A ausência de capital social como entrave a um possível arranjo produtivo local/ The absence of social capital as entrusted to a possible local productive arrangement

Marcelo Ramao da Silveira Barbosa

Abstract


Trata-se de estudo de caso, tendo como objeto de estudo o setor de base florestal, em Juína MT, como possível APL consolidado, devido à importância do setor para a economia local e a presença de migrantes sulista. Embasado em teorias ligadas a inovação territorial, capital social e arranjos locais como precursor do desenvolvimento endógeno e continuo para outras cadeias, fato não comprovado durante a realização do mesmo, devido a baixa densidade social encontrada no setor durante as pesquisas realizadas. Como ambiente aberto a incorporação de novas tecnologias e novas formas de gerir o espaço.


Keywords


arranjo produtivo, base florestal, capital social.

References


BARBOSA, M. Condicionantes territoriais de um meio dinâmico em São Gabriel do Oeste – MS, Primavera do Leste e Lucas do Rio Verde, MT. In: Workshop de ensino, pesquisa, extensão e inovação do IFMT, 4, 2016, Cuiabá. ANAIS do IV WORKIF Workshop de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFMT Cuiabá: IFMT, 2016.

BARBOSA, Marcelo, LE BOURLEGAT, Cleonice. Meio Local e Lógica Territorial no Processo Sistêmico de Inovação. I Seminário Internacional: O desenvolvimento local nas integrações estratégicas, instituições e políticas. Rio Claro, 2004.

BRITO, A. de M.; LEITE, M. S. A. Discussão sobre as características dos diferentes arranjos empresariais. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP), 18, Rio de Janeiro, 2008. Anais, RJ, 2008. Disponível em: . Acesso em: 17 nov. 2017.

DALLA VECCHIA, R.V.R. APL como estratégia de desenvolvimento regional e local. Revista Capital Científico. Guarapuava, v.4, n.1, p. 01-20, jan./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em 15 jun. 2017.

FERRAO (org.) Políticas de inovação e desenvolvimento regional e Local. ICS. Lisboa. 1996. pp.53-70.

GOLDENBERG, Mirian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2004. Disponível em: . Acesso em 26 dez. 2017.

IBGE. História de Juína. Disponível em: Acesso em: 05 maio 2017.

MAILLAT, Denis. Globalização, meio inovador e sistemas territoriais de produção. In Interações- Revista Internacional de Desenvolvimento Local. n.º 3, V 4. (Março 2002) Campo Grande: UCDB, 2002.

MARTELETO, Regina Maria; SILVA, Antônio Braz de Oliveira e. Redes e capital social: o enfoque da informação para o desenvolvimento local. Ciência da Informação, Brasília, v. 33, n. 3, p. 41-49, 2004. Disponível em: . Acesso em 03 jan. 2018. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-19652004000300006.

PIRES, E.; MÜLLER, G.; VERDI, A. Instituições, territórios e desenvolvimento local: delineamento preliminar dos aspectos teóricos e morfológicos. In: Geografia Associação de Geografia Teorética, Rio Claro-SP, v. 31, n. 3, p. 437-454, set./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em 11 set. 2017.

PIRES, Marcio de Souza. Construção de um modelo endógeno, sistêmico e distintivo de desenvolvimento regional e a sua validação através da elaboração e da aplicação de uma metodologia ao caso do mercoeste. Tese: 2001 (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de pós-graduação em Engenharia de produção. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC. Disponível em: . Acesso em 03 set. 2017.

RANGEL, Ignácio de Mourão. Dualidade e Ciclo Longo. In Revista Geosul, (3), p. 44-62, 1987.

_____________________. Ciclo, Tecnologia e Crescimento. S. Paulo: Civilização Brasileira, 1982.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

SEBRAE. O que fazemos. Disponível em: . Acesso em 07 fev. 2018.

PUTNAM, Robert. Comunidade e Democracia: a experiência da Itália Moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas. 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n12-363

Refbacks

  • There are currently no refbacks.