Letramento literário e o uso de tecnologias da informação e comunicação na educação profissional e tecnológica: um estudo de caso no Campus Centro Histórico do Instituto Federal do Maranhão / Literary lettering and the use of information and communication technologies in vocational and technological education: a case study at the Campus Historic Center of the Federal Institute of Maranhão

Fernanda Regina Martins Pinheiro, Thalia Matos Aguiar Viana, Petunia Galvão Bezerra

Abstract


Esta pesquisa se propõe a compreender as contribuições das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação para o ensino e aprendizagem de Língua e Literatura Maternas, bem como analisar como se dá a integração das mídias e tecnologias na escola à prática dos docentes dessa disciplina do Instituto Federal do Maranhão – Campus Centro Histórico, e também as percepções dos alunos desta instituição acerca do uso das tecnologias digitais em sala de aula, os impactos e resultados para a aprendizagem de Língua e Literatura Maternas. Esta investigação foi predominantemente exploratória. Utilizou-se também o estudo de caso e pesquisa bibliográfica de autores que fundamentam as questões sobre as Tecnologias Digitais na Educação, tais como Pierre Lévy, Luís Paulo Leopoldo Mercado, José Moran, Marco Silva, Marcuschi, e sobre letramento digital, letramento literário e ensino de Língua Portuguesa e Literatura materna foram pesquisados autores como Ângela Kleiman, Rildo Cosson, Roxane Rojo e Magda Soares. A presente pesquisa foi realizada no Campus São Luís Centro Histórico do IFMA no período de agosto de 2016 a agosto de 2017 envolvendo 105 (cento e cinco) alunos dos cursos de educação profissional e 4 (quatro) professores de Língua e Literatura do Campus. Observamos que os educandos consideram que houve melhorias na aprendizagem da disciplina Língua e Literatura na medida em que os professores implementavam em suas práticas o uso de Tecnologias da Informação e Comunicação por meio de metodologias ativas.


Keywords


Tecnologias da informação e comunicação, Letramento literário, Professor, Aluno, Processo ensino-aprendizagem.

References


ARAÚJO, J.C. (Org). Internet & ensino: novos gêneros, outros desafios. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

BRASIL. Orientações curriculares para o ensino médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, secretaria da Educação básica, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais para formação de professores. Brasília, MEC/SEF, 1999.

CANTINI, C. Marcos et al. O desafio do professor frente as novas tecnologias. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2016.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2009.

LÉVY, P. O Que é Virtual? Rio: Editora 34, 1996.

LÉVY, P. Cibercultura. Rio de Janeiro: Editora 34, 2007.

MARCUSCHI, L.A. O hipertexto como um novo espaço de escrita em sala de aula. In: AZEREDO, J.C. de Língua Portuguesa em debate: conhecimento e ensino. Rio de Janeiro: Vozes, 2000.

MERCADO, Luis Paulo Leopoldo. Novas tecnologias na educação: reflexões sobre a pratica. Maceio: EDUFAL, 2002.

MERCADO, E. J. Informática e Educação. São Paulo: Loyola, 2005.

MEIRINHOS, M.; OSÓRIO, A. O advento da escola como organização que aprende: a relevância das TIC. Inovação na educação com TIC. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2016.

MINAYO, Maria Cecília de Sousa (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 30 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

MORÁN, José. Mudando a educação com metodologias ativas. [Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Vol. II]. Disponível em: . Acesso em: 20 out. 2016.

MOREIRA, A. M. Aprendizagem significativa: um conceito subjacente. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2016.

PEREIRA, A. T.; TARCIA, L. M. R.; SIGULEM, D. Uso das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na educação superior. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2016.

PONTE, J. P. O estudo de caso na investigação matemática. Lisboa: Quadrante, 1994.

RAMOS, V.R. M. O uso de tecnologias em sala de aula. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2016.

SANTOS FILHO, José Camilo dos. Pesquisa quantitativa versus pesquisa qualitativa: o desafio paradigmático. In: FILHO. J.S.; GAMBOA, S.S. Pesquisa educacional: quantidade e qualidade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

WRUBEL, Giovanna et al. As possibilidades do ensino híbrido na construção de interações mais democráticas e significativas em sala de aula. Letra Magna. Disponível em: . Acesso em: 15 nov. 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-389

Refbacks

  • There are currently no refbacks.