Governança, Compartilhamento de Serviços e Desenvolvimento Econômico Regional: Um Estudo de Operações no Brasil e em Portugal / Governance, Service Sharing and Regional Economic Development: A Study of Operations in Brazil and Portugal

Hélder Uzêda Castro

Abstract


A proposta desta pesquisa foi verificar como o fenômeno dos serviços compartilhados, adotados pelas demandas de governança, contribuem com o desenvolvimento econômico regional, observando dimensões do capital humano e da responsabilidade social, em operações dos setores de Energia e Distribuição Alimentar, respetivamente localizadas em Salvador, Brasil; e em Lisboa, Portugal, no período de 10 anos, entre 2005 e 2015. Para tanto, adotou-se o ponto de vista de três áreas teóricas que se complementam: a Governança, observando-se as exigências globais, corporativas e tributárias, bem como suas entidades e práticas; o modelo de Compartilhamento de Serviços, fenômeno da investigação; e o Desenvolvimento Econômico Regional, apropriando-se das teorias do capital humano e da localização. Igualmente, optou-se pelo estudo de caso e análise do conteúdo levantado, basicamente, a partir de documentos e entrevistas semiestruturadas com trinta e dois atores-chave das companhias, incluindo representantes de entidades regionais e locais. Concluiu-se que a governança decide pela adoção do modelo CSC e que participa da escolha da região. Os centros mobilizaram outros negócios da cadeia de fornecedores dos grupos e o capital humano envolvido, que contribuíram com o desenvolvimento das economias regionais, igualmente, somando-se investimentos em projetos de responsabilidade, que modificaram a dinâmica econômica e social das regiões estudadas.


Keywords


Governança, Serviços Compartilhados, Economia, Desenvolvimento Regional.

References


APADURAI, A. Modernidad desbordada: dimensiones culturales de la globalización. Buenos Aires: FCE Ediciones Trilce, 2001.

ARAÚJO, Francisco Clairton. Centro de Serviços Compartihados: uma aplicação do preço de transferência entre unidade de negócios. 2010. 117 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) Faculdade de Ciências Contábeis, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

BERDEJO, Ludwig Miguel Agurt. Fatores de resistência ao processo de implementação de um centro de serviço compartilhado: uma abordagem segundo a Teoria Institucional. 2009. 184 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. 2019.

BARDIN, Lawrence. Análise do Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2007.

BENTO, L.V. Governança Global: uma abordagem conceitual e normativa das relações internacionais em um cenário de interdependência e globalização. 2007. 575 f. Tese (Doutorado em Direito) – Centro de Ciências Jurídicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina.

CASTELLS, Manuel. La question urbaine. Paris: François Maspero, 1972.

CHRISTALLER, Walter. Central Places in Southern Germany. Translated by Carlisle W. Baskin. Englewood Cliffs, N.J.: Prentice-Hall, [1933] 1966.

CASTRO, Hélder Uzêda. Fatores que contribuem para o desenvolvimento da governança tributária: um estudo de caso sobre a estruturação da administração tributária da Petrobras. 2013. 215 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Salvador, Salvador, 2013.

CHRISTALLER, Walter. Central places in Southern Germany. New Jersey: Prentice-Hall, 1966.

CALIJURI, Mônica Sionara Schpallir; LOPES, Alexsandro Broedel. Gestão Tributária: uma abordagem multidisciplinar. São Paulo: Atlas, 2009.

IBMI. Global Governance Program. Berlin. IBMI, 2020.

MACKINNON, Danny; CUMBERS, Andrew; CHAPMAN, Keith. Learning, innovation and regional development: a critical appraisal of recent debates. Progress in Human Geography, v. 26, n. 3, p. 293-311, June. 2002. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2019.

MCWILLIAMS, A.; SIEGEL, D. Corporate Social Responsibility: A Theory of the Firm Perspective. Academy of Management Review. 2001. v.26. n. I, p. 117-127.

MONTANA, P. J; CHARNOV, B. H. Administração. São Paulo: Editora Saraiva, 1999.

PORTER, M.E. Vantagem competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

QUINN, B.; COOKE, R.; KRIS, A. Shared Services. Harlow, Essex: Prentice Hall, 2000.

SANDRONI, Paulo. Dicionário de Economia do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2005.

SCHOLES, Myron S.; WOLFSON, Mark A. The effects of changes in tax laws on corporate reorganization activit. Cambridge (Massachusetts, EUA): National Bureau of Economic Reseach, 1989. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020.

SCHULTZ, Theodore W. O Capital Humano: investimentos em educação e pesquisa. Tradução de Marco Aurélio de Moura Matos. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.

SERAFIM, Elisio; QUELHAS, Osvaldo Luiz Gonçalves; ALLEDI, Cid. Histórico da governança corportativa: contribuições para a sustentabilidade das organizações. In: CONGRESSO NACIONAL Niterói DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO, 6., 2010, Niterói. Anais... Niterói (RJ): UFF, 2010.

SILVEIRA, Alexandre Di Miceli da. Governança corporativa no Brasil e no mundo: teoria e prática. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

SMITH, Adam. A riqueza das nações. Tradução de Luiz João Baraúna. São Paulo: Abril Cultural, [1776] 1983.

STEWART, Thomas A. Capital Intelectual: a nova vantagem competitiva das empresas. 2ª.ed. Rio de Janeiro: Campus, 1998.

VON THÜNEN, Johann Heinrich. The isolated state. Oxford: Pergamon Press, 1966.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-474

Refbacks

  • There are currently no refbacks.