O pulmão e as emoções: quantificação de qualidade de vida, ansiedade e depressão em portadores de asma e DPOC / Lungs and emotions: quantification of quality of life, anxiety and depression in asthma and COPD patients

José Celso Jardim Neto, Noelly Mayra Silva de Carvalho, Rafaela Alves Carvalho, Túlio Castro de Souza, Ângelo Geraldo José Cunha

Abstract


Introdução: a avaliação da ansiedade, da depressão e da qualidade de vida tem se tornado importante, no contexto científico atual, e ferramenta fundamental para o adequado manejo de pacientes com diversas doenças crônicas, dentre elas, a asma e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), cujos subprodutos da inflamação pulmonar, como as neurocininas e a substância P, estão diretamente relacionados à fisiopatologia dos transtornos emocionais, por ação direta no sistema nervoso central. Objetivos: testar a hipótese de que portadores de asma e de DPOC apresentam piores escores de ansiedade, de depressão e de qualidade de vida, em relação a um grupo controle. Métodos: trata-se de estudo observacional, transversal, em que escores de ansiedade, de depressão e de qualidade de vida foram comparados entre uma amostra de 30 indivíduos adultos portadores de asma persistente e controlada, 30 indivíduos adultos portadores de DPOC (enfisema pulmonar e/ou bronquite crônica) e um grupo de 30 controles. Qualidade de vida, ansiedade e depressão foram quantificadas por intermédio  dos Inventários WHOQOL (World Health Organization Quality of Life) da Organização Mundial de Saúde, do Inventário de Ansiedade – Traço de Spielberger (IDATE) e da Escala de Depressão de Hamilton, respectivamente. Para dados paramétricos, a diferença entre as médias dos grupos foi inicialmente testada mediante análise de variância (ANOVA), seguida pelo teste t de Student quando a ANOVA se mostrou significativa. Para comparação de dados não paramétricos, foi utilizado o teste qui-quadrado. Para testar a maior prevalência de ansiedade moderada e grave nos grupos Asma e DPOC utilizou-se o Odds-Ratio. As correlações, entre qualidade de vida e ansiedade/depressão, foram avaliadas por meio da correlação de Pearson (r). Resultados: os grupos asma e DPOC apresentaram médias inferiores em todos os domínios da qualidade de vida, bem como maiores escores de ansiedade e de depressão. Também houve maior prevalência de ansiedade e de depressão moderada/intensa, bem como correlação significativa e inversa entre o escore total de qualidade de vida e os escores de ansiedade/depressão tanto no grupo asma,  quanto no grupo DPOC. Conclusões: pacientes portadores de asma e de DPOC possuem piores indicadores de ansiedade, de depressão e de qualidade de vida, mesmo estando os sintomas sob controle clínico, sugerindo que o processo inflamatório pulmonar de ambas patologias pode estar relacionado à fisiopatologia do comprometimento emocional. 


Keywords


asma, doença pulmonar obstrutiva crônica, qualidade de vida, ansiedade.

References


ALVES, A. C. et al. Avaliação da repercussão dos sintomas depressivos na qualidade de vida de pacientes com DPOC. Revista de Medicina, v. 98, n. 6, p. 374-381, 2019.

BIAGGIO, A.M.B.; NATALÍCIO, L.; SPIELBERGER, C.D. Desenvolvimento da forma experimental em português do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE)* de Spielberger. Arq Bras Psicol apl., v. 29, n.3, p. 31-44, 197.

BRUNNER, W.M. et al. Depression and risk of incident asthma in adults.The cardia study. Am J Respir Crit Care Med., n. 189, p.1044–1051, 2014.

CABALLERO-DOMINGUEZ, C. C.; PEDROZO-PUPO, J. C.; CAMPO-ARIAS, A. Risk of a major depressive episode in asthma and copd patients amidst colombian SAR-COV-2 Confinement. Psychiatria Danubina, v. 33, n. 1, p. 101–106, 2021.

CAMPO–ARIAS, P. R. et al. Depressão e qualidade de vida em indivíduos com artrite reumatoide e indivíduos com saúde estável: um estudo comparativo. Fisioter. Pesq., v. 20, n. 4, p. 401-407, 2013.

CARMONA-PÍREZ, J. et al. Multimorbidity clusters in patients with chronic obstructive airway diseases in the EpiChron Cohort. Scientific Reports, v. 11, n. 1, 2021.

GINA - Global Initiative for Asthma. Global Strategy for Asthma Management and Prevention. 2014. Disponível em: em: https://ginasthma.org/wp-content/uploads/2021/04/Main-Pocket-Guide-2021-FINAL-WM.pdf. Acesso em: 08 mai. 2021.

GOLD - GLOBAL INITIATIVE FOR CHRONIC OBSTRUCTIVE LUNG DISEASE. Report Global Strategy For The Diagnosis, Management, And Prevention Of Chronic Obstructive Pulmonary Disease. 2021. Disponível em: https://goldcopd.org/wp-content/uploads/2020/11/GOLD-REPORT-2021-v1.1-25Nov20_WMV.pdf. Acesso em: 08 mai. 2021.

HUANG, J. et al. The Impact of Depression and Anxiety on Chronic Obstructive Pulmonary Disease Acute Exacerbations: A prospective cohort study. AffectDisord, v. 281, p.147-152, 2020.

HURTADO-RUZZA, R. et al. Self-Perceived Handicap Associated With Dysphonia and Health-Related Quality of Life of Asthma and Chronic Obstructive Pulmonary Disease Patients: A Case-Control Study. J Speech Lang Hear Res., p. 433–443, 2021.

JATOBÁ, J. D. V. N.; BASTOS, O. Depressão e ansiedade em adolescentes de escolas públicas e privadas. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 56, n. 3, p. 171-179, 2007.

KATO, M. et al. Improvement of respiratory symptoms and health-related quality of life with peramivir in influenza patients with chronic respiratory disease: Additional outcomes of a randomized, open-label study. Influenza Other Respir. Viruses, 2021.

LIMA, C. A. et al. Quality of life, anxiety and depression in patients with chronic obstructive pulmonary disease. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 73, n.1, 2020.

LI, Z. et al. Mind–body exercise for anxiety and depression in copd patients: A systematic review and meta-analysis. International Journal of Environmental Research and Public Health, v. 17, n. 1, p. 22, 2020.

MIRAVITLLES, M.; RIBERA, A. Understanding the impact of symptoms on the burden of COPD. Respiratory Research, v. 18, n. 1, 2017.

MORENO, R. A.; MORENO, D. H. Escalas de depressão de Montgomery & Asberg (MADRS) e de Hamilton (HAM-D). Rev. Psiquiatr. Clín., p. 262–72, 1998.

MOTTA, V.T. Bioestatística. 2. ed. Caxias do Sul, RS: Educs, 2006.

NETO, L. W. F. et al. Análise dos procedimentos educacionais acerca da técnica de uso de dispositivos inalatórios em pacientes portadores da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica e Asma: Uma revisão sistemática. Brazilian Journal of Health Review, v. 3, n. 5, p. 15139–15156, 2020.

OPUCHKEVITCH, E. JERONYMO, L. P. Níveis de ansiedade, depressão e qualidade do sono de indivíduos com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC): estudo clínico longitudinal. 2020.

ORLANDI, L. C. L. et al. Depression diagnosed by the mini international neuropsychiatric interview plus (MINI) in patients with chronic obstructive pulmonary disease: relationship with functional capacity and quality of life. BMC Research Notes, v. 65, n.9, p.11, 2016.

PARCIAS, S. et al. Validação da versão em português do Inventário de Depressão Maior. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 60, n.3, p. 164-70; 2011.

PÊSSOA, C. L. C. et al. Impacto da ansiedade e depressão no controle da asma. Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria, v. 23, n. 1, 2019.

PORTNEY, L. G.; WATKINS, M. P. Foundations of clinical research: applications to practice. New Jersey: Pearson Prentice Hall. 3rd ed., 2009.

SANTOS, F. M. et al. Tendência da prevalência de asma autorreferida no Brasil de 2003 a 2013 em adultos e fatores associados à prevalência. Jornal Brasileiro de Pneumologia, v. 44, n. 6, p. 491-497, 2018.

SBPT - SOCIEDADE BRASILEIRA DE PNEUMOLOGIA E TISIOLOGIA. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia para o Manejo da Asma - 2012. Jornal Brasileiro de Pneumologia, p. 1-46, 2012.

SOUZA, R. C. A. et al. Activities of daily living in patients with chronic obstructive pulmonary disease with depressive symptoms. Fisioterapia e Pesquisa, v. 27, n. 2, p. 194–201, 2020.

VERMEULEN, F. et al. Relationship between the sensation of activity limitation and the results of functional assessment in asthma patients. Journal of Asthma, 2016.

WEISS, S. T. Chronic obstructive pulmonary disease: Prognostic factors and comorbid conditions. UpToDate, 2020.

WENZEL, S. Evaluation of severe asthma in adolescents and adults. UpToDate, 2018.

WHO - WORLD HEALTH ORGANIZATION: Chronic respiratory diseases. Geneva; 2000.

YONAS, M. A. et al. Depressive symptomatology, quality of life and disease control among individuals with well-characterized severe asthma. Journal of Asthma, v. 50, n. 8, p. 884–890, 2013.

ZIMMERMAN, M. et al. Severity classification on the Hamilton Depression Rating Scale. AffectDisord. v. 150, n. 2, p. 384-8, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-216

Refbacks

  • There are currently no refbacks.