorrer em qualquer local na mama, porém, em regra, são encontradas no quadrante superior externo, onde se localiza a maior parte do tecido mamário. Em geral, as lesões são indolores, fixas, ao invés de moveis, e endurecidas com bordas irregulares (BRUNNER & SUDDARTH et al., 2014).

O tratamento do câncer da mama depende do estadiamento em que se encontra a doença. As abordagens terapêuticas preconizadas no tratamento do câncer da mama incluem a cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonoterapia e a terapia dirigida usadas separadamente ou em combinação. Quando a doença se encontra localizada, o tratamento mais frequente é a cirurgia (CAMÕES, 2014). O tratamento cirúrgico para o câncer de mama tem evoluído nos últimos anos com a possibilidade de cirurgias menos agressivas, permitindo que as pacientes tenham uma boa qualidade de vida. Para a retirada do tumor, há vários tipos de cirurgia:  A mastectomia radical consiste na retirada de toda a mama comprometida, incluindo os músculos e os linfonodos da axila do lado da mama afetada, tal procedimento frequentemente, necessita de inserção de drenos do tipo “Hemovac” definido como:  Sistema fechado de drenagem por sucção continua e suave, composto por polietileno com múltiplas fenestrações na extremidade. Retirando o ar, criar-se um vácuo com aspiração ativa do conteúdo e tem como objetivos: Evitar acumulo indevido de líquidos em espaços potenciais, remover coleções de seromas, hematomas e secreções (BRUNNER &SUDDARTH, 2016).


Keywords


câncer de mama, mastectomia, dreno de hemovac.



DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-152

Refbacks

  • There are currently no refbacks.