Prevenção patológica: análise e caracterização de corpos de prova de concreto por meio de raio X / Pathology prevention: analysis and characterization of concrete specimens using X-rays

Antônio Romário Alves Carvalho, Hugo França Da Silva, Danúbio Costa Lagoa, Osman José de Aguiar Gerude Neto, Daniel Rocha Pereira, Itapotiara do Carmo Corrêa Vilas Bôas, Lays Rayane do Nascimento Santos, Glauber Túlio Fonseca Coelho

Abstract


Normalmente os testes que envolvem o concreto como material de estudo são de ordem destrutiva, porém verifica-se que esses ensaios apresentam incapacidade ou deficiência na caracterização da estrutura interna da peça de concreto, sendo impossível quantificar de forma adequada possíveis falhas na execução (fabricação) de peças de concreto. Os ensaios não destrutivos (END’s) por sua vez conseguem ampliar a visão do estudo interno do concreto, permitindo a caracterização, identificação e quantificação de possíveis manifestações patológicas na estrutura, como: fissuração, trincas, bolhas de ar, possíveis corpos estranhos, assim como o volume de agregados, posição de armaduras, distância da superfície (recobrimento). Nesta pesquisa é evidenciado os END’s por meio de raios X, fazendo uso de técnicas em 2D e 3D, ou respectivamente o raios X convencional e tomografia computadorizada permitindo que as características supracitadas sejam consideradas, no qual foi enfatizado a quantificação do número de vazios, densidade específica das peças, bem como a disposição dos agregados e aglomerante que compõe o material em estudo. Aplicou-se de forma direta a utilização de softwares para o auxílio desse estudo, onde tornou-se possível a análise quantitativa de resultados, provando que os END’s já são uma realidade que vem ocupando seu espaço na engenharia, podendo assim garantir a qualidade dos componentes em conformidade com os requisitos das normas. O método de END por raios X desempenham um papel importante, segura e de forma insuperável na documentação da qualidade do produto inspecionado, pois, este projeta imagem interna da peça.


Keywords


END’s. Raios X. Tomografia Computadorizada. Corpo de Prova de Concreto

References


FREITAS JR. J. de Almendra. “Materiais de Construção: A Estrutura do Concreto”. 2013.

ALMEIDA, P. A. de Oliveira; VIEIRA, N. Yokoyama.; TOMO, F. da Cruz.; FUSCO, P. Brasiliense. “Avaliação da Resistência dos Concretos com Cura em Ambientes com Vibrações Mecânicas Induzidas por Tráfego De Veículos”. 2010.

EVANGELISTA, A. C. Jorge. “Avaliação da Resistência do Concreto Usando Diferentes Ensaios Não Destrutivos”. 2002.

MALHOTRA, V.M. and CARINO N.J. “Handbook on Nondestructive Testing of Concrete Second Edition”. 2004

SANTOS, Altair. Ensaios Não Destrutivos Penetram Concreto a Dentro. 2013. Disponível em: http://www.cimentoitambe.com.br/ensaios-nao-destrutivos-penetram-concreto-a-dentro. Acesso em: 15/10/15.

MENDES, Roberto. “A Tomografia Computadorizada De Raios X Como Método Não Destrutivo de Análise Volumétrica de Concreto: Estudo De Caso em Testemunho de Concreto da Usina Hidroelétrica Mourão”. 2010.

TAKEDA, Mitsuhiro and OTSUKA, Koji. “Presumption of Deterioration Concrete Strength by Small Size Core and Xray Technique with Contrast Médium”. 2009.

ROSA, A. R. Oliveira; GONÇALVES, D. K. Carmo; OLIVEIRA, N. N. Custódio. “Avaliação da Resistência a Compressão do Concreto Usando raios X”. 2014.

TAKEDA, Mitsuhiro and OTSUKA, Koji. “Estimation of Concrete Strength by Contrast X-Ray”. 2006

MEHTA, P. K. e MONTEIRO, P. J. M.“Concreto, estrutura, propriedades, e materiais” – PNI, São Paulo. 1994.

Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 5738. “Concreto - Procedimento para Moldagem e Cura de Corpos de Prova”, Rio de Janeiro. 2015.

SANTOS, E. Severino e NACIF, M. Souto. “Manual de Técnicas em Tomografia Computadorizada”, Rio de Janeiro. 2009.

HELENE, Paulo; TERZIAN, Paulo. Manual de dosagem e controle do concreto. São Paulo: PINI, 1992.

Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR NM 248. “Agregados - Determinação da Composição Granulométrica” Rio de Janeiro. 2003

NEVILLE, A. M., Propriedades do Concreto, Editora Pini, 2° ed., pp.828, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-227

Refbacks

  • There are currently no refbacks.