A análise da imagem do autocídio/suicído na infância e na adolescência: e a sua importância na clínica médica

Pedro Henrique Ataides de Moraes, Alessandra Lopes Pereira, Danielle Pereira dos Santos, Edmara Souza Santana, Marcela Borges Watanabe, Natália Lourencini Marson Martins

Abstract


Introdução: O sociólogo francês Émile Durkheim no século XX buscava em seus estudos compreender, trabalhar o fenômeno social do suicido, definido pela psiquiatria como um fenômeno individual resultante à morte. Desse modo, o suicídio refere-se ao desejo consciente de morrer diante da noção clara do resultado. Objetivo: Considerando os fatores intrínsecos e extrínsecos do suicídio, discutir-se-á o suicídio na infância e na adolescência. Métodos: Utilizando os bancos de dados, Pubmed, LILACS e Scielo, os artigos de maior relevância entre 2015 a 2019 foram selecionados, por meio de descritores: “Suicídio”, “Autocídio”, “Suicídio em crianças” e “Suicídio em Adolescentes” e por meio de operadores booleanos “and” e “or”, sendo feitas as seguintes pesquisas: “Suicído and em crianças”; “Suicídio and adolescentes”; “Suicídio or suicídio em crianças” e “Suicídio or suicídio em adolescentes”.  Resultado:  A partir da coleta nas bases de dados do foram encontrados no total 236 publicações potenciais, sendo utilizados 10 publicações para este estudo. Discussão: Assim, as motivações para o suicídio perpassam por humor depressivo, abuso de substâncias, problemas emocionais, familiares e sociais, histórico familiar de transtorno psiquiátrico, rejeição familiar, negligência, além de abuso físico e sexual na infância. O número de suicídios cresceu 19% na população de crianças e adolescentes com idades de zero a até 19 anos. Esse percentual foi observado no período de 2006 a 2016, segundo dados do Sistema de Informações em Mortalidade (SIM), mantido pelo Ministério da Saúde. Conclusão: É uma temática que envolve muitas nuances, preconceitos e tabus, permanecendo no campo de invisibilidade social e clínica. É de suma importância para a medicina promover à prevenção a saúde mental e ao suicídio.

 


Keywords


psiquiatria, suicídio, adolescência, criança, saúde mental.

References


ASSOCIAÇÃO BRASILIRA DE PSIQUIATRIA. Suicídio: informando para prevenir, Comissão de Estudos e Prevenção de Suicídio. Brasília: CFM/ABP, 2014. Disponível em:. Acesso em: 15 de jul. de 2020.

BRASIL. Suicídio, Saber, agir e prevenir. Perfil epidemiológico das tentativas e óbitos por suicídio no Brasil e a rede de atenção à saúde. Ministério da Saúde. v. 48, n. 30, 2017. Disponível em:. Acesso em: 15 de jul. de 2020.

BRASIL. Secretaria Executiva. Programa Saúde do Adolescente. Bases Programáticas. 2ª edição. Brasília. Ministério da Saúde, 1996. Disponível em: . Acesso em: 15 de jul. de 2020.

BRAGA, L. L.; DELL¨AGLIO, D. D. Suicídio na Adolescência: Fatores de Risco, Depressão e Gênero. Contextos Clínicos. Contextos Clínicos. v. 6, n. 1, p. 2-14, 2013.

DE GOUVEIA, A. O. et al. Detecção Precoce dos Sintomas Depressivos pela Equipe de Saúde na Atenção Básica na Região Norte do País: Revisão De Literatura. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 6, p. 38093-38103, 2020.

DO NASCIMENTO, M. L. V.; CANIATO, A. M. P. Adolescência e juventude na contemporaneidade: reflexões a partir de uma abordagem psicopolítica/Adolescence and youth in contemporary times: reflections from a psychopolitical approach. Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 11, p. 22664-22684, 2019.

GUEDES, H. T. V. Parecer CREMEB Nº 23/13. CRMEB, expediente de consulta n. 209.681/2011, 2013.

KUCZYNSKI, E. Suicídio na Infância e Adolescência. Psicologia USP, v. 25, n. 3, p. 246-252, 2014.

MARIANO, M. I. L. Perfil epidemiológico das tentativas e óbitos por suicídio no Brasil e a rede de atenção à saúde. Boletim Epidemiológico, v. 48, n. .30. p. (s), 2017.

OLIVEIRA, B. Entre as 13 razoes e os 5ª desafios: um resumo analítico da série Thirteen Reasons Why e dos desdobramentos do chamado jogo da baleia azul, REVASF, v. 6, n. 11, p. 172-175, 2016.

RIBEIRO, J. M.; MOREIRA, M. R. Uma abordagem sobre o suicídio de adolescentes e jovens no Brasil, Ciência & Saúde Coletiva, v. 23, n. 9, 2018.

SILVA, B. Suicídio entre Adolescentes: Qual A Relação com o Bullying? Revista Uningá, v. 56, n (S1), p. 208-217, 2019.

SOUZA, A. G.; BARBOSA, G. C.; MORENO, V. Suicídio na Adolescência: Revisão de Literatura. Revista UNINGÁ, v. 43, n. (s). p. 95-98, 2015.

VIDAL, C. E. L.; GONTIJO, E. D. Tentativas de suicídio e o acolhimento nos serviços de urgência: a percepção de quem tenta. Cad. Saúde Coletiva, v. 21, n. 2, p. 108-14, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-541

Refbacks

  • There are currently no refbacks.