Perfil epidemiológico das internações por doença meningocócica C no Estado de Sergipe / Epidemiological profile of hospitalizations for meningococcal C disease in the state of Sergipe

Mirelly Grace Ramos Cisneiros, Ana Jovina Barreto Bispo, Maylla Fontes Sandes, Maria Karollina Almeida Passos, Victória Rocha Freitas, Keyse Mirelle Carregosa Ribeiro, Karen Monique Carregosa Ribeiro, Carla Thawanne Silva Andrade

Abstract


A doença meningocócica C é causada pela bactéria Neisseria meningitidis e é considerada endêmica no Brasil, apresentando alta morbidade e mortalidade. O sorogrupro C tornou-se o mais prevalente e é associado a um pior prognóstico. A vacina meningocócica C representa a estratégia mais eficaz de combate à doença. Frente a esse cenário, o presente estudo visa avaliar o impacto dessa imunização nas hospitalizações por doença meningocócica no Estado de Sergipe, além de descrever o perfil epidemiológico das internações pela doença em todas as faixas etárias no período pré vacinal (2005 a 2009) e pós vacinal (2017 a 2021). Com o intuito de alcançar o objetivo do estudo, foi realizado um estudo observacional do tipo levantamento documental a partir de dados secundários encontrados nas Imunizações e no Sistema de Informação e Agravos de Notificação Compulsória (SINAN) do Departamento de Informática do SUS (DATASUS). 


Keywords


vacina, meningocócica, eficácia, impacto.

References


CASTIÑEIRAS, Terezinha Marta P. et al. Doença meningocócica. 2006, Cives.

NIEHUES, Manuela Danielski et al. Impacto da implantação da vacina conjugada na incidência de meningite meningocócica do tipo C em crianças menores de cinco anos no Sul de Santa Catarina. Rev. AMRIGS ; 60(4): 320-326, out.-dez. 2016. Graf

BEREZIN, Eitan Naaman. Epidemiologia da infecção meningocócica. Ciência médica editorial, São Paulo, 2015.

Guia de vigilância em saúde. Biblioteca virtual em saúde, Ministério da saúde. 2019.

Souza, João; Krilow, Cíntia; Bagatini, Margarete. Caso de meningite meningocócica com meningococcemia fulminante em jovem de 22 anos no interior de Santa Catarina, Brasil. Brazilian Journal of Health Review. 3. 7414-7420. 10.34119/bjhrv3n4-015, 2020.

SALES, Nabila Monalisa Mendes Dantas et al. Impacto da vacinação contra a meningite meningocócica C na Região metropolinata de Salvador no período pós-vacinal. 2018. Tese de Doutorado. Instituto Gonçalo Moniz.

FARIA, Sonia M; FARHAT, Calil K. Meningites bacterianas- diagnóstico e conduta. Jornal de Pediatria- Vol. 75, Supl.1, 1999.

KASPER, Dennis L.. Medicina interna de Harrison. 19 ed. Porto Alegre: AMGH Editora, 2017

ANDRADE, Ana Lucia et al. Impact of meningococcal C conjugate vaccination four years after introduction of routine childhood immunization in Brazil. Vaccine, v. 35, n. 16, p. 2025-2033, 2017.

PEREIRA, Letícia Vilela; GARCIA, Estefânia Santos Gonçalves Félix. O IMPACTO DA VACINA MENINGOCÓCICA NA PREVENÇÃO DA MENINGITE: uma Revisão Bibliográfica. -, 2017.

BALMER, Paul et al. Impact of meningococcal vaccination on carriage and disease transmission: a review of the literature. Human vaccines & immunotherapeutics, v. 14, n. 5, p. 1118-1130, 2018.

DE ANDRADE, Carla Hineida da Silva et al. Análise da incidência de Meningite Meningocócica em todas as faixas etárias antes e após a implantação da vacina meningocócica C (conjugada) no estado do Pará. Brazilian Journal of Health Review, v. 3, n. 4, p. 8650-8662, 2020.

RIUS, Neus et al. Serogroup C invasive meningococcal disease in the post-vaccine era and vaccine failures. Anales de Pediatría (English Edition), v. 93, n. 6, p. 396-402, 2020.

PEZZOTTI, Patrizio et al. Meningococcal C conjugate vaccine effectiveness before and during an outbreak of invasive meningococcal disease due to Neisseria meningitidis serogroup C/cc11, Tuscany, Italy. Vaccine, v. 36, n. 29, p. 4222-4227, 2018.

TAUIL, Márcia de Cantuária et al. Meningococcal disease before and after the introduction of meningococcal serogroup C conjugate vaccine. Federal District, Brazil. Brazilian Journal of Infectious Diseases, v. 18, n. 4, p. 379-386, 2014.

GOUVÊA, Morgana da Costa. Caracterização epidemiológica e diagnóstico da doença meningocócica no Brasil, 2014-2017. 2018.

NUNES, Altacílio Aparecido et al. Meningococcal disease epidemiology in Brazil (2005–2018) and impact of MenC vaccination. Vaccine, v. 39, n. 3, p. 605-616, 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv5n3-266

Refbacks

  • There are currently no refbacks.