As novas gerações e a literacia midiática: possibilidades de educar para a cidadania / The new generations and the media literacy: possibilities to educate for citizenship

Gabriela Goulart Mora, Natália Oliveira Teles da Silva

Abstract


Este artigo propõe uma reflexão sobre as possibilidades de a literacia midiática se apresentar como um caminho para educação cidadã das novas gerações em um cenário dinâmico e hiperconectado, fruto das novas Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs). Por meio da análise de obras e documentos de pesquisadores nos campos da comunicação e da educação, expomos alguns conceitos de literacia em diálogo com o contexto educacional. Apresentamos uma breve contextualização do cenário e das formas como as novas gerações têm interagido com as TICs, além dos riscos e possibilidades resultantes dessa experiência. Propomos a discussão da importância da literacia midiática como meio de educação para as mídias, da centralidade da Internet nessa discussão e dos desafios de se pensar a educação formal no referido contexto. Ao final, apresentamos caminhos para a prática da literacia midiática e possibilidades para a sua efetivação por meio de políticas públicas.

Keywords


Internet; Direitos Humanos;Literacia digital; Literacia midiática; Competências digitais.

References


BEZERRA, B. A retomada do futuro: tempo e utopia na subjetividade contemporânea. In: JOBIM, S.; SOUZA, S. (orgs.). Mosaico: imagens do conhecimento. Rio de Janeiro: Rios Ambiciosos, 2000. p. 81-95.

BRASIL. Lei nº 12.965, de 23 de Abril de 2014. Disponível em: Acesso em: 11/01/18.

BRUNO, F. Estética do flagrante: controle e prazer nos dispositivos de vigilância contemporâneos. Cinética. Programa Cultura e Pensamento. Ministério da Cultura. Rio de Janeiro, 2008. nº. 01 p. 1-14.

________. Ver e ser visto: subjetividade, estética e atenção. In: BRUNO, F. Máquinas de ver, modos de ser: vigilância, tecnologia e subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2013.

CAPOBIANCO, L. Comunicação e literacia digital na internet: estudo etnográfico e análise exploratória de dados do Programa de Inclusão Digital. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). Universidade de São Paulo, 2010. Acesso: SP-PONLINE.

CGI - Comitê Gestor da Internet no Brasil. TIC Kids Online Brasil2016: pesquisa sobre o uso da internet por crianças e adolescentes no Brasil. São Paulo, 2017. Disponível em: . Acesso em: 15/12/2017.

________. TIC educação 2016: Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras. São Paulo, 2017. Disponível em: . Acesso em: 15/12/2017.

DELEUZE, G. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992. p. 219-226.

DONEDA, D.; ROSSINI, C. Proteção de dados de crianças e adolescentes na internet.TicKids Online Brasil 2014. Disponível em: . Acesso em: 15/12/2017.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Trad. Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1987.

GUZZI, D. Proibir, vigiar ou regrar o uso das redes sociais por crianças?TicKids Online Brasil 2014. p. 51. Disponível em: . Acesso em: 15/12/2017.

LIVINGSTONE, S. Digital Media and Children’s Rights. Disponível em:. Acesso em: 15/12/2017.

LIVINSTONE, S.; MASCHERONE, G.; STAKSRUD, E. Developing a framework for researching children’s online risks and opportunities in Europe. Londres: EU Kids Online, 2015.

Disponível em: . Acesso em: 02/01/2018.

NEJM, R. Mediações para boas escolhas em tempos de mobilidade.Tic Kids Online Brasil 2014. p. 105. Disponível em: . Acesso em: 15/12/2017.

GILSTER, P. Alfabetização digital. Nova Iorque: Wiley Computer Pub, 1997.

PEREIRA, L. M. G. Conceções de literacia digital nas políticas públicas: estudo a partir do Plano Tecnológico da Educação. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). Universidade do Minho, 2011. Disponível em:

. Acesso em: 02/12/2017.

ROSA, B. B. A transdisciplinariedade das literacias emergentes no contemporâneo conectado: um mapeamento do universo documental das literacias de mídia e informação (MIL). Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). Universidade de São Paulo, 2016.

SIBILIA, Paula. O homem pós-orgânico: Corpo, subjetividade e tecnologias digitais. Rio de Janeiro:RelumeDumará, 2002.

________. O show do eu: a intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

________. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Ed. Contraponto, 2012.

TELES, P. C. da S.; DE SOUZA, K. I.; CONSANI, M. A.; VETRITTI, F. G. C. de M. Educação e mídias digitais contemporâneas:tendências on-line, literacias e competências multiplataforma. Geminis, São Carlos, UFSCar, v. 8, n. 3, pp.77-97, set. / out. 2017. Disponível em: . Acesso em: 11/01/2018.

WILSON, C. et al. Alfabetização midiática e informacional: currículo para a formação de professores. Brasília: UNESCO, UFTM, 2013.

VETRITTI, F. G. C. de M. A ressignificação da pesquisa-ação do NACE Escola do Futuro-USP: análise dos principais projetos sob a ótica das literacias de mídia e informação. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação). Universidade de São Paulo, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n6-192

Refbacks

  • There are currently no refbacks.