Conhecimento cotidiano: importância e desafios para superação / Everyday knowledge: the importance and challenges to the overcome

Ismael Donizete Cardoso de Moraes, Vanilton Camilo de Souza

Abstract


Este artigo discute o conhecimento cotidiano e o conhecimento concreto de base marxista, desenvolvido por Kosik (1969); o conceito de cotidiano e sua importância para a construção dos papeis sociais na perspectiva de  Heller (1989); a possibilidade de suspensão do cotidiano escolar por meio do pensamento pedagógico crítico de  McLaren (1984); bem como as contribuições do ensino de geografia neste processo, na perspectiva de Cavalcanti (2013, 2019). Nossa preocupação com o tema parte do princípio de que a escola tem papel relevante na sociedade sendo necessário entender como essa relevância se articula frente à realidade e os conhecimentos cotidianos. Assim, o objetivo é compreender as possibilidades de desenvolvimento do conhecimento concreto e as contribuições do cotidiano para as permanências e transformações sociais, bem como o papel da escola e do ensino de geografia como catalizadores dessas permanências e transformações. Metodologicamente, busca-se relacionar dialeticamente elementos da pesquisa bibliográfica, informações obtidas no diálogo com professores nos encontros de formação continuada e os dados fornecidos pelo censo escolar 2018. 


Keywords


Conhecimento Concreto, Cotidiano, Pedagogia Crítica, Ensino de Geografia

References


CAVALCANTI, L. S. Pensar pela Geografia: ensino e relevância social. Goiânia C&A comunicação, 2019.

______Geografia escolar e a busca de abordagens teórico/práticas para realizar sua relevância social. In: SILVA, E. I. da; PIRES, L. M. Desafios da didática em geografia (Org.). Goiânia: Ed. da PUC Goiás, 2013.

HELLER, A. O cotidiano e a história. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

CARMO, G. T.; GOMES J. L. C.; JUNIOR, J. C. R. Cotidiano, pergunta, diálogo e conflito: uma proposta de transferência pedagógica do centro de trabalho e cultura de Recife para o Instituto Federal Fluminense. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 5, n. 7, jul. 2019

HORKHEIMER, M. & ADORNO, T. W. O Conceito de Esclarecimento. In: Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

JACKSON, P. W. La vida en las aulas. Madrid: Morata, 1992.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969.

MCLAREN, P. La vida en las escuelas. Una introducción a la pedagogía crítica en los fundamentos de la educación. México, Siglo XXI / UNAM, 1984.

PAULO NETTO, J. P.; CARVALHO, M. C. B. Cotidiano: conhecimento e crítica. 10°ed. São Paulo: Cortez, 2012.

VINCENT, G.; LAHINE, B.; THIN, D. Sobre a história e a teoria da forma escolar. Educação em Revista. Belo Horizonte, n. 33, jun 2001, p. 7-47.

VYGOTSKY. L. S, A construção do pensamento e da linguagem. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-523

Refbacks

  • There are currently no refbacks.