Consequências da resistência antimicrobiana no tratamento das infecções hospitalares / Consequences of antimicrobial resistance in the treatment of hospital infections

Yasmim de Araújo Batista, José Leonardo Gomes Coelho, Natália dos Santos Almeida, Samara Maria Dantas, Camila Florinda Nascimento, Carla Jamily Cabral Pereira, Iannaele Oliveira do Vale Batista, Sara de Souza Lemos, Luana Dária Medeiros Silva, Lauanda Nogueira Cândido, Yolanda Gomes Duarte, Clécia Borges Cruz, Mikaelle Sales Esmeraldo, Willma José de Santana

Abstract


Introdução: A resistência a antimicrobianos em ambientes hospitalares representa uma enorme preocupação, constituindo-se um importante problema de saúde pública. Os microrganismos multirresistentes têm sido alvo de elevada implicação no tratamento das infecções hospitalares. O objetivo do estudo foi verificar na literatura vigente quais as consequências e desafios que a resistência antimicrobiana vem provocando para o tratamento das infecções hospitalares. Método: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura pautada com estudos utilizando as seguintes bases de dados: Scientific Eletronic Library Online (SCIELO); Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE). Descritores em Ciências da Saúde - DeCS: Antibióticos, Infecções Hospitalares e Terapêutica. A seleção respeitou critérios de inclusão e exclusão dos artigos disponíveis de forma completa e gratuita, entre os anos de 2014 a 2020, nos idiomas português, inglês e espanhol. Foram excluídos estudos que se mostravam incompletos e repetidos, assim como estudos de revisão. Resultados: Foram encontrados 30 estudos dos quais 19 cumpriram os critérios previamente estabelecidos e foram incluídos na revisão. No qual, o ambiente hospitalar, além de permitir a propagação de agentes infecciosos resistentes, pode afetar diretamente na prevenção e o tratamento eficaz de cada paciente. Considerações finais: Embora a resistência antimicrobiana seja um desafio atual é necessário a implementação de políticas nacionais de prevenção e controle de infecção que visam segurança hospitalar e uso racional de antimicrobianos para melhor adesão na farmacoterapia dos pacientes internados.


Keywords


Agentes Antimicobacterianos. Infecções Hospitalares. Resistência Antimicrobiana.

References


CAMOU, T.; ZUNIDO, P.; HORTAL, M. Alarma por la resistencia a antimicrobianos: situación actual y desafios. Revista Médica del Uruguay 2017;33(4). Disponível em:

COSTA, J. M. et al. Medida restritiva para comercialização de antimicrobianos no Brasil: resultados alcançados. Revista de Saúde Pública 2019;53:68. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/s1518-8787.2019053000879.

CARDINAL, L. S. M. et al. Análise da terapia antimicrobiana empírica em infecção de corrente sanguínea por Pseudomonas aeruginosa em um hospital universitário. Revista Sociedade Brasileira de Clínica Médica 2015;13(4):257-61. Disponível em:

CAMACHO, J. O. I. et al Prescripción racional de antibióticos: una conducta urgente. Medicina Interna do México 2018;34(5). DOI: http://dx.doi.org/10.24245/mim.v34i5.1971

DALLACORTE, T. S. et al. Prevalência e perfil de sensibilidade antimicrobiana de bactérias isoladas de hemoculturas realizadas em hospitais particulares. Revista do Instituto Adolfo Lutz 2016;75:1702. Disponível em:

FARIA, T. V.; PESSALACIA, J. D. R.; SILVA, E. S. Fatores de risco no uso de antimicrobianos em uma instituição hospitalar: reflexões bioéticas. Acta bioethica 2016;22(2). DOI: http://dx.doi.org/10.4067/S1726-569X2016000200019

FURTADO, D. M. F. et al. Consumo de antimicrobianos e o impacto na resistência bacteriana em um hospital público do estado do Pará, Brasil, de 2012 a 2016. Revista Pan-Amazônica de Saúde 2019;10. DOI: http://dx.doi.org/10.5123/s2176-6223201900041.

GONÇALVES, P. B. et al. Alertas para uso de antimicrobianos terapêuticos. Rede Interagencial de Informações para a Saúde 2016;8(1): 661-670.

Disponível em:

HERNÁNDEZ, D. A. A.; MAYÉN, G. S. G.; LÓPEZ, R.V. Quinolonas. Perspectivas atuais e mecanismos de resistência. Revista Chilena de Infectologia 2015;32(5). DOI: http://dx.doi.org/10.4067/S0716-10182015000600002

LARA, F. L. O. et al.. Custos da antibioticoterapia em pacientes adultos com infecção hospitalar em uma unidade de terapia intensive. Revista Prevenção de Infecção e Saúde 2017;3(4):8-14. DOI: https://doi.org/10.26694/repis.v3i4.6621

MENDES, K. D. S.; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVÃO, C. M.. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enfermagem; 2008;17(4).

MENEZES, J. M. R.; PORTO, M. L. S.; PIMENTA, C. L. R. M. Perfil da infecção bacteriana em ambiente hospitalar. Revista de Ciências Médicas e Biológicas 2016;15(2):199-207. Disponível em:

MOHER, D. et al.. Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses: The PRISMA Statement. PLoS Med. 2009;6(7):1-6

PAULA, A. O.; OLIVEIRA, A. C.; ROCHA, R. F. Consumo de antibiótico no tratamento de pacientes com infecção da corrente sanguínea. Revista de Enfermagem 2014;8(7):1928-36. DOI: 10.5205/reuol.5963-51246-1-RV.0807201414

SANTANA, R. S. et al. Consequências do uso excessivo de antimicrobianos no pós-operatório: o contexto de um hospital público. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões 2014;41(3):149-154. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-69912014000300003

SAMPAIO, P. S.; SANCHO, L. G.; LAGO, R. F. Implementação da nova regulamentação para prescrição e dispensação de antimicrobianos: possibilidades e desafios. Cadernos Saúde Coletiva 2018;26(1). DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1414-462x201800010185.

SANTOS, C. H. S.; PICCOLI, R. H; TEBALDI, V. M. R. Atividade antimicrobiana de óleos essenciais e compostos isolados frente aos agentes patogênicos de origem clínica e alimentar. Revista do Instituto Adolfo Lutz 2017;76:17-19. Disponível em:

SHARLAND, M.; SAROEY, P,; BEREZIN, E. N. The global threat of antimicrobial resistance – The need for standardized surveillance tools to define burden and develop interventions. Revista Sociedade Brasileira de Pediatria 2015;91(5):410-412. DOI: http://dx.doi.org/10.1016/j.jped.2015.06.001

SOTTE, D. M. K. S. et al. Aspectos microbiológicos da higienização das mãos por profissionais e estudantes da saúde. Revista Seminário Científico do Unifacig (Sociedade, Ciência e Tecnologia) 2019;5. Disponível em:

http://pensaracademico.facig.edu.br/index.php/semiariocientifico/article/view/1524

TAVARES, I. V.B.; SÁ, A.B. Perfil de prescrição de antimicrobianos para as infecções do tracto urinário nos cuidados de saúde primários. Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar 2014;30(2):85-100. Disponível em:

VOLKART, P. A.; SPAGIARI, M. S.; BIZANI, D. Avaliação da susceptibilidade e resistência bacteriana aos agentes controladores do crescimento de uso hospitalar e industrial. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR 2017;20(1):25-32. Disponível em: https://www.revistas.unipar.br/index.php/saude/article/view/5729/3392




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-625

Refbacks

  • There are currently no refbacks.