Perfil Epidemiológico de pacientes com Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P): uma revisão sistemática / Epidemiological Profile of patients with Multisystem Inflammatory Syndrome in Children (MIS-C): a systematic review

Luanna Gabriella Oliveira Daboit, Maria Eduarda Pontes Cunha de Castro, Beatriz Mendonça Lima, Camilla de Oliveira Ramos, Giulia Vieira Santos, Isabela Santos Gois, Luiza Brito Nogueira, Maira Cerqueira de Oliveira Nogueira Santos, Mariana Gardet, Mariana Vieira Santana, Millena Mesquita Costa Vasconcelos

Abstract


Introdução: A COVID-19 é uma doença infecciosa, causada pelo vírus SARS-CoV-2, um novo tipo de coronavírus, que se relaciona a quadros de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Apesar do potencial de agressividade visto em pacientes adultos e idosos, têm-se percebido, nas crianças, menor susceptibilidade à doença grave, com a maioria delas sendo assintomáticas ou portadoras de quadros leves. Entretanto, semanas após a infecção pelo vírus, alguns indivíduos desse grupo etário têm apresentado uma complicação provavelmente associada ao COVID-19: a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), a qual apesar de ser rara, apresenta-se com alto índice de gravidade, acarretando taxa significativa de letalidade. Objetivos: Descrever as características epidemiológicas, bem como os fatores de risco das crianças internadas diagnosticadas com SIM-P. Metodologia: Trata-se de uma revisão sistemática de literatura realizada através da plataforma PubMed, de artigos publicados entre 2020 e 2022 com os descritores "MISC" e “epidemiology” e “COVID-19” e “Pediatrics” e “SARS-CoV-2”, tendo sido selecionados 20 artigos. Resultados e discussão: Nota-se uma predominância de acometimento pela SIM-P no sexo masculino, na idade escolar (7-10 anos de idade), na raça negra e em indivíduos hígidos. A maior parte dos pacientes possuem infecção por SARS-coV-2 confirmada em laboratório, mas como a apresentação clínica inicial é inespecífica, tanto a história de contato quanto a positividade de IgG contra SARS CoV-2 podem permitir a suspeita diagnóstica. Predominou, também, nos pacientes com SIM-P, a história de contato epidemiológico, em especial a mãe. A presença de uma comorbidade - sobretudo a obesidade - foi fator observacional significativo nas hospitalizações em UTIs, havendo uma possível associação entre presença de comorbidades, especialmente obesidade, e casos mais graves de SIM-P. Ademais, observou-se maior acometimento de gravidade em crianças latino-americanas, quando em comparação às outras regiões, havendo possivelmente uma relação entre níveis socioeconômicos mais baixos e gravidade da SIM-P. Conclusão: Houve prevalência ds casos de SIMP em pacientes do sexo masculino, de raça negra, na faixa etária entre 7 e 10 anos. A presença de comorbidades não parece estar associada ao desenvolvimento de SIM-P.


Keywords


SIM-P, epidemiologia, COVID-19, SARS-coV-2, pediátrica.

References


ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Situação Epidemiológica. Disponível em: < https://covid19.who.int/ >. Acesso em: 13 de abril de 2022.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA (SBP). Nota de Alerta- COVID-19 em crianças: envolvimento respiratório [Internet]. Rio de Janeiro (RJ): SBP; 2 de abril de 2020;

[acesso em 01 de maio de 2021]

OPAS. Folha Informativa sobre COVID-19. Disponível em: < https://www.paho.org/pt/covid19 >. Acesso em: 01 de maio de 2021

BOLETIM DA SOCIEDADE DE PEDIATRIA DE SÃO PAULO (SPSP). Coronavírus e Pediatria edição especial [Internet]. São Paulo (SP); SPSP; Agosto de 2020; [acesso em 01 de maio de 2021]

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Protocolo de Manejo Clínico da Covid-19 na Atenção Especializada [Internet]. Brasília (DF): 2020; [acesso em 01 de maio de 2021]

MACEDO, A. C. C., et al. Panorama da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica associada à Covid-19 (SIM-P) em crianças da região amazônica. Revista Eletrônica Acervo Saúde. v. 13, n.4, p. 2178-209, abr 2021.

CAMPOS, L. R. et al. Síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (MIS-C) temporalmente associada ao COVID-19. 2020. Residência Pediátrica - a Revista do Pediatra -. Rio de Janeiro, v. 10, n. 2, p. 348-353, jun 2020.

HILLESHEIM, D. et al. Síndrome respiratória aguda grave por COVID-19 em crianças e adolescentes no Brasil: perfil dos óbitos e letalidade hospitalar até a 38a Semana Epidemiológica de 2020. Revista Epidemiologia e Serviços da Saúde. Brasília, v. 29, n. 5, e2020644, 2020.

MOURA, S. K.; MARTINS, A. C. M.; MEDEIROS, L. E. B. Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P). Porto Alegre: TelessaúdeRS-UFRGS, set 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Nota Técnica N. 16/2020 CGPNI/ DEIDT/SVS/MS: Orientações sobre a notificação da Síndrome Inflamatória Multissistêmica (SIM-P) temporalmente associada à COVID-19. OFÍCIO CIRCULAR Nº133/2020/SVS/MS de 24 de julho de 2020.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA (SBP). Documento Científico do Departamento Científico de Reumatologia. Doença de Kawasaki [Internet]. Rio de Janeiro (RJ): SBP; 2019; [acesso em 01 de maio de 2020]

NAKRA NA, et al. Multi-System Inflammatory Syndrome in Children (MIS-C) Following SARS-CoV-2 Infection: Review of Clinical Presentation, Hypothetical Pathogenesis, and Proposed Management. Children Journal MDPI. 7(7): 69, 2020.

TOUBIANA J, et al. Kawasaki-like multisystem inflammatory syndrome in children during the covid-19 pandemic in Paris, France: prospective observational study. The BMJ. 369: m2094, 2020.

ZHU Z, et al. A novel coronavirus from patients with pneumonia in China, 2019. New England Journal of Medicine. 382:727-733, fev 2020.

MINISTÉRIO DA SAÚDE (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde: Boletim Epidemiológico; 51(35). Síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P), temporalmente associada à Covid-19. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2020 [acesso em 01 de maio de 2020]. Disponível em: https://antigo.saude.gov.br/images/pdf/2020/October/07/Boletim-epidemiologico-SVS-39--1-.pdf

SETTA, F. L., et al. Multisystem inflammatory syndrome in children (MIS-C) during SARS-CoV-2 pandemic in Brazil: a multicenter, prospective cohort study. Jornal de Pediatria: Rio de Janeiro, mai-jun 2021; 97(3):354-361.

TARAVILLA, C.N. et al. Multisystem Inflammatory Syndrome in Children, Chile, may–August 2020. Emerging Infectious Diseases, v. 27, n. 5, p. 1457-1461, maio de 2021.

PORTILLA, R. R. et al. Clinical and epidemiological characteristics of children with SARS-CoV-2 infection admitted in a Peruvian hospital. Revista Peruana de Medicina Experimental y Salud Pública; 38(2): 261-266, 2021.

ALKAN, G. et al. Clinical features and outcome of MIS‑C patients: an experience from Central Anatolia. International Journal of Clinical Rheumatology; 40 (10): 4179-4189, out 2021.

SWANN, O.V. et al. Clinical characteristics of children and young people admitted to hospital with covid-19 in United Kingdom: prospective multicentre observational cohort study. The BMJ; 370:m3249, 27 de agosto de 2020.

MILLER, A. D. et al. Multisystem Inflammatory Syndrome in Children—United States, February 2020–July 2021. Clinical Infectious Diseases; 5 dez 2021: ciab1007.

ANTUNEZ-MONTES, O. Y. et al. COVID-19 and Multisystem Inflammatory Syndrome in Latin American Children: A Multinational Study. The Pediatric Infectious Disease Journal; v. 40, n. 1, jan 2021.

JAIN, S. et al. Multisystem Inflammatory Syndrome in Children With COVID-19 in Mumbai, India. Indian Pediatrics; v. 57, n. 11, p. 1015-1019, 15 nov 2020.

WHITTAKER, E. et al. Clinical Characteristics of 58 Children With a Pediatric Inflammatory Multisystem Syndrome Temporally Associated With SARS-CoV-2. The Journal of the American Medical Association (JAMA); v. 324, n. 3, p. 259-269, 21 jul 2020.

FELDSTEIN, L. R. et al. Multisystem Inflammatory Syndrome in U.S. Children and Adolescents. New England Journal of Medicine; v. 383, n. 4, p. 334-346, 23 jul 2020

MARTIN, B. et al. Characteristics, Outcomes, and Severity Risk Factors Associated With SARS-CoV-2 Infection Among Children in the US National COVID Cohort Collaborative. JAMA Network Open; v. 5, n. 2:e2143151, 1 fev 2022.

WANGA, V. et al. Characteristics and Clinical Outcomes of Children and Adolescents Aged <18 Years Hospitalized with COVID-19 — Six Hospitals, United States, July–August 2021. Morbidity and Mortality Weekly Report (MMWR); v. 70, n. 51-52, p. 1766-1772, 31 dez 2021.

GODFRED-CATO, S. et al. Multisystem Inflammatory Syndrome in Infants <12 months of Age, United States, May 2020–January 2021. The Pediatric Infectious Disease Journal; v. 40, n.7, p. 601-605, 1 jul 2021.

DUFORT, E. M. et al. Multisystem Inflammatory Syndrome in Children in New York State. New England Journal of Medicine; v. 383, n. 4, p. 347-358, 23 jul 2020.

PAYNE, A. B. et al. Incidence of Multisystem Inflammatory Syndrome in Children Among US Persons Infected With SARS-CoV-2. JAMA Network Open; v. 4, n. 6:e2116420, 10 jun 2021.

FAROOQI, K. M. et al. Longitudinal Outcomes for Multisystem Inflammatory Syndrome in Children. Pediatrics; v. 148, n. 2: e2021051155, aug 2021.

BEN-SHIMOL, S. et al. COVID-19 in a Subset of Hospitalized Children in Israel. Journal of the Pediatric Infectious Diseases Society; v. 10, n.7, p. 757-765, 17 aug 2021.

VAN HEERDEN, J. et al. Multisystem inflammatory syndrome (MIS): a multicentre retrospective review of adults and adolescents in South Africa. International Journal of Infectious Diseases; 111, p. 227-232, out 2021.

STIERMAN, B. et al. Racial and Ethnic Disparities in Multisystem Inflammatory Syndrome in Children in the United States, March 2020 to February 2021. The Pediatric Infectious Disease Journal; v. 40, n.11: e400-e406, 1 nov 2021.

SHABAB, J. et al. A descriptive study on multisystem inflammatory syndrome in children in a single center in West Michigan. Pediatric Rheumatology Online Journal; v. 19, n. 1:172, 16 dez 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-222

Refbacks

  • There are currently no refbacks.