Densidade populacional e dinâmica espacial de Pachycoris torridus (Scopoli, 1772) (Hemiptera: Scutelleridae) na plantação de Jatropha curcas (Linnaeus) (Euphorbiaceae) / Population density and spatial dynamics of Pachycoris torridus (Scopoli, 1772) (Hemiptera: Scutelleridae) in the Jatropha curcas (Linnaeus) (Euphorbiaceae) plantation

Andréa Marques Vanderlei Fregadolli, Edjane Vieira Pires, Laurício Endres, Fábio Luiz Fregadolli, Paulo Vanderlei Ferreira, Antônio Euzébio Goulart Santana

Abstract


A espécie Jatropha curcas (Linnaeus) (Euphorbiaceae) produz matéria-prima para obtenção do biodiesel. Pachycoris torridus (Scopoli, 1772) (ordem Hemiptera) é a praga-chave dessa cultura. Esse percevejo é capaz de reduzir o teor de óleo de J. curcas em até 50%. O presente trabalho visa obter densidade populacional e dinâmica espacial de P. torridus, assim como avaliar a atratividade de J. curcas sobre essa praga em diferentes direção e distância. Foram realizados oito coletas de todos os estádios de P. torridus, atuantes na plantação de J. curcas (n = 474), com registros das plantas hospedeiras, bem como a quantidade de frutos que tais arbustos possuíam. A última coleta foi efetuada poucos minutos antes da liberação de percevejos adultos, os quais foram divididos em 12 grupos, cada qual continha 20 espécimes, sendo dez de cada gênero. Para identificação dos percevejos utilizou-se esmalte de seis cores diferentes, marcando-os com uma e duas manchas de cada cor. Os insetos foram soltos em três distâncias (50, 125 e 200 m), nas primeiras, Sul, Leste e Oeste da plantação, em seguida foram procurados na área da plantação 24, 48, 72, 96 e 120h após a libertação dos mesmos . Maior parte dos percevejos que atingiu a plantação de J. curcas era macho por serem mais folhas e ágeis, que as seg. Dos grupos elaborados, somente representantes de três grupos: Oeste / 125m, Norte / 200m e Sul / 200m não atingiu a plantação. Por fim, uma espécie J. curcas emite cairomônios a longa distâncias, os quais atraem isoladamente P. torridus para hospedagem e herbivoria. Os insetos foram soltos em três distâncias (50, 125 e 200 m), nas primeiras, Sul, Leste e Oeste da plantação, em seguida foram procurados na área da plantação 24, 48, 72, 96 e 120h após a libertação dos mesmos . Maior parte dos percevejos que atingiu a plantação de J. curcas era macho por serem mais folhas e ágeis, que as seg. Dos grupos elaborados, somente representantes de três grupos: Oeste / 125m, Norte / 200m e Sul / 200m não atingiu a plantação. Por fim, uma espécie J. curcas emite cairomônios a longa distâncias, os quais atraem isoladamente P. torridus para hospedagem e herbivoria. Os insetos foram soltos em três distâncias (50, 125 e 200 m), nas primeiras, Sul, Leste e Oeste da plantação, em seguida foram procurados na área da plantação 24, 48, 72, 96 e 120h após a libertação dos mesmos . Maior parte dos percevejos que atingiu a plantação de J. curcas era macho por serem mais folhas e ágeis, que as seg. Dos grupos elaborados, somente representantes de três grupos: Oeste / 125m, Norte / 200m e Sul / 200m não atingiu a plantação. Por fim, uma espécie J. curcas emite cairomônios a longa distâncias, os quais atraem isoladamente P. torridus para hospedagem e herbivoria. curcas era macho por serem mais leves e ágeis, que como escorva. Dos grupos elaborados, somente representantes de três grupos: Oeste / 125m, Norte / 200m e Sul / 200m não atingiu a plantação. Por fim, uma espécie J. curcas emite cairomônios a longa distâncias, os quais atraem isoladamente P. torridus para hospedagem e herbivoria. curcas era macho por serem mais leves e ágeis, que como escorva. Dos grupos elaborados, somente representantes de três grupos: Oeste / 125m, Norte / 200m e Sul / 200m não atingiu a plantação. Por fim, uma espécie J. curcas emite cairomônios a longa distâncias, os quais atraem isoladamente P. torridus para hospedagem e herbivoria.


Keywords


Percevejo do pinhão-manso, Herbivoria, Cairomônios.

References


Azam MM, Waris A, Nahar NM. Prospects and potential of fatty acid methyl esters of some non-traditional seed oils for use as biodiesel in India. Biomass and Bioenergy. 2005 July; 29 (4): 293–302, doi:10.1016/j.biombioe.2005.05.001

Tiwari AK, Kumar A, Raheman H. Biodiesel production from Jatropha oil (Jatropha Curcas) with high free fatty acids: an optimized process. Biomass and Bioenergy. 2007 May; 31 (8): 569-575, doi:10.1016/j.biombioe.2007.03.003

Achten WMJ, Verchot L, Franken YJ, Mathijs E, singh VP, Aerts R, Muys B. Jatropha bio-diesel production and use. Biomas and Bioenergy. 2008 May; 32 (12):1063-1084.

Rodrigues SR, Oliveira HND, Santos WTD, Abot AR. Aspectos biológicos e danos de Pachycoris torridus em pinhão – manso. Bragantia. 2011 Ago; 70 (2): 356–360.

Borges Filho RDC, Pratissoli D, Nava DE, Monte FG, Guidoni AL, Silva SDDAE, Polanczyk RA. Development of Pachycoris torridus (Hemiptera: Scutelleridae) on Jatropha curcas (Euphorbiaceae), Psidium cattleianum (Myrtaceae) and Aleurites fordii (Euphorbiaceae). Florida Entomologist. 2013 Sep; 96(3): 1149-1157.

Nava DE, Delmar S. Insetos Praga e Benéficos na Cultura do Tungue. 1nd ed. Rio Grande do Sul (Pelotas): Embrapa Clima Temperado; 2009.

Zarbin PHG, Rodrigues MACM, Lima ER. Feromônios de insetos: tecnologia e desafios para uma agricultura competitiva no Brasil. Química Nova. 2009 Apr: 32 (3) 722–731.

Valicente FH. Manejo Integrado de Pragas na Cultura do Milho. Embrapa Milho e Sorgo-Circular Técnica (INFOTECA-E), 2015.

Hammer Ø, Harper DAT, Paul DR. Past: Paleontological Statistics Software Package for Education and Data Analysis. Palaeontologia Electronica. 2001 May: 4 (1) 1-9.

Heil M. Herbivore-induced plant volatiles: targets , perception and unanswered questions. New Phytologist. 2014 Nov: 204 (2) 297-306, doi: 10.1111/nph.12977




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-530

Refbacks

  • There are currently no refbacks.