Aspectos morfofisiológicos, variabilidade genética e controle alternativo da Alternaria alternata f. sp. citri em tangerineira ‘Dancy’/ Morphophysiological aspects, genetic variability and alternative control Alternaria alternata f. sp. citri in 'Dancy' mandarin

Andréa Celina Ferreira Demartelaere, Luciana Cordeiro do Nascimento, Hailson Alves Ferreira Preston, Hilderlande Florêncio da Silva, Edcarlos Camilo da Silva, Welka Preston, Selma dos Santos Feitosa, Roseano Medeiros da Silva, Tadeu Barbosa Martins Silva, Jefferson Jackson Muniz dos Santos, Jaltiery Bezerra de Souza

Abstract


As tangerineiras destacam-se na fruticultura mundial e constitui o segundo grupo de frutas mais importante e competitiva na citricultura brasileira, com uma expressiva atividade econômica, sendo bastante apreciável pelo mercado consumidor por apresentar elevados teores de ácidos orgânicos, proteínas, lipídeos, vitaminas e compostos fenólicos. Apesar da importância sócio-econômica, verifica-se baixa produtividade principalmente na região Nordeste, em decorrência da mancha marrom de alternaria (MMA) (Alternaria alternata (Fr:Fr) Keissler f. sp. citri) na qual revela o principal entrave à continuidade da atividade citrícola para algumas espécies. Diante deste cenário, a busca por informações que elucidem os mecanismos de ação desse patógeno, a relação patógeno-hospedeiro, bem como, a variabilidade das populações, os fatores responsáveis por determinar o potencial de adaptação do organismo em diferentes condições ambientais são de grande importância para entender o patossistema e criar estratégias promissoras no controle da mancha marrom em tangerineiras com menos impacto ambiental, através da redução do uso de agrotóxicos e influenciando nos avanços da agricultura agroecológica. Portanto, o objetivo da presente revisão bibliográfica foi explanar sobre a influência dos diversos fatores relacionados ao cultivo in vitro sobre a fisiologia e a diversidade dos isolados de A. alternata, bem como, abordar as alternativas para o controle da mancha marrom de alternaria em tangerineira ‘Dancy’. A fisiologia dos fitopatógenos e a diversidade genética possuem mecanismos de ação que são mutáveis de acordo com os fatores ambientais, entretanto as pesquisas com cultivo in vitro tem crescido, pois, as respostas provenientes do comportamento desses patógenos são extremamente importantes para os programas de melhoramento genético e também podem influenciar nas estratégias para o controle alternativo da mancha marrom de alternaria em campo ou na pós-colheita com intuito de reduzir o uso de agrotóxicos. Dentre estes métodos, os indutores de resistência, vêm se destacando por apresentarem eficiência no controle da MMA em tangerineiras e por serem praticamente atóxicos e não deixarem resíduos danosos à saúde humana e ao meio ambiente.


Keywords


Mancha marrom, Citrus tangerina, Conídios, Agroecologia, Marcadores moleculares, Doenças pós-colheita.

References


ABREU, J. R. de. Monitoramento de alterações físicas, química e fisiológicas durante o amadurecimento de goiabas cv “Pedro Sato”. 2010. 94 f. Tese (Doutorado). Universidade federal de Lavras, Lavras-MG. 2010.

ADACHI, Y.; WATANABE, H.; TSUBE, T. Relationships between genetic polymorphisms and fungicide resistance with in Alternaria alternata. Phytopathology, v. 86, p. 1248-1254, 1996.

AKIMITSU, K.; PEEVER, T. L.; TIMMER, L. W. Molecular ecological and evolutionary approaches to understanding Alternaria diseases of citrus. Plant Pathology, v. 4, n. 6, p. 435-446, 2003.

ALVA, A. K.; GRAHAM, J. H. The role of copper in citriculture. Advances in Agronomy, n. 1, p. 145-170, 1991.

ALVARENGA, R. F. da S.; SILVA, D. R. C.; OLIVEIRA, R. R. de. Síntese de Cumarinas: Análise Quantitativa de Rendimento da Hidroarilação de Propiolatos com Fenóis. VII Congresso Fluminense de Iniciação Cientifica e Tecnológica, 2015. 1 f.

ASSIS, O. B. G; BRITTO, D. Revisão: coberturas comestíveis protetoras em frutas: fundamentos e aplicações. Brazilian Journal Food Tecnology, v. 17, n. 2, p. 87-97, 2014.

AZEVEDO, J. L. Genética de microrganismos. 2. Ed. Goiânia, GO: Editora da UFG. 2008. 536 p.

BARROS, F. C.; SAGATA, E.; FERREIRA, L. C. de C.; JULIATTI, L. C. Indução de resistência em plantas contra fitopatógenos. Bioscience Journal, v. 26, n. 2, p. 231-239, 2010.

BECKER, F. S. Desenvolvimento, caracterização e atividade antioxidante de marmelada-de-cachorro (Schum.). 2015. 113 f. Tese (Doutorado). Universidade Federal de Lavras, Lavras-MG. 2015.

BELLA, P.; GUARINO, C. R.; CATARA, A. Severe infections of Alternaria spp. on a mandarin hybrid. Journal of Plant Pathology, v. 83, n. 1, p. 231, 2001.

BERGER, L. R. R.; STAMFORD, T. C. M.; STAMFORD, N. P. Perspectivas para o uso da quitosana na agricultura. Revista Iberoamericana de Polímeros, v. 12, n. 4, p. 195-215, 2011.

BOCK, C. H.; THRALL, P. H.; BRUNAKER, C. L.; BURDON, J. Detection of genetic variation in Alternaria brassicicola using AFLP fingerprint. Mycological Research, v. 106, n. 4, p. 428-434, 2002.

CANIHOS, Y.; ERKILIC, A.; TIMMER, L. W. First reporter of Alternaria Brown spot of Minneola tangelo in Turkey. Plant Disease, v. 81, n. 10, 1214 p. 1997.

CARVALHO, N. L. Resistência genética induzida em plantas cultivadas. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v. 7, n. 7, p. 1379-1390, 2012.

CARVALHO, D. D. C.; ALVES, E.; CAMARGOS, R. B.; OLIVEIRA, D. F.; SCOLFORO, J. R. S.; CARVALHO, D. A. Plant extracts to control Alternaria alternata in Murcott tangor fruits. Revista Iberoamericana de Micología, v. 28, n. 4, p. 173–178, 2011.

CASELA, C. R.; GUIMARÃES, F. B. Especialização fisiológica de fungos fitopatogênicos. Revisão Anual de Patologia de Plantas, v. 4, n. 1, p. 75-93, 1996.

CASTRO-CAICEDO, B. L.; LEGUIZAMON, C.; LOPEZ, J. A. La mancha foliar de los cítricos em la zona cafetera. Avances Técnicos Cenicafé, n. 198, p. 26, 1994.

CHAPOT, H. The citrus plant. In: HÄFLIGER, E. (ed.). Citrus: Basle, Switzerland, CIBA-GEIGY Ltda, 1975, p. 14-20.

CHITARRA, M. I. F; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. Lavras: ESAL-FAEPE, 2005. 785 p.

CHUTRAKUL, C.; PEBERDY, J. F. Isolation and characterization of partial peptide synthetase gene from Trichoderma asperellum. FEMS Microbiology Letters, n. 252, p. 257–265, 2005.

CITRICULTURA. Citricultura paulista. Disponível em: . Acesso em: 12 Jan. 2020.

COSTA, R. V.; COTA, L. V.; PARREIRA, D. F.; SILVA, D. D.; GUIMARÃES, P. E.; GUIMARÃES, L. J. M.; PARENTONI, S. N.; PACHECO, C. A. P. Desenvolvimento de metodologia para inoculação de Colletotrichum graminicola em colmo de milho. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, (Circular Técnica, 139). 2010. 6 p.

CRUZ, M. F. A.; PRESTES, A. M.; MACIEL, J. L. N. Esporulação de Pyricularia grisea em diferentes meios de cultura e regimes de luz. Ciência Rural, v. 39, n. 5, p. 1562-1564, 2009.

DASH, M.; CHIELLINI, F.; OTTENBRITE, R.M.; CHIELLINI, E. ‘Chitosan-A versatile semi-synthetic polymer in biomedical applications’. Progress in Polymer Science, v. 36, n. 8, p. 981–1014, 2011.

DINI-ANDREOTE, F.; PIETROBON, V. C.; DINI-ANDREOTE, F.; ROMÃO, A. S.; SPÓSITO, M. B.; ARAÚJO, W. L. Genetic variability of brazilian isolates of Alternaria alternata detected by aflp and rapd techniques. Brazilian Journal of Microbiology, v. 40, n. 1, p. 670-677, 2009.

DOLINSKI, C. Developing a research and extension program for control of the guava weevil in Brazil using entomopathogenic nematodes. Abstract, XXXXV Anual Meeting of the Society of Nematologists, n. 38, p. 270, 2006.

DUZZIONI, A. G. Avaliação da atividade antioxidante e quantificação dos principais constituintes bioativos de algumas variedades de frutas cítricas. 2009. 115 f. Tese (Doutorado). Universidade Estadual Paulista. “Júlio de Mesquita Filho”. Faculdade de Ciências Farmacêuticas, São Paulo-SP. 2009.

ELLIS, M. B. Dematiaceous hyphomycetes. Oxon: CAB International, 1993.

FAO- OCDE- FAO PERSPECTIVAS AGRÍCOLAS 2020. Disponível em: . Acesso em: 03 Set. 2020.

FEICHTENBERGER, E.; SPÓSITO, M. B.; PIO, R. M; CASTRO, J. L. Seleção de tangerinas e híbridos de citros para a tolerância à Mancha Marrom de Alternaria (Alternaria alternata Keissler). Citricultura atual, v. 8, n. 45, p. 08-10, 2005.

FERNANDES, L. H. M. Atividade antioxidante em cafeeiro e proteção contra cercosporiose por indutor de resistência e fungicidas. 2014. 78 f. Tese (Doutorado). Universidade Federal de Lavras, Lavras-MG. 2014.

FREDDO, Á. R.; MAZARO, S. M.; BRUN, E. J.; JÚNIOR, A. W. A quitosana como fungistático no crescimento micelial de Rhizoctonia solani Kuhn. Ciência Rural, v. 44, n. 1, p. 1-4, 2014.

FREITAS, L. D. Seleção de isolados de Trichoderma sp. provenientes da região sul do brasil para o controle de Sclerotinia sclerotiorum. 2014. 39 f. Monografia. Centro Universitário de Goiás, Goiás-GO. 2014.

GARCIA, W. M. Comportamento in vitro, métodos de inoculação e fontes de resistência à Fusarium guttiforme em abacaxizeiro. 2013. 58 f. Dissertação (Mestrado). Universidade do Estado do Mato Grosso, Mato Grosso-MT. 2013.

GHERBAWY, Y. A. M. H. Genetic variation among isolates of Alternaria spp. From select Egyptian crops. Archives of Phytopathology and Plant Protection, v. 38, n. 2, p. 77-89, 2005.

GIONGO, C. R.; MENDES, J. M. R.; SANTOS, F. K. Desenvolvimento, saúde e meio ambiente. Revista Serviço Social e Sociedade, v. 1, n. 123, p. 501-522, 2015.

GOES, A.; MONTES de OCA, A. G.; REIS, R. F. Ocurrencia de la mancha de Alternaria em mandarina ‘Dancy’ em el estado de Rio de Janeiro. Fitopatologia Brasileira, v. 26, n. 11, p. 386-396, 2001.

GOMES, W. A. Estado nutricional, produtividade e qualidade de tangerina cv. ‘Dancy’ sob adubação verde e poda no Brejo paraibano. 2010. 55 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal da Paraíba, Paraíba. Areia-PB. 2010.

GONÇALVES, A. E. S. S. Avaliação da capacidade antioxidante de frutas e polpas de frutas nativas e determinação dos teores de flavonóides e vitamina. 2008. 50 f. Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas, São Paulo-SP. 2008.

GUIMARÃES, M. de A.; TELLO, J. P. de J.; DAMASCENO, L. A.; VIANA, C. dos S.; MONTEIRO, L. R. Pré-embebição de sementes e seus efeitos no crescimento e desenvolvimento de plântulas de melancia. Revista Ceres, v. 60, n. 3, p. 442-446, 2013.

HATTA, R.; ITO, K.; YOSHITSUGU, H.; TANAKA, T.; TANAKA, T.; YAMAMOTO, M.; AKIMITSU, K.; TSUGE, T. A conditionally dispensable choromo some controls host-specific pathogenicity in the fungal plant pathogen Alternaria alternata. Genetics, v. 161, n. 1, p. 59-70, 2002.

HERRERA, L. La mancha parda de los cítricos em Cuba. Levante Agrícola, v. 31, n. 229, p. 49-50, 1992.

HORTIFRUTI: Espaço Nutrição. Disponível em: . Acesso em: 10 Abr. 2016.

IAC- Avaliação de germoplasma do Banco Ativo de Germoplasma de Citros para tolerância à mancha marrom de alternária - Projeto Financiado pelo Fundecitrus. Disponível em: . Acesso em: 10 Abr. 2016.

IBGE - Instituto brasileiro de geografia e estatística: Comentários. Disponível em: . Acesso em: 13 Jan. 2020.

KOHMOTO, K.; OTANI, H.; TUSGE, T. Alternaria alternata pathogens. In: KOHMOTO, K.; SINGH, U. S.; SINGH, R. P. (Ed.). Pathogenesis and host specificity in plant diseases: histopathological, biochemical, genetic and molecular bases. v. 2. p. 3-22, 2009.

KOHMOTO, K.; SCHEFFER, R. P.; WHITESIDE, J. O. Host-selective toxins from Alternaria citri. Phytopathology, v. 69, n. 6, p. 667-671, 1979.

KUSABA, M.; TSUGE, T. Nuclear ribossomal DNA variation and pathogenic specialization in Alternaria fungi known to produce host specific toxins. Applied and Environmental Microbiology, v. 60, n. 9, p. 3055-3062, 1994.

KIELY, T. B. Brown spot of Emperor mandarin. Agricultural Gazette of new South Wales, v. 75, n. 2, p. 854-856, 1964.

LUCON, C. M. M.; GUZZO, S. D.; DE JESUS, C. O.; PASCHOLATI, S. F.; GOES, A. Postharvest harpin or Bacillus thuringiensis treatments suppress citrus black spot in 'Valencia' oranges. Crop Protection, v. 29, n. 7, p. 66-772, 2010.

MAPA: revista de políticas agrícolas. Disponível em: . Acesso em: 11 Fev. 2015.

MARÍN, J. E.; FERNÁNDEZ, H. S.; PERES, N. A; ANDREW, M.; PEEVER, T. L.; TIMMER, L. W. First report of Alternaria Brown spot of citrus cause by Alternaria alternata in Peru. Phytopathology, v. 90, n. 5, 686 p. 2006.

MARTELLI, F.; NUNES, F. M. F. Radicais livres: em busca do equilíbrio. Ciência e Cultura, v. 66, n. 3, p. 54-57, 2014.

MARTIN, K.; MCDOUGALL, B. M.; UNKLES, S. E.; SEVIOUR, R. J. The three b-1,3 glucanases from the fungus Acremonium blochistarin appear to be encoded by separate genes. Mycological Research, v. 110, p. 66-74, 2007.

MARTINEZ, S. P.; SNOWDON, R.; KUHNEMANN, J. P. Variability of Cuban and international os Alternaria solani form diferente host and localities: AFLP genetic analysis. European Journal of Plant Pathology, v. 110, p. 399-409, 2004.

MENDONÇA, V. Poda de recuperação em tangerineira ‘Ponkan’ (Citrus reticulata Blanco). 2005. 61 f. Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação da Universidade de Lavras, Lavras-MG. 2005.

MOREIRA, C. S.; MOREIRA, S. História da citricultura no Brasil. In: RODRIGUEZ, O., VIEGAS, F.C.P., POMPEU JÚNIOR, J. Citricultura Brasileira. 2.ed. Campinas: Fundação Cargill, v. 1, p. 1-21, 1991.

NEGREIROS, R. F. Z. de; SALOMÃO, L. C. C.; PERREIRA, O. L. P.; CECON, P. R.; SIQUEIRA, D. L. Controle da antracnose na pós-colheita de bananas-‘prata’ com produtos alternativos aos agrotóxicos convencionais. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 35, n. 1, p. 051-058, 2013.

PATRO, P. Pau-Ferro-2013. Disponível em: . Acesso em: 29 Abr. 2014.

PEEVER, T. L.; CARPENTER, L. B.; TIMMER, L. W. Molecular systematics of citrus - associated Alternaria species. Mycologia, v. 96, n. 1, p. 119-134, 2004.

PELISSARI, L. Q. Tangerina ponkan é rica em antioxidantes e diminui o risco de Alzheimer. Centrais de abastecimento do Espírito Santo – CEASA/ES. Disponível em:< www.ceasa.es.gov.br>. Acesso em: 02 Set. 2013.

PERES, N. A.; AGOSTINI, J. P.; TIMMER, L. W. Outbreakers of alternaria brown spot of citrus in Brazil and Argentine. Plant Disease, v. 81, n. 6, 750 p. 2003.

PESINI, J. Avaliação de danos mecânicos nas etapas de transporte, beneficiamento e comercialização de peras. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul-RS. 2012.

PINTO, K. M. S. Substâncias bioativas de extratos vegetais no manejo da mancha marrom de alternaria (Alternaria alternata f. sp. citri). 2013. 119 f. Tese (Doutorado). Universidade Federal da Paraíba, Areia-PB. 2013.

PINTO, M. dos S. T.; RIBEIRO, J. M.; OLIVEIRA, E. A. G. de. O estudo de genes e proteínas de defesa em plantas. Revista Brasileira de Biociência, v. 9, n. 2, p. 241-248, 2011.

PIO, R. M. Estudo de variedades do grupo das tangerinas: caracterização e avaliação dos frutos. 1997. 89 f. Tese (Doutorado) – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, São Paulo-SP. 1997.

OLIVEIRA, C. A.; BRUNINI, M. A. de; NUNES, G. S. Qualidade da tangerina ‘ponkan’ comercializada na CEAGESP entreposto de Ribeirão Preto-SP. Nucleus, v. 11, n. 2, 2014.

REIS, R. F.; GOES, A.; MONDAL, S. M.; TIMMER, L. W. Effectiveness of fungicides and susceptibility of fruit and leaves of tangerines, tangor and tangelos to infection by Alternaria alternata, the cause of brown spot. Summa Phytopathologica, p. 11-12, 2006.

RICE, E. L. Allelopathy, 2.ed. New York: Academic Press, 1984. 422 p.

ROCHA, R. H. C.; SILVA, E. de O.; SALOMÃO, L. C. C.; VENTRELLA, M. C. Caracterização morfoanatômica do melão gália no ponto de colheita. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, n. 2, p. 375-385, 2010.

RODRIGUEZ, A. B. F.; MENÉNDEZ, D. C.; FUNDORA, D. GONZÁLEZ-PEÑA; GARCÍA, M. C. N. Nuevos productos naturales para la agricultura: las oligosacarinas. Cultivos Tropicales, v. 36, n. 1, p. 111-129, 2015.

ROSSETI, V. V. Doenças causadas por vírus e semelhantes. In: ROSSETI, V.V. (Ed.) Manual ilustrado de doenças dos citros. Piracicaba:Fealq/Fundecitrus. 2014, p. 59-91.

SANTOS, A. P. G.; VIANA, T. V. A.; SOUSA, G. G.; Ó L. M. G.; AZEVEDO, B. M.; SANTOS, A. M. Produtividade e qualidade de frutos do meloeiro em função de tipos e doses de biofertilizantes. Horticultura Brasileira, v. 32, p. 409-416, 2014.

SCHUSTER, A.; SCHMOLL, M. Biology and biotechnology of Trichoderma. Appelied microbiology and biotechnology, v. 87, p. 87-799, 2010.

SCHUTTE, G. C.; LESAR, K. H.; PELSER, P. T.; SWART, S. H. The use of tebuconazole for the control of Alternaria alternata on “Minneola” tangelos and its potencial to control postharvest decay when applied as apre harvest spray. In: INTERNATIONAL CITROS CONGRESS, 7, 1992, Acireale: Proceendings. Acireale: International Society of Citriculture, Valência, Espanha, v. 3, p. 1070-1074, 1992.

SHAHIDI, F.; NACZK, M. Phenolics in Food and Nutraceuticals: Sources, Applications and Health Effects. CRC Press, Boca Raton, 2004.

SHORESH, M.; HARMAN, G. E.; MASTOURI, F. Induced systemic resistance and plant responses to fungal biocontrol agents. Annual Review of Phytopathology, v. 48, n. 1-23, 2010.

SILVA, E.H. Variabilidade genética e fisiológica de populações de Meloidogyne incognita e identificação de QTLs de uma nova fonte de resistência do algodoeiro (Gossypium spp.) a esse nematoide. 2014. 62 f. Tese (Doutorado). Universidade de Brasília, Brasília-DF. 2014.

SILVA, H. A. P. da; GALISA, P. de S.; OLIVEIRA, R. S. da S.; VIDAL, M. S.; SIMÕES ARAÚJO, J. L. Expressão gênica induzida por estresses abióticos em nódulos de feijão caupi. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 47, n. 6, p. 797-807, 2012.

SILVA, L. J.; TEIXEIRA, R. N. V. Esporulação e crescimento micelial de Fusarium solani em diferentes meios de cultura e regimes de luminosidade. Revista Agroambiente, v. 6, n. 1, p. 47-52, 2012.

SILVA, R. A. da.; AGRA, A. da. C.; ALEIXO, D. de. L.; NÓBREGA, V. R. da.; DANTAS, E. A. Situação econômica e produtiva da cultura dos citros no estado da Paraíba. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 6, n. 3, p. 39-48, 2011.

SILVA, C. M. M. S.; MELO, I. S. Requisitos nutricionais para o fungo Alternaria alternata. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 34, n. 3, p. 499-503, 1999.

SOLEL, Z. Alternaria brown spot on Minneola tangelos in Israel. Plant Pathology, v. 40, n. 1, p. 14-147, 1991.

SOUSA, A. A. de; SILVA, A. P. F. da; AZEVEDO, E. de; RAMOS, M. O. Cardápios e sustentabilidade: ensaio sobre as diretrizes do programa nacional de alimentação escolar. Revista de Nutrição, v. 28, n. 2, 2015.

SOUZA, M.C. Reação de genótipos de tangerinas a Alternaria alternata e Elsinoe fawcettii: resistência, suscetibilidade e acúmulo de metabólitos. 2009. 70 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, São Paulo-SP. 2009.

SPÓSITO, M. B.; FEICHTENBERGER, E.; PIO, R. M.; CASTRO, J. L; RENAUD, M. S. A. Ocorrência de mancha marrom de Alternária em diferentes genótipos de citros nos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul. Fitopatologia Brasileira, v. 28, p. 231, 2003.

STANGARLIN, J. R.; KUHN, O. J.; TOLEDO, M. V.; PORTZ, R. L.; SCHWANESTRADA, K. R. F.; PASCHOLATI, S. F. A defesa vegetal contra fitopatógenos. Scientia Agraria Paranaensis, v. 10, n. 1, p. 18-46. 2011.

STUART, R. M.; BASTIANEL, M.; AZEVEDO, F. A.; MACHADO, M. A. Alternaria Brown Spot. Laranja, v. 30, n. 1-2, p. 29-44, 2009.

SWINGLE, W. T. The botany of Citrus and its relatives. Revisão de Philip C. Reece. In: REUTHER, W.; WEBBER, H.J.; BATCHELOR, L. D. (eds.). The citrus industry, Berkeley, California: University of California, v. 1, cap. 3, p. 190-430, 1967.

TIMMER, L. W.; GARNSEY, S. M.; GRAHAM, J. H. Compendium of citrus diseases. Minnesota: APS Press, 2000. 2.ed. 128 p.

VEIGA, A. D.; VON PINHO, E. V. de R.; VEIGA, A. D.; PEREIRA, P. H. de A. R.; OLIVEIRA, K. C. de; VON PINHO, R. G. Influência do potássio e da calagem na composição química, qualidade fisiológica e na atividade enzimática de sementes de soja. Ciência e Agrotecnologia, v. 34, n. 4, 2010.

VICENT, A.; ARMENGOL, J.; SALES, R.; GARCIA-JIMENEZ, J. First report of alternaria brown spot of citrus in Spain. Plant Disease, v. 84, n. 9, 1044 p. 2000.

VIEIRA, F. V.; VERISSIMO, M. P. Crescimento econômico em economias emergentes selecionadas: Brasil, Rússia, Índia, China (BRIC) e África do Sul, Economia e Sociedade, v. 18, n. 3, p. 513-546, 2009.

WALTON, J. D. Host-selective toxins: Agents of compatibility. The Plant Cell, Rockville, v. 8, p. 1723-1733, 1996.

WHITESIDE, J. O. A newly recorded Alternaria-induced brown spot disease on Dancy tangerines in Florida. Plant Disease Reporter, v. 60, n. 4, p. 326-329, 1976.

WOO, S. L.; SCALA, F.; RUOCCO, M.; LORITO, M. The molecular biology of the interactions between Trichoderma spp., phytopathogenic fungi, and plants. Phytopathology, v. 96, p. 181-185, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-465

Refbacks

  • There are currently no refbacks.