Elaboração de cerveja com adição de alcachofra / Brewing with addition of artichoke

Osmar Roberto Dalla Santa, Natalia Schmitz Ribeiro da Silva, Carolina Tomaz Rosa, Isabela Neves Micheletti, Roberta Letícia Kruger, Michele Cristiane Mesomo, Cristina Maria Zanette

Abstract


A cerveja é uma das bebidas mais consumidas no mundo, constituída basicamente de malte, lúpulo, fermento e água. No entanto, o ramo das cervejas artesanais tem apresentado grande crescimento nos últimos anos, o que é bem positivo, já que a proposta é trazer cervejas com alta qualidade, apresentando novas combinações para a obtenção de diferentes tipos de cerveja dentro de seus vários estilos. Muitas vezes são adicionadas frutas ou ervas, com objetivo de obter um produto inovador, esses ingredientes podem contribuir em diversos aspectos, como: amargor, cor, teor alcoólico, sabor, entre outros. A alcachofra (Cynara scolymus) é uma planta utilizada na culinária e apresenta diversas aplicações medicinais, como no tratamento de diabetes, doenças de pele, também é um agente antiesclerótico, hepatoestimulante, diurético e colagoga. Os principais componentes da folha de alcachofra são: os ácidos cafeoilquínicos, flavonoides, sesquiterpenos e ácidos alifáticos. Assim, o objetivo desse trabalho foi produzir uma cerveja com adição de alcachofra. O experimento consistiu em adicionar diferentes concentrações de infusão das folhas desidratadas de alcachofra: 1; 2 e 3 gramas de folhas desidratadas/litro de cerveja, além do tratamento controle. A adição de alcachofra provocou alterações nas características da cerveja, entretanto, não interferiu no processo fermentativo. A alcachofra tem potencial para ser utilizada em formulações de cervejas, contribuindo com a diversificação da oferta de cervejas especiais e com o desenvolvimento do setor, especialmente das microcervejarias.


Keywords


Fermentação alcoólica, Cynara scolymus, cerveja especial

References


ASOLINI, F. C.; CARPES, S. T.; FERRAZ, C.; ALENCAR, S. M. Atividade antioxidante e antibacteriana dos compostos fenólicos dos extratos de plantas usadas como chás. Brazilian Journal of Food Technology, v. 9, n. 3, p.209-215, 2006.

BJCP – Beer Judge Certification Program. Guia de estilo de cervejas. Brasil, 2015. Disponível em https://www.bjcp.org/docs/2015_Guidelines_Beer.pdf

BRUNELLI, L. T.; MANSANO, A. R.; VENTURINI FILHO, W. G. Caracterização físico-química de cervejas elaboradas com mel. Braz. J. Food Technol., v. 17, n. 1, p. 19-27, 2014.

DORETTO, D. A.; FIGUEIRA, R.; SARTORI, M. M. P.; VENTURI FILHO, W. G. Análise físico-química e sensorial de cervejas comerciais brasileiras. Energ. Agric. vol. 33, n. 3, p. 277-283, 2018.

FERREIRA, R. H.; VASCONCELOS, M. C; R. L.; JUDICE, V. M. M.; NEVES, J. T. R. Inovação na fabricação de cervejas especiais na região de Belo Horizonte. Perspectivas em Ciência da Informação, v.16, n.4, p.171-191, 2011.

IAL – Instituto Adolfo Lutz. Métodos Físico-Químicos para Análise de Alimentos, 2008. Disponível em: http://www.ial.sp.gov.br/resources/editorinplace/ial/2016_3_19/analisedealimentosial_2008.pdf.

LEMOS JÚNIOR, H. P.; LEMOS, A. L. A. Alcachofra. Diagn Tratamento, v.17, n. 2, p. 59-61, 2012.

MEGA, J. F.; NEVES, E.; ANDRADE, C. J. A produção de cerveja no Brasil. Revista CITINO – Ciência, Tecnologia, Invovação e oportunidade, v. 1, n. 1, p. 21-29, 2011.

OETTERER, M.; REGITANO-D’ARCE, M. A. B.; SPOTO, M. H. F. Fundamentos de Ciência e Tecnologia de Alimentos. Barueri: Manole, 2006. 613p.

PADILHA, M. R. F.; SOUZA, V. B. N.; SHINOHARA, N. K. S.; PIMENTEL, R. M. M. Plantas Alimentícias não Convencionais presentes em Feiras Agroecológicas em Recife: Potencial Alimentício. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 9, p.64928-64940, 2020.

PINTO, L. I. F.; ZAMBELLI, R. A.; SANTOS JUNIOR, E. C.; PONTES, D. F. Desenvolvimento de cerveja artesanal com acerola (Malpighia emarginata DC) e abacaxi (Ananas comosus L. Merril). Revista Verde, vol. 10, n. 4, p. 67 – 71, 2015.

REBELLO, F. F. P. Produção de cerveja. Revista Agroambiental. 2009.

ROSA, N. A.; AFONSO, J. C. A Química da Cerveja. Quím. nova esc., vol. 37, n. 2, p. 98-105, 2015.

SILVA, H. A.; LEITE, M. A.; PAULA, A. R. V. Cerveja e sociedade. Contextos da Alimentação – Revista de Comportamento, Cultura e Sociedade, vol. 4, n. 2, 2016.

SINGLETON, V, L; ORTHOFER, R; LAMUELA-RAVENTOS, R. M. Analysis of total phenols and other oxidation substrates and antioxidants by means of Folin-Ciocalteu reagent. Meth. Enzymology, v. 299, p. 52-177, 1999.

TOZETTO, L. M.; NASCIMENTO, R. F.; OLIVEIRA, M. H.; VAN BEIK, J.; CANTERI, M. H. G. Production and physicochemical characterization of craft beer with ginger (Zingiber officinale). Food Sci. Technol, v. 39, n. 4, p. 962-970, 2019.

VALETE JUNIOR, A. S.; ALVES, F. C. D. Bebidas alcoólicas: Cerveja. Caderno Setorial ETENE. v. 1, n. 2, 2016.

VENTURINI FILHO, W. G. Bebidas Alcoólicas: Ciência e Tecnologia. 2º ed., v. 1, São Paulo. Editora Blucher, 2016.

VENTURINI FILHO, W. G. Tecnologia de Bebidas: Matéria-prima, Processamento, BPF/APPCC, Legislação e Mercado. 1º ed. São Paulo. Editora Edgard Blucher, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-660

Refbacks

  • There are currently no refbacks.