Transformação dos dados por postos alinhados em experimento de avaliação da qualidade do extrato de tomate / Data transformation by aligned posts in tomato extract quality assessment experiment

Caroline Xavier dos Santos, Ivandro José de Freitas Rocha, Carlos Eduardo Bento Barbosa, Sueli Martins de Freitas Alves

Abstract


Para obter resultados confiáveis na análise de variância é necessário o atendimento dos pressupostos básicos e quando necessário a utilização de técnicas adequadas de transformação. A trasnsformação por postos alinhados, pertencem ao grupo de novas técnicas que fornece resultados mais robustos para experimentos fatoriais não paramétricos. O objetivo do trabalho é o uso da transformação postos alinhados em experimento de caracterização de qualidade do extrato de tomate oriundos de diferentes grupos e estádios de maturação. Os frutos foram adquiridos de um produtor no município de Silvânia e escolhidos pela classificação de grupos (italiano e saladete) e estádios de maturação (maturos e maduros). Após a preparação do extrato foi realizada as análises de qualidade do produto (coloração, potencial hidrogeniônico, acidez titulável, sólidos solúveis, índice de maturação, vitamina C, licopeno e ?-caroteno). Para verificação do atendimento aos pressupostos básicos para análise de variância foi utilizado os testes de Bartlett e Shapiro-Wilk, e para as variáveis que não atenderam os pressupostos foram testadas transformações (log (x), BoxCox, postos e postos alinhados). As variáveis °Hue, croma, pH, sólidos solúveis, índice de maturação e vitamina C atenderam os pressupostos, a variável ?-caroteno atendeu os pressupostos após a transformação por log (x), para o licopeno a transformação mais indicada foi por postos e as variáveis luminosidade e acidez titulável foram transformadas por postos alinhados gerando resultados mais confiáveis.


Keywords


ARTool, Postos Modificados, Estatística.

References


AGUIAR, R. S.; ZACCHEO, P. V. C.; STENZEL, N. M. C.; SERA, T.; NEVES, C. S. V. J. Produção e qualidade de frutos híbridos de maracujazeiro-amarelo no norte do Paraná. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 37, n. 1, p.130-137, mar. 2015. doi:

1590/0100-2945-012/14.

ANDRADE, L. T. A. Processamento de molho de tomate da matéria prima ao produto acabado. 2004. 112 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Alimentos) - Universidade Católica de Goiás (UCG), Goiânia, 2004.

AOAC. ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis of the AOAC International. 19ª ed. Arlington, 2012.

ARAUJO, J.C.; SILVA, P.P.M.; TELHADO, S.F.P.; SAKAI, R.H.; SPOTO, M.H.F.; MELO, P.C.T. Physico-chemical and sensory parameters of tomato cultivars grown in organic systems. Horticultura Brasileira, v.32, n.2, p. 205- 209. 2014.

BARBIN, D. Planejamento e análise estatística de experimentos agronômicos. Arapongas: Midas, 2003. 208 p.

BENASSI, M.T.; ANTUNES, A.J.A. Comparison of meta phosphoric and oxalic acids as extractant solutions for the determination of vitamin C in selected vegetables. Arquivos de Biologia e Tecnologia, v. 31, n. 4, p. 507-513, 1998.

BOX, G.E.P.; COX, D.R. An analysis of transformations. Journal of the Royal Society, v.26, p.211-252, 1964.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução – CNNPA n° 12, de 24 de julho de 1978, define que: extrato de tomate é o produto resultante da concentração da polpa de frutos maduros do tomateiro Solanum lycopersicum por processo tecnológico adequado. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/12_78.pdf. Acesso em: 25 de maio 2017.

CEAGESP – Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo. Programa Horti & Fruti Padrão – Classificação do tomate. Câmara Setorial de Hortaliças do Estado de São Paulo. 2004.

CHUNG SH; PEARN WL; YANG YS. A comparison of two methods for transforming non-normal manufacturing data. International Journal of Advanced Manufacturing Technology, v.31, p. 957-968, 2007.

CONOVER, W.J.; IMAN, R.L. Rank transformations as a bridge between parametric and nonparametric statistics. The American Statistician, v.35, n.3, p.124-129, 1981.

COUTO, M. R. M. et al. Transformação de dados em experimentos com abobrinha italiana em ambiente protegido. Ciência Rural, Santa Maria. v. 39, n. 6, p. 1701-1707, 2009.

CUSTÓDIO TN; BARBIN D. Modelos de predição para sobrevivência de plantas de Eucalyptus grandis. Ciência e Agrotecnologia, v.33, p.1948-1952, 2009.

FAGUNDES, G.S. Metodologias Não-Paramétricas para Estudos com Medidas Repetidas. Monografia apresentada para obtenção de grau de bacharel em Estatística. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Matemática, departamento de Estatística, Porto Alegre, 2012. 82p.

FERREIRA, D.F. Sisvar: um sistema computacional de análise estatística. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.35, n.6, p.1039-1042, 2014.

GEORGÉ, S. et al. Changes in the contents of carotenoids, phenolic compounds and vitamin C during technical processing and lyophilisation of red and yellow tomatoes. Food Chemistry, Barking, v. 124, n. 4, p. 1603-1611, 2011.

HAMMER, O. et al. Paleontological Statistics Software Package for Education and Data Analysis. Palaeontologia Electronica, v.4, n.1, p.9, 2001.

HEREDIA, A.; PEINADO, I.; ROSA, E.; ANDRÉS, A. Effect of osmotic pre-treatment and microwave heating on lycopene degradation and isomerization in cherry tomato. Food Chemistry, New York, v. 123, n. 1, p. 92-98, nov. 2010.

HIGGINS, J.J.; TASHTOUSH, S. An aligned rank transform test for interaction. Nonlinear World, v.1, n.2, p.201-211, 1994.

LIME, B.; GRIFFITHS, F. Spectrophotometric methods for determining pigmentationbeta-carotene and lycopene-in ruby red grapefruit. Journal of Agricultural and Food Chemistry, Freising-Weihenstephan, v. 5, n. 12, p. 941-944, 1957.

LÚCIO, A.D. et al. Excesso de zeros nas variáveis observadas: estudo de caso em experimento com brócolis. Bragantia, Campinas. v. 69, n.4, p. 1035-1046, 2010.

LÚCIO, A.D. et al. Transformação box-cox em experimentos com pimentão em ambiente protegido. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 29, p. 38-42, 2011.

MARTIN, T.N.; STORCK, L. 2008. Análise das pressuposições do modelo matemático em experimentos agrícolas no delineamento blocos ao acaso. In: MARTIN TN & ZIECH MF (org). Sistemas de Produção Agropecuária. Curitiba: UTFPR. p. 177-196.

PIMENTEL GOMES, F. 2009. Curso de estatística experimental. FEALQ: Piracicaba. 451p.

R CORE TEAM (2019) R: A Language and Environment for Statistical Computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna.

RESENDE, M.D.V. 2007. Matemática e estatística na análise de experimentos e no melhoramento genético. Colombo: Embrapa Florestas. 561p

RODRIGUEZ-AMAYA, D.B., 2001. A Guide to Carotenoid Analysis in Foods. 1 ed. ILSI Press, Washington, D. C.

SALTER, K.C.; FAWCETT, R.F. The art test of interaction: A robust and powerful rank test of interaction in factorial models. Communications in Statistics: Simulation and Computation, v.22, n.1, p.137-153, 1993.

SANTOS, J. M. S. M.; FIGUEIREDO, S. N.; RAMOS, V. C.; SANTANA, S. F. S., CERQUEIRA, R. M. S., SILVA, J. M.; OLIVEIRA JUNIOR, L.F.G.; FREITAS, M.I. Qualidade pós-colheita de duas variedades de tomates. Revista Craibeiras de Agroecologia, Rio Largo, v. 3, n. 1, p. e6550, dez. 2018.

SASTE, S.V. et al. On parametric and nonparametric analysis of two factor factorial experimente. International Journal of Applied Research, v.2, n.7, p.653-656, 2016.

SILVA, J.B.C.; GIORDANO, L.B. (org). 2000. Tomate para Processamento Industrial. Brasília: EMBRAPA-CNPH. 169p.

STEEL, R.G.D. et al. 1997. Principles and procedures of statistics: a biometrical approach. New York: McGrawHill. 666p.

STORCK, L. et al. Experimentação vegetal. Santa Maria: UFSM, 2011. 200 p

TEKA, T. A. Analysis of the effect of maturity stage on the postharvest biochemical quality characteristics of tomato (Lycopersicon esculentum MILL.) fruit. International Research Journal of Pharmaceutical and Applied Sciences, Nalgonda, v. 3, n. 5, p. 180- 186, jan. 2013.

WOBBROCK, J.O. et al. The Aligned Rank Transform for nonparametric factorial analyses using only ANOVA procedures. Proceedings of the ACM Conference on Human Factors in Computing Systems (CHI '11). Vancouver, British Columbia (May 7-12, 2011). New York: ACM Press, pp. 143-146.

XU W; LI W; SONG D. Testing normality in mixed models using a transformation method. Stat Papers, v.84, p.54:71, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n11-571

Refbacks

  • There are currently no refbacks.