Emergência e desenvolvimento inicial de plântulas de soja em diferentes profundidades de semeadura / Emergence and initial development of soybean seedlings at different sowing depths

Andréia da Silva Almeida, Diogo Balbé Helgueira, Diogo da Silva Moura, Alberto Bohn, Lanes Beatriz Acosta jaques, Monica Garcia, Nicacia Andrade Borges Moraes, Lilian Vanussa Madruga de Tunes

Abstract


O presente trabalho objetivou avaliar os efeitos de diferentes profundidades de semeadura sobre a emergência e o desenvolvimento inicial de cinco  cultivares de soja. Empregou-se o esquema fatorial 5x5, no delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições, sendo 5 profundidades de semeadura (1, 2, 4, 6 e 8 cm) e cultivares de soja (Brasmax Zeus, Brasmax Desafio, Brasmax Foco, Brasmax Fibra e NA5909RG). Constatou-se que a semeadura a 2 cm de profundidade é a mais indicada para as cultivares avaliadas e quando superior a 4 cm afeta negativamente a emergência, índice de velocidade de emergência, altura de plântula aos 8 e 21 dias após semeadura e massa seca da parte aérea e  sistema radicular.


Keywords


semeadura, estande de plântulas,Glicyne max, vigor

References


Aisenberg, G. R.; Pedó, T.; Aumonde, T. Z.; Villela, F. A. Vigor e desempenho de crescimento inicial de plantas de soja: efeito da profundidade de semeadura. Enciclopédia Biosfera, v.10, n.18, p.3081, 2014. http://www.conhecer. org.br/enciclop/2014a/AGRARIAS/VIGOR%20E%20 DESEMPENHO.pdf. 15 Mai. 2016.

CONAB. Arroz - Brasil. Acompanhamento da Safra Brasileira. Décimo segundo levantamento Julho de 2015. Disponível em: Acesso em: Agosto de 2015.

MENEGHELLO. G.E.; PESKE. S T. A grandeza do negócio de sementes de soja no Brasil, Seeds News, Pelotas, v.17, n.4, p.24-30, 2013.

Pedó, T.; Segalin, S. R.; Silva, T. A.; Martinazzo, E. G.; Neto, A. G.; Aumonde, T. Z.; Villela, F. A. Vigor de sementes e desempenho inicial de plântulas de feijoeiro em diferentes profundidades de semeadura. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, v.9, n.1, p.59-64, 2014. https://doi.org/10.5039/agraria.v9i1a3631.

PESKE, S. T,; BARROS, A. C.S. A.; SCHUCH, L. O. B. Produção de Sementes. In: PESKE, S. T.; VILLELA, F. A.; MENEGHELLO, G.E. Sementes: fundamentos científicos e tecnológicos. 3ª ed. Ed. Universitária UFPel, 2019. Pelotas. 573p.

Sousa, A. H.; Ribeiro, M. C. C.; Mendes, V. H. C.; Maracajá,

P. B.; Costa, D. M. Profundidades e posições de semeadura na emergência e no desenvolvimento de plântulas de moringa. Revista Caatinga, v.20, n.40, p.56-60, 2007. http://periodicos.ufersa.edu.br/revistas/index.php/sistema/ article/view/56/220. 05 Mai. 2007..




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-593

Refbacks

  • There are currently no refbacks.