Análise de imagens sobre Evolução Humana por Estudantes de Ensino Médio / Analysis of Human Evolution images by High School students

Edeane Silva de Sousa, Rogério Soares Cordeiro, Jesuino da Silva Costa Martins, Elson Silva de Sousa, Reinaldo Lucas Cajaiba, Martha Sousa Brito Pereira, Kleber Sales Pereira, Vilson de Almeida Sousa

Abstract


Este trabalho apresenta uma pesquisa qualitativa, realizada com estudantes da terceira série do Ensino Médio, em duas escolas públicas do município de Buriticupu (MA), que buscou investigar as concepções sobre a teoria da evolução humana a partir da análise de imagens. Foi aplicado um questionário com identificação dos perfis (N?= 197). Este apresentava quatro imagens e oito questões abertas. Para análise e discussão dos dados, foi utilizada a técnica de Análise do Conteúdo, achada em outros trabalhos e no referencial bibliográfico. Os resultados revelaram que, embora os participantes façam associações para abordagens com um viés evolutivo, nota-se uma forte influência dos aspectos religiosos e do senso comum em detrimento da ampla aceitação da teoria da evolução pela comunidade científica. Apesar de explicitarem que a árvore filogenética é a melhor forma de representação da teoria da evolução, suas justificativas estão embebidas de ideias criacionistas e a referências da iconografia linear, a marcha dos hominídeos. Esses resultados têm implicações educacionais, principalmente para a formação docente e o ensino de Biologia na Educação Básica.


Keywords


Ensino de evolução humana, Imagens, Darwinismo, Criacionismo.

References


ALEIXANDRE, M. P. J. Teaching evolution and natural selection: a look at textbooks and teachers. Journal of Research in Science Teaching, New York, v. 31, n. 5, p. 519-535, 2007.

ALMEIDA, D. F. Concepções de alunos do ensino médio sobre a origem das espécies.

Ciência & Educação, Bauru, v. 18, n. 1, p.143-154, 2012.

ALTERS, B. J.; NELSON, C. Perspective: Teaching Evolution in Higher Education. International Journal of Organic Evolution, Lancaster, v. 56, n. 10, p. 1891-1901, 2002.

AMORIM, D.S. Fundamentos de sistemática filogenética. Ribeirão Preto: Editora Holos, 2002.

AZEVEDO, M. J. C. Explicações teleológicas no ensino de evolução: um estudo sobre os saberes mobilizados por professores de Biologia. 2007. 100 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70 LDA / Almedina Brasil, 2016.

BELLINI, L. M. Avaliação do conceito de evolução nos livros didáticos. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 17, n. 33, p. 07-28, 2006.

BELMIRO, C. A. A imagem e suas formas de visualidade nos livros de português. Revista Educação & Sociedade, n. 72, p. 11-30, 2000.

BISHOP, B. A.; ANDERSON, C. W. Students conceptions of natural selection and its role in evolution. Journal of Research in Science Teaching, New York, v. 27, n. 5, p. 417-427, 1990.

BIZZO, N. M. V. Ensino de evolução e história do darwinismo. 1991. 312 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação. Universidade de São Paulo, São Paulo, 1991.

BIZZO, N. M. V. From down housel Landlord to brazilian high school students: what has happened to evolutionary knowledge on the way? Journal of Research in Science Teaching, New York, v. 31, n. 5, p. 537-556, 2007.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Brasília: MEC, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica Orientações Curriculares para o Ensino Médio - Ciências da Natureza, Matemática e suas tecnologias (Volume 2). Brasília: MEC/SEB, 135 p., 2006.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Matriz de Referência para o ENEM 2009. Brasília: MEC-Inep, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular – Educação é a Base. Brasília: MEC/SEB, 2018.

CARNEIRO, M. H. S.; DIB, S. M. F.; MENDES, J. R. de S. Texto e imagens no ensino de ciências. In: Encontro nacional de pesquisa em educação em ciências, 4., 2003, Bauru. Anais [...] São Paulo: ABRAPEC, 2003.

CASTRO, E. C. V.; ROSA, V.L. A ética no ensino de evolução. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), 2007, Florianópolis, Anais [...]. São Paulo: ABRAPEC, 2007.

CICILLINI, G. A. A evolução enquanto um componente metodológico para o ensino de Biologia no 2° grau: análise da concepção de evolução em livros didáticos. 1991. 230 f. Dissertação (Mestrado em Metodologia de Ensino) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1991.

CICILLINI, G. A. A produção do conhecimento biológico no contexto da cultura

escolar no Ensino Médio: a teoria da evolução como exemplo. 1997. 225 f. Tese

(Doutorado em Metodologia de Ensino) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1997.

CORDEIRO, R. S. Ensino de evolução e história do darwinismo. 2017. 194 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia) – Centro de Ciências Biológicas. Universidade de Mogi das Cruzes, São Paulo, 2017.

COSTA, M. A. F.; COSTA, M. F. B.; LIMA, M. C. A. B.; LEITE, S. Q. M. O desenho como estratégia pedagógica no ensino de ciências: o caso da biossegurança. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 5, n. 1, 2006.

DARWIN, C. On the origin of species by means of natural selection or the preservation of favored races in the struggle for life. London: Murray, 1859.

FREITAS, D. S.; BRUZZO, C. As imagens nos livros didáticos de biologia. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 1999, Valinhos. Anais [...]. Atas. São Paulo: ABRAPEC, 1999. CD-ROM

FUTUYMA, D. Evolução, Ciência e Sociedade. São Paulo: Sociedade Brasileira de Genética, 2002.

GOEDERT, L. A formação do professor de biologia e o ensino da evolução biológica. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

GOULD, S. J. Vida Maravilhosa: o acaso na evolução e na natureza da história. São Paulo: Companhia das Letras, 392 p., 1990.

GOULD, S. J. Pilares do Tempo: Ciência e religião na plenitude da vida. Rio de Janeiro: Rocco, 185p., 2002.

HUXLEY, T. H. Evidence as to Man’s Place in Nature. Londres: Williams & Norgate, 1863.

IBOPE. Pesquisa de opinião pública sobre o criacionismo. Rio de Janeiro, 26, p. 2004.

Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/folha/dimenstein/cbn/comunidade_140504.shtml. Acesso em: ago, 2020.

LEMES, A. F. G.; SOUZA, K. A. F. D.; CARDOSO, A. A. Representações para o

processo de dissolução em livros didáticos de Química: o caso do PNLEM. Química Nova na Escola, v.10, n.10, 2010.

LICATTI, F. O ensino de evolução biológica no nível médio: investigando concepções de professores de biologia. 2005. 242 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência; Área de Concentração em Ensino de Ciências) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, 2005.

LOPES, W. R.; VASCONCELOS, S.D. Representação e distorções conceituais do conteúdo “Filogenia” em livros didáticos de biologia no Ensino Médio. Revista Ensaio, v. 14, n. 03, pp.: 146-165, Belo Horizonte, 2012.

LUCENA, D. P.; GASPAR, A. Ensino informal de Ciências e a aprendizagem da Evolução Biológica: um olhar vigotskiano. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), VI, 2007, Florianópolis, Anais [...]. São Paulo: ABRAPEC, 2007.

LUCENA, D. P. Evolução biológica pelo modo não-tradicional: como professores do ensino médio lidam com esta situação? 2008. 103 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência; Área de Concentração em Ensino de Ciências) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, 2008.

MAYR, E. O que é a Evolução. Rio de Janeiro: Rocco, 2009.

MASON, R. Reading Scientific Images: the iconography of evolution. Cidade do Cabo: HSRC press, 2006.

MEYER, D.; EL-HANI, C. N. Evolução: o sentido da biologia. São Paulo: Editora Unesp, 2005.

MELLO, A. C. Evolução biológica: concepções de alunos e reflexões didáticas. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática). Faculdade de Física, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

NUNES, Marcelo da Rocha. A problemática do vocabulário científico e o estudo etimológico como facilitador do conhecimento escolar de Biologia. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2013.

OLIVEIRA, G. S. Aceitação/rejeição da evolução biológica: atitudes de alunos da

educação básica. 2009. 163 f. Dissertação (Mestrado em Educação; Área de Concentração em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

OLIVEIRA, G. D. S.; BIZZO, N. Aceitação da evolução biológica: atitudes de estudantes do ensino médio de duas regiões brasileiras. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 11, n.1, p.21, 2011.

OLIVEIRA, G. S.; BIZZO, N.; PELLEGRINI, G. Evolução biológica e os estudantes: um estudo comparativo Brasil e Itália. Ciênc. educ (Bauru), Bauru, v. 22, n. 3, p.15, 2016.

OLEQUES, L. C.; SANTOS, M. L. B.; BOER, N. Evolução biológica: percepção de professores de biologia. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 10, n. 2, p. 243-263, 2011.

PEREIRA, H. M. R. Um olhar sobre a dinâmica discursiva em sala de aula de biologia do ensino médio no contexto do ensino da evolução biológica. 2009. 166 f. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências), Universidade Federal da Bahia, Universidade Estadual de Feira de Santana, Salvador, 2009.

PEREIRA, H. M. R.; EL-HANI, C. N. A dinâmica discursiva no contexto do ensino da evolução biológica. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação e Ciências (ENPEC), VIII Campinas, Anais [...]. São Paulo: ABRAPEC, 2011.

RIDLEY, M. Evolução. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, p.28, 2006.

SANTANA, A. M. M. A.; NICOLLI, A. A.; COSTA, J.S. Os sentidos construídos para o conceito de evolução, no ensino de ciências. South American Journal of Education, Technical and Technological, v. 6. n. 1, p. 166-183, 2019.

SANTOS, C. M. D. O hipopótamo de Tal: reflexões sobre o conhecimento científico. 1. ed. São Paulo: Métis Produção Editorial, 2015. 136p

SANTOS, S.; BIZZO, N. O ensino e a aprendizagem de Evolução Biológica no cotidiano da sala de aula. In: Encontro Perspectivas do Ensino de Biologia, VII, Anais [...]. São Paulo: FEUSP, 2000.

SANTOS, C.M.D.; CALOR, A. R. Ensino de Biologia Evolutiva Utilizando a Estrutura Conceitual da Sistemática Filogenética – I. Revista Ciência e Ensino, vol. 1, n. 2, jun, p.2, 2007.

SANTOS, C. M. D.; KLASSA, B. Despersonalizando o ensino de evolução: ênfase nos conceitos através da sistemática filogenética. Educação: Teoria e Prática, v. 22, n. 40, 2012.

SANTOS, P.S; PUGLIESE, A; SANTOS, C. M. D. A iconografia linear da evolução na perspectiva de docentes que atuam na educação básica. Revista Ensaio, Belo Horizonte, v.21, e10594, 2019.

SETTLAGE JUNIOR, J. Conceptions of natural selection: a snapshot of the sense-making process. Journal of Research in Science Teaching, New York, v. 31, n. 5, p. 449-457, 2007.

SILVA, J.C.; MOTA, J. M. V.; WARTHA, E. J. Inscrições químicas em livros didáticos de química: uma análise semiótica das representações sobre fases da matéria. REnCiMa, v. 2, n. 1, 2011.

SILVA, M. G. B.; SILVA, R. M. L.; TEIXEIRA, P. M. M. Um estudo sobre a evolução biológica num curso de formação de professores de Biologia. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), VIII, Campinas, Anais [...]. São Paulo: ABRAPEC, 2011.

SILVA, C. S. F. A evolução biológica no ensino médio no Estado de São Paulo: competências curriculares, orientações didáticas e indicações de aprendizagem. 2012. 239 f., Dissertação de Mestrado - Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2012.

SOUZA, E. C. F.; DORVILLÉ, L. F. M. Ensino de evolução biológica: concepções de professores protestantes de ciências e biologia. Revista da SBEnBio, n. 7, v. 1, 2014.

TOMIO, D., GRIMES, C., RONCHI, D. L., PIAZZA, F., REINICKE, K., PECINI. V. As imagens no ensino de ciências: o que dizem os estudantes sobre elas? Revista Caderno Pedagógico, Caderno pedagógico, Lajeado, v. 10, n. 1, 2013.

VALOTTA, L. A. [et al]. Frequência de genes em populações: subsídios para o ensino de Evolução e Seleção Natural. In: Encontro Perspectivas do Ensino de Biologia, VII, Anais [...]. São Paulo: FEUSP, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-540

Refbacks

  • There are currently no refbacks.