Intussuscepção intestinal como reação a vacina antirrotavírus: um relato de caso / Intestinal intussusception as a reaction to rotavirus vaccine: case report

Renato Queiroga de Almeida, Gustavo Martin Dreger, Lucas Alves Domiciano Ferreira, Lucas Xavier Romero, Luiz Paulo Pedroso Mendes, Rafael Giannella Kusabara, Denise de Oliveira Schoeps, Jaques Waisberg

Abstract


INTRODUÇÃO: A vacina antirrotavírus é fundamental na recente diminuição da mortalidade infantil. Apesar dos benefícios,  a  criança  vacinada  é  passível  de  uma  série  de  reações  adversas  como a intussuscepção  intestinal. Esta patologia caracteriza-se pela obstrução  intestinal  e  interrupção  do  peristaltismo  gerada  por  um  prolapso  interno  do  intestino  delgado,  podendo  culminar  em  graves  complicações. OBJETIVO: Comparar e debater a importância, as vantagens e desvantagens das campanhas de vacinação contra o rotavírus, frente ao recente cenário proporcionado pelos movimentos anti-vacina, no contexto de uma complicação gerada pela vacina. RELATO DE CASO:  Paciente  de  4  meses,  admitido  na  UTI  pediátrica, após  quadros  de  sucessivos  vômitos  e  distensão  intestinal,  iniciados  após  vacinação contra Rotavírus em UBS. Durante a internação, quadro do paciente não se  alterou,  apresentando, posteriormente, massa palpável no quadrante inferior direito do abdome e  fezes  em  sangue  vivo.  Foi  levantada  a  hipótese  de  intussuscepção intestinal  e  o  paciente  encaminhado  imediatamente  à  cirurgia.  Foi realizada ressecção intestinal, ileostomia e colostomia no cólon ascendente por necrose do segmento invaginado. Posteriormente foi realizada reconstrução do trânsito intestinal. Paciente evoluiu bem e sem perda funcional ou comprometimento de seu bem estar. CONCLUSÃO: Entende-se que apesar das possíveis complicações oriundas da vacina do Rotavírus, as vantagens imunológicas relacionadas ao cumprimento do calendário vacinal se sobrepõem aos riscos. Desse modo, o acompanhamento com o pediatra é de suma importância para tratar e prevenir possíveis complicações relacionadas à vacina, de modo que o paciente consiga obter seus benefícios, melhorando sua qualidade de vida.


Keywords


vacina, rotavírus, intussuscepção, abdome agudo, colostomia.

References


Victora CG. Intervenções para reduzir a mortalidade infantil, pré-escolar e materna no Brasil. Rev Bras Epidemiol.

Brasil. Ministério da Saúde. Indicadores de mortalidade: C.6 Mortalidade proporcional por doença diarreica aguda em menores de 5 anos de idade.

Da Cunha FM, Figueirêdo SS, Nóbrega BB, Oliveira GL, Monteiro SS, Lederman HM. Intussuscepção em crianças: avaliação por métodos de imagem e abordagem terapêutica.

Advisory Committee on Immunization Practices: vaccines for children program

vaccines to prevent rotavirus gastroenteritis.

Calendário de Vacinação da SBP 2019.

Gollub MJ. Colonic intussusception: clinical and radiographic features. AJR Am J Roentgenol.

Murphy TV, Gargiullo PM, Massoudi MS, et al. Intussusception among infants given an oral rotavirus vaccine. N Engl J Med

Patel MM, López-Collada VR, Bulhões MM, De Oliveira LH, Bautista Márquez A, Flannery B, et al. Intussusception risk and health benefits of rotavirus vaccination in Mexico and Brazil. N Eng J Med.

do Carmo GM, Yen C, Cortes J, Siqueira AA, de Oliveira WK, Cortez-Escalante JJ, et al. Decline in Diarrhea Mortality and Admissions after Routine Childhood Rotavirus Immunization in Brazil: A Time-Series Analysis. PLosMed.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-234

Refbacks

  • There are currently no refbacks.