Estado nutricional de pacientes com neoplasias bucais, de cabeça e pescoço: uma revisão narrativa / Nutritional status of patients with oral, head and neck neoplasms: a narrative review

Ívila Machado Martins, Hígno Rafael Machado Martins, Carolina Andrade Pinto de Almeida, Thais Tavares de Sá, Salim Kanaan

Abstract


O câncer já é considerado uma atribuição de saúde pública, devido ao crescimento demográfico e o envelhecimento populacional, em paralelo ao desenvolvimento socioeconômico. Nas últimas décadas, o registro de câncer tem acrescido o número de novos casos. A World Health Organization (WHO) estimam que taxas de câncer possam ter crescido 50% entre 2000 e 2020, passando de 10 para 15 milhões de novos casos. Quando a região acometida é a cervical e/ou a cavidade oral existem outras dificuldades enfrentadas. Um importante fator que deve ser posto em consideração é a questão nutricional e a capacidade de alimentação dos pacientes, haja vista a dificuldade de se alimentar e a consequente queda de aporte nutricional desses pacientes. Isso representa um maior risco de desnutrição entre os pacientes oncológicos. O objetivo deste estudo é estabelecer uma revisão de narrativa da literatura acerca do perfil alimentar e estado nutricional de pacientes com neoplasia cervicais e bucais. Para a realização deste trabalho foram analisadas obras nacionais e internacionais, publicadas entre os anos de 1991 a 2020. Se tratando de uma pesquisa exploratória observacional retrospectiva de abordagem qualitativa em que foi utilizado o método da leitura analítica e comparada da literatura. Tanto os pacientes submetidos a intervenções cirúrgicas, quanto quimioradioterápicas apresentaram alguma redução da ingesta de alimentos. A perda de peso relacionada ao câncer é bem conhecida pelo fato de contribuir para a piora do bem estar do paciente. Logo, é possível constatar os danos e o pior desfecho de pacientes com perda ponderal associados à doença neoplásica e apontar o prognóstico mais favorável de pacientes que recebem um acompanhamento mais efetivo e individualizado de sua dieta.


References


ABIFADEL, B. et al. Efeitos subjetivos da privação alimentar via oral no tratamento do câncer de cabeça e pescoço. Instituto Nacional Câncer (INCA-HCI), Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/inca/Maria_Moreira_efeitos.pdf. Acesso em: 2 dez. 2020.

ANDRADE, J. O. M.; SANTOS, C. A. S. T.; OLIVEIRA, M. C. Fatores associados ao câncer de boca: um estudo de caso-controle em uma população do Nordeste do Brasil. Rev. bras. epidemiol. [online], vol.18, n.4, pp.894-905, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-790X2015000400894&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 30/11/2020

AJCC. American Joint Committee on Cancer. Cancer Staging Manual. In: Greene FL, Page DL, Fleming ID et al. (eds.). Nova York: Springer-Verlag, 2002.

BITTENCOURT, R. et al. Perfil epidemiológico do câncer na rede pública em Porto Alegre – RS. Revista Brasileira de Cancerologia, Porto Alegre, v.50, n.2, p.95-101,2004. Disponível em: . Acesso em: 30 de novembro de 2020.

BRASIL; MINISTÉRIO DA SAÚDE. Instituto Nacional de Câncer. Estimativa 2014: Incidência de Câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2014. Disponível em: . Acesso em: 30 de novembro de 2020.

COLASANTO, J. M.; PRASAD, P.; DECKER, R.H.; WILSON, L.D. Nutritional support of patients undergoing radiation therapy for head and neck cancer. Oncology, vol.19, n.3, pp.371-9, 2005.

DA SILVA, C. V. R.; LABUTO, M. M. A oxigenoterapia hiperbárica como tratamento coadjuvante da osteorradionecrose dos ossos maxilares. Revista da JOPIC, [s. l.], vol. 2, n. 4, p. 115-129, 2019.

DE FREITAS, R. M. et al. Fatores de risco e principais alterações citopatológicas do câncer bucal: uma revisão da literatura. RBAC, [s. l.], vol. 48, n. 1, p. 13-8, 2016.

D'SOUZA, S.; ADDEPALLI, V. Preventive measures in oral cancer: An overview. Biomed Pharmacother, vol. 107, p.72-80, 2018. doi:10.1016/j.biopha.2018.07.114

DUVVURI, U.; SIMENTAL, Jr. A. A.; D’ANGELO, G. et al. Elective neck dissection and survival in patients with squamous cell carcinoma of the oral cavity and oropharynx. Laryngoscope, vol.114, pp.2228, 2004.

FRIEDLANDER, P. L.; SCHANTZ, S. P.; SHAHA, A. R. et al. Squamous cell carcinoma of the tongue in young patients: a matched-pair analysis. Head Neck, vol. 20, p. 363, 1998.

YOSHIDA, K.; KOIZUMI, M.; INOUE, T. et al. Radiotherapy of early tongue cancer in patients less than 40 years old. Int J Radiat Oncol Biol Phys, vol. 45, p. 367, 1999.

HICKS, Jr. W.L.; LOREE, T. R.; GARCIA, R. I. et al. Squamous cell carcinoma of the floor of mouth: a 20-year re-view. Head Neck, vol.19, p. 400, 1997. Disponível em: Aceso em: 30 de novembro de 2020.

KESHAVARZI, M.; DARIJANI, M.; MOMENI, F. et al. Molecular Imaging and Oral Cancer Diagnosis and Therapy. J Cell Biochem, vol. 118, n. 10, pp.3055-3060, 2017. doi:10.1002/jcb.26042

LEANDRO-MERHI; V. A.; AQUINO, J. L. B.; CAMARGO, J. G. T.; FRENHANI, P. B.; BERNARDI, J. L. D.; MCLELLAN, K. C. Clinical and nutritional status of surgical patients with and without malignant diseases: cross-sectional study. Arquivos de Gastroenterologia, São Paulo, vol.48, n.1, Jan./Mar. 2011.

LEANDRO-MERHI, V. A. et al. Perda de peso hospitalar, dieta prescrita e aceitação de alimentos. Arq. Bras. Cir. Dig., [s. l.], vol. 28, n. 1, p. 8-12, 2015.

MATTIUZZI, C.; LIPPI, G. Current Cancer Epidemiology. J Epidemiol Glob Health, vol. 9, n. 4, p.217-222. 2019.doi:10.2991/jegh.k.191008.001

MICK, R.; VOKES, E. E.; WEICHSELBAUM, R. R. et al. Prognostic factors in advanced head and neck cancer patients undergoing multimodality therapy. Otolaryngol Head Neck Surg, vol. 105, p. 62, 1991.

MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Saúde. Atenção em Saúde Bucal. Belo Horizonte: SAS/MG, p. 209, 2006.

MORAES, N. N. J. et al. Perfil Nutricional de pacientes oncológicos: métodos subjetivos e características da alimentação. Rev. Pesq. Saúde, [s. l.], vol. 19, n. 2, p. 57-60, ago. 2018.

SASSERON, L. H.; DE CARVALHO, A. M. P.. Alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em ensino de ciências, v. 16, n. 1, p. 59-77, 2016.

SCHANTZ, S. P.; YU, G. P. Head and neck cancer incidence trends in young Americans, 1973-1997, with a spe-cial analysis for tongue cancer. Arch Otolaryngol Head Neck Surg, vol. 128, p.268, 2002.

TAKARA, T. F. M.; MORIKAWA, W.; VIVACQUA, R. R.; TREVISAN C; ANDO E.T.; de Carvalho G. M., et al. Avaliação nutricional em pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Rev. Bras. Cir. Cabeça Pescoço, vol. 41, n. 2, p. 70-74, 2012.

VAN BOKHORST-DE VAN DER SCHUEREN, M. A. Nutritional support strategies for malnourished cancer patients. Eur J Oncol Nurs, vol. 9, Suppl 2, p.S74-83, 2005.

VÉRAS, I. D. et al. Alterações orais e ingestão alimentar em pacientes com câncer de cabeça e pescoço em tratamento antineoplásico. Diversitas Journal: Sociedade, saúde e natureza, em busca de equilíbrios, Santana do Ipanema/AL, vol. 4, n. 2, 2019.

WAAL, I. et al. Early diagnosis in primary oral cancer: is it possible? Oral Medicine and Pathology Publication Types, vol. 16, n. 3, p. e300-5, maio 2011.

YUDIN, A. L.; SHCHETININ, R. A.; AFANAS'EVA, N. I. Cancer of the tongue and floor of the mouth: Current aspects of diagnosis. Vestn Rentgenol Radiol, n. 5, p. 42-48, 2015.

ZIDE, M. F.; ADNOT, J. Lower lip cancer: Mohs micrographic surgery and reconstruction as a multidiscipli-nary effort. J Oral Maxillofac Surg, vol. 55, p. 818, 1997. Disponível em: Aceso em: 30 de novembro de 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-182

Refbacks

  • There are currently no refbacks.