Supranumerário em gêmeos monozigóticos: relato de caso / Supernumerary in monozygotic twins: case report

Anna Carolina Jaccottet Oliveira, Ediana Amanda Piana, Ana Carolina Fraga Fernandes, Ricardo Augusto Conci, Eleonor Álvaro Garbin Júnior, Geraldo Luiz Griza, Natasha Magro Érnica

Abstract


Introdução: Os dentes supranumerários são considerados uma anomalia dentária onde há o desenvolvimento de um maior número de dentes em comparação com a dentição normal. Ocorrem com maior frequência na maxila, sendo a região anterior a de maior incidência.  Teorias como a dicotomia do germe dentário, hiperatividade da lâmina dentária e alterações genéticas, tentam explicar a etiologia dos supranumerários. Sendo assim, é possível pensar que se houver uma alteração na fórmula dental, isso deve ser repetido entre irmãos. O presente trabalho é um relato de um caso envolvendo dois gêmeos monozigóticos, atendidos na Clínica de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial da Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Relato de caso: os gêmeos monozigóticos apresentavam um volume na região anterior do palato. Ao exame tomográfico foi possível identificar dois supranumerários em um dos gêmeos, e um supranumerário no outro irmão, ambos localizados posteriormente aos incisivos centrais superiores. Considerações Finais: O tratamento realizado foi a remoção cirúrgica dos supranumerários. Há evidencias de um fator genético importante no desenvolvimento de supranumerários, pois gêmeos monozigóticos compartilham a mesma informação genética.

 

 


Keywords


supranumerário, maxila, gêmeos monozigóticos.

References


1. Olaya-Castillo A, Hernández-Silva J. Anomalías dentales de número: Supernumerarios en trillizos. Revisión de tema y reporte de casos. Rev. Estomat. 2015; 23(2): 30-37.

Cunha Filho JJD, Puricelli E, Hennigen TW, Leite MGT, Pereira MA, Martins GL. Ocorrência de dentes supranumerários em pacientes do serviço de cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial, Faculdade de Odontologia da UFRGS, no período de 1998 a 2001. Rev Fac Odontol P Alegre. 2002; 43(2): 27-34.

Giovanetti K, Sigua-Rodriguez EA, Pacheco L, Figueiredo EP, Albergaria-Barbosa JR. Mesiodens. Reporte de caso. Rev Fac Odontol Univ Antioq. 2016; 28(1): 210-219.

Farías J, Mosayhuate R, Torres G. Mesiodens en dentición primaria. Odontol. pediatr. (Lima). 2015; 14(1): 76-79.

Tavares MG, Miyoshi KR, de Souza TBP, de Lima Bezerril DD, Xavier SP. Mesiodentes em gêmeos monozigóticos. Rev Gaucha Odontol. 2004; 52(4): 267-270.

Kim YY, Hwang J, Kim HS, Kwon HJ, Kim S, Lee JH, et al. Genetic alterations in mesiodens as revealed by targeted next?generation sequencing and gene co?occurrence network analysis. Oral dis. 2017; 23(7): 966-972.

Arikan V, Cumaogullari O, Ozgul BM, Oz FT. Investigation of SOSTDC1 gene in non-syndromic patients with supernumerary teeth. Med Oral Patol Oral Cir Bucal. 2018; 23(5): e531.

Silva PFB, Hipólito II, Vincentin A, Goya S, Junior HCF. (2018). Múltiplos dentes supranumerários em paciente não sindrômico: revisão de literatura e apresentação de caso clínico. Rev. UNINGÁ. 2018; 55(S3): 211-220.

Lu X, Yu F, Liu J, Cai W, Zhao Y, Zhao S, et al. The epidemiology of supernumerary teeth and the associated molecular mechanism. Organogenesis. 2017; 13(3), 71-82.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-598

Refbacks

  • There are currently no refbacks.