Intensificação do trabalho docente e suas implicações na saúde de professores de uma escola municipal / Intensification of teaching work and its implications in the health of teachers at a municipal school

Viviane Novaes de Souza, Marquise Meneses Santos, Leandro dos Santos

Abstract


Este trabalho tem como objetivos identificar a organização do trabalho docente de professores de uma escola pública no município de Nossa Senhora da Glória-SE, analisar as condições do ambiente do trabalho docente e quais são os determinantes que afetam o ensino-aprendizagem dos discentes, além de conhecer as condições e tensões vividas pelos professores no âmbito escolar e as implicações na sua saúde. A pesquisa originou-se a partir da experiência no período de estágio supervisionado e consiste num estudo de caso com abordagem qualitativa, sendo a coleta de dados realizada através de questionários, aplicados com professores de uma escola municipal. Tem-se em vista a premissa de que o papel da atividade docente no processo de ensino-aprendizagem configura-se como uma troca de conhecimentos entre professor e alunos.

Keywords


Precarização. Trabalho docente. Condições do trabalho docente. Saúde.

References


ARAÚJO, J. L.; BORBA, M. C. Construindo Pesquisas Coletivamente em Educação Matemática. In: BORBA, M. C.; ARAÚJO, J. L. (Orgs.) Pesquisa Qualitativa em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p. 25-45.

ÁVILA, Sueli de Fátima Ourique de. As transformações do trabalho docente através da produção escrita da ANPED (1996-2009). In: Reunião Anual da ANPED, 34. 2011. Anais... Disponível em: http://34reuniao.anped.org.br/images/trabalhos/GT09/GT09-424%20int.pdf. Acesso em: 14 abr. 2018.

CHÁVEZ, Rodrigo Cornejo; GARRIDO, Manuel Parra. Condições psicopáticas do trabalho. 2010. Disponível em: https://tecnoblog.net/247956/referencia-site-abnt-artigos/. Acesso em: 14 abr. 2018.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas: O novo papel do Recursos Humanos nas Organizações. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

DAL ROSSO, Sadi. Mais trabalho! A intensificação do labor na sociedade contemporânea. São Paulo: Boitempo, 2008.

DOMINGO, José Contreras. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

FERNANDES, Danielle Cireno; HELAL, Diogo Henrique. In: DUARTE, Adriana Maria Cancella; VIEIRA, Lívia Maria Fraga; OLIVEIRA Dalila Andrade (Orgs.). Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: GESTRADO/UFMG, 2010. Disponível em: http://www. gestrado.org/?pg=dicionario-verbetes&id=429. Acesso em: 16 abr. 2018.

HIRATA, Helena. Tendências recentes da precarização social e do trabalho: Brasil, França, Japão. Caderno CRH, Salvador, v. 24, n. esp. 1, p. 15-22, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccrh/v24nspe1/a02v24nspe1.pdf. Acesso em: 12 mar. 2018.

HYPOLITO, Álvaro Moreira; VIEIRA, Jarbas Santos; PIZZI, Laura Cristina Vieira. Reestruturação curricular e auto-intensificação do trabalho docente. Currículo sem Fronteiras, v. 9, n. 2, p. 100-112, jul./dez. 2009. Disponível em: https://biblat.unam.mx/pt/revista/curriculo-sem-fronteiras/articulo/reestruturacao-curricular-e-auto-intensificacao-do-trabalho-docente. Acesso em: 12 mar. 2018.

IIDA, I. Ergonomia: projeto e produção. 2. ed. São Paulo: Edgard Blucher, 2005. 360p.

LESSARD, Claude. O Trabalho docente, a análise da actividade e o papel dos sujeitos. Conferência XVII Colóquio Afirse – Seçção Portuguesa. Universidade de Lisboa, fev. 2009. Disponível em: ww.sisifo.fpce.ul.pt. Acesso em: 26 jan. 2012.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, Lisboa, n. 8, 2009.

MARIN, Alda Junqueira. Precarização do trabalho docente. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; DUARTE, Adriana Maria Cancela; VIEIRA, Lívia Maria Fraga (Orgs.). Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. p. 1203-1225. 1CDROM.

NÓVOA, António. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: EDUCA, 2009.

NUNES, Francisco de Paula Sobrinho. O stress do professor do ensino fundamental: o enfoque da ergonomia. In: LIPP, Marilda (Org.). O stress do professor. 6. ed. Campinas/SP: Papirus, 2008. p. 81-94.

OLIVEIRA, Dalila, Andrade. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilidade. Educ. Soc., Campinas, v. 25, n. 89, p. 1127-1444, set./dez. 2008. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 15 abr. 2018.

OLIVEIRA, M. S.; PIZZI, L. C. V. Monitores e a precarização do trabalho docente em alagoas: história de vida. In: VI Colóquio Internacional “Educação e Contemporaneidade”. Anais... São Cristóvão-SE. v. 1, p. 1-10, set. 2012.

PEREIRA, D. A. Análise da capacidade de trabalho e das condições térmicas e acústicas às quais estão submetidos os professores de escolas públicas municipais de João Pessoa. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2003.

REIS, Briana Manzam; CECÍLIO, Sálua. Precarização, trabalho docente intensificado e saúde de professores universitários. Trabalho & Educação, Belo horizonte, v. 23, p. 109-128, maio/ago. 2014.

ROSENFIELD, Cinara L. Trabalho decente e precarização. Tempo social: Revista de sociologia da USP, v. 23, n. 1, p. 247-268, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ts/v23n1/ v23n1a12. Acesso em: 21 abr. 2018

SENNETT, Richard. A corrosão do caráter: as consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo. 14. ed. Rio de Janeiro: Record, 2009.

SORATTO, Lúcia; HECKLER, Cristiane O. Os trabalhadores e seu trabalho. In: CODO, Wanderley (Org.). Educação: Carinho e trabalho. Rio de Janeiro: Vozes. 2002. p. 432.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Trad. João Batista Kreuch. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação docente. Petrópolis: Vozes, 2002.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 8. ed. Petrópolis, RJ: vozes, 2007.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 15. ed. Petrópolis, RJ.

Vozes, 2011.

VIEIRA, L. F.; OLIVEIRA, T. G. As condições do trabalho docente na educação infantil no Brasil: alguns resultados de pesquisa (2002-2012). Revista Educação em questão, Natal, v. 46, p. 131-154, maio/ago. 2013.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Trad. Daniel Grassi. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.

ZARAGOZA, J. M. E. O mal-estar docente. Trad. Durley de Carvalho Cavicchia. 3. ed. Bauru: Edusc, 1999.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-509

Refbacks

  • There are currently no refbacks.