A “cola” na avaliação do ensino e aprendizagem na visão de alunos(as) na escola de ensino médio São Sebastião, Apuiarés-Ce / The "glue" in the evaluation of teaching and learning from the point of view of students at São Sebastião High School, Apuiarés-Ce

Ivan Costa Lima, Fabiana Almeida de Abreu

Abstract


A “cola” constitui-se uma problemática no processo da educação formal e, ainda pouco discutida, pelos órgãos responsáveis pelo processo de ensino e aprendizagem escolar. A avaliação, principal instrumento metodológico para aferir o desempenho da aprendizagem escolar do aluno(a), em muitos casos, sofre com a utilização de meios considerados ilícitos praticados por estudantes em sala de aula. Alguns estudos, a partir de uma visão ética consideram a “cola,” em vários momentos na escola, como uma prática fraudulenta. Outros consideram esta ação como justificável como direito de aluno(a) em aprender.  Deste modo, objetiva-se no presente trabalho analisar a presença da “cola” dentro da escola pública de Ensino Médio São Sebastião, situada no município de Apuiarés-CE, a partir da visão dos alunos(as) do terceiro ano. Buscou-se compreender as possíveis causas que levam os estudantes a “colar” durante as provas avaliativas em sala de aula. Para desenvolver esta pesquisa utilizou-se uma abordagem qualitativa e quantitativa, com uso de materiais bibliográficos que possibilitaram maior compreensão deste fenômeno. Assim como, de questionários destinados aos alunos(as) com perguntas objetivas a respeito do tema. Os resultados deste estudo apontam que há uma utilização desta prática por parte dos estudantes, funcionando para muitos como uma busca em prosseguir na sua trajetória escolar, o que pode indicar que há uma reflexão a ser feita sobre os métodos de avaliação utilizados neste nível de ensino. Considera-se a necessidade de uma discussão profunda das escolas sobre este tema, já que se evidenciou o uso da “cola” em diferentes momentos.

 


Keywords


Ensino-aprendizagem, “Cola”, Avaliação, Ensino Médio.

References


ABRANTES, José. Quem não cola não sai da escola? Rio de Janeiro: Wak, 2008.

FONSECA, Selva; OLIVEIRA, Zeli. Avaliação, Currículo e História no ensino Médio: um campo de relações Disponível em: http://periodicos.puccampinas.edu.br/seer/index.php/reveducacao/article/viewFle/209/192> Acesso em 16 de agosto de 2016.

FREITAS, Eugenio. Análise da “cola” no processo Ensino-Aprendizagem, Dissertação (mestrado em engenharia de produção) Florianópolis. UFSC, 2002.

IOCOHAMA, Celso. Reflexão sobre a cola nas avaliações do curso de Direito e indicação de uma alternativa viável para sua superação. Disponível em: http://revistas.unipar.br/?journal=juridica&page=article&op=view&path%5B%5D=1317&path%5B%5D=1169 > Acesso em 14 de Dezembro de 2015.

LIBÂNEO, José. Didática. São Paulo: Cortez, 1994. - (Coleção magistério. Série Formação do professor).

LUCKESI, Cipriano Carlos, Avaliação da aprendizagem escolar: Estudos e proposições. 19. ed.- são Paulo: Cortez, 2008.

________________. Avaliação da Aprendizagem componente do ato pedagógico. 1.ed.- São Paulo: Cortez,2011. Avaliação da aprendizagem.

MARTINS Vicente. A cola como direito do aluno(a) aprender como quer. Disponível em: http://www.espacoacademico.com,br/037/37pc_martins.htm>. Acesso em 20 de outubro de 2015.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-608

Refbacks

  • There are currently no refbacks.