Perfil socioeconômico dos consumidores de peixes na microrregião de Redenção do Pará / Socio-economic profile of fish consumers in the microregion of the Redenção of Pará

Ester da Silva Criança, Elisandra Silva Canela, Andréa Regina de Britto Costa Lopes, Fabrizia Sayuri Otani, Caroline Nebo

Abstract


O objetivo do projeto foi avaliar o perfil socioeconômico e de consumo de peixe da população da microrregião de Redenção do Pará. Foram entrevistadas 498 pessoas entre 0 a 80 anos de idade e a coleta dos dados foi realizada por meio de um questionário semi-estruturado, com 18 perguntas e aplicadas em escolas públicas e privadas do ensino médio, em universidade, feiras livres, mercados e pontos de comércio. O questionário foi elaborado com perguntas abordando três temáticas: consumo de pescado, fatores que influenciam o consumo e os fatores socioeconômicos dos consumidores de peixe. Foi verificado que 88,82% dos entrevistados consomem peixe, porém a preferência de consumo por proteína de origem animal é a carne bovina, seguida do frango, suíno, ovos e pescados. Os maiores consumidores de peixe foram as mulheres jovens entre na classe de 0-20 anos de idade, com frequência de consumo de uma vez ao mês ou em datas comemorativas. Os peixes redondos como o tambaqui e seus híbridos mais consumidos na região, seguido da tilápia. A aquisição dos peixes é realizada, na maioria das vezes, diretamente dos pescadores e piscicultores, feiras livres e supermercados, sendo adquirido o peixe fresco e inteiro. Na avaliação socioeconômica, verificou-se que grande parte dos consumidores de peixe, residem com três a seis pessoas na família, com renda salarial média de até dois salários mínimos. Os resultados mostraram que a renda salarial não é um fator impeditivo para o consumo de peixe, porém o baixo consumo ocorre pelo hábito alimentar da população.


Keywords


Amazônia, consumo de carne e pescado

References


BRABO, M.F.; PEREIRA, L.F.S.; SANTANA, J.V.M.; CAMPELO, D.A.V.; VERAS, G.C. Cenário atual da produção de pescado no mundo, no Brasil e no estado do Pará: ênfase na aquicultura. Acta of Fisheries and Aquatic Resources, v. 4, n. 2, p. 50-58, 2016.

BRASIL. Resolução RDC 43 de 1º de setembro de 2015. Resolução sobre a prestação de serviços de alimentação em eventos de massa. ANVISA. http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/32825363/do1-2015-09-02-resolucao-rdc-n-43-de-1-de-setembro-de-2015-32825340. Acesso em: 21 jun. 2020

COELHO, A.C.S.; FARIA-JÚNIOR, C.H.; SOUSA, K.N. Fatores que influenciam a compra de peixes por classe social no município de Santarém-PA. Agroecossistemas, v. 9, n. 1, p. 62-83, 2017.

FAO. Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura. 2017. Disponível em: http://www.fao.org/brasil/noticias/detail-events/pt/c/423722/. Acesso em: 07 março 2020.

FIGUEIRO, F.R.C.M; CASTRO, J.M.; MORAES, E. Fatores que influenciam na decisão de compra de pescado no mercado de peixe de Bragança-AM. Revista Brasileira de Engenharia de Pesca, v.7, n.1. p. 60-72. 2014.

FREIRE, J.L.; SILVA, B.B.; SOUZA, A.S. Aspectos econômicos e higiênico-sanitários da comercialização do pescado no município de Bragança (PA). Biota Amazônia. Macapá, v. 1, n. 2, p. 17-28, 2011.

GANDRA, A.L. O mercado do pescado da região metropolitana de Manaus. Série: O mercado de pescado nas grandes cidades latino-americanas. CFC/FAO/Infopesca, 91p. 2010. Disponível em: http://www.infopesca.org/sites/default/files/complemento/publilibreacceso /282/Manaus-completo.pdf. Acesso em 18 jun. 2020

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/panorama

ISAAC, V.J. ALMEIDA, M.C. El consumo de pescado en la Amazonía Brasileña. Organización de Las Naciones Unidas para La Alimentación y La Agricultura, Relatório FAO. Roma: FAO, 2011. Disponível em: https://www.infopesca.org/node/282. Acesso em: 14 ago. 2020)

KUBITZA, F.; CAMPOS, J.L.; ONO, E.A.; ISTCHUK, P.I. Panorama da piscicultura do Brasil – Parte I: Estatísticas, espécies, pólos de produção e fatores limitantes à expansão da atividade. Panorama da Aquicultura, v. 22, n. 132, p. 14-25, 2012. Disponível em: http://www.acquaimagem.com.br/docs/Pan132_Kub_panor_piscicultura_brasil_parte1-1.pdf Acesso em: 14 ago.2020.

LEANDRO, S.V.; OLIVEIRA, S.S.; MOREIRA, P.S.A.; OTANI, F.S. Perfil de consumo e do consumidor de peixe do município de SINOP, Mato Grosso. Agroecossistemas, v. 10, n.1, p. 73-98, 2018.

LOPES, I.G.; OLIVEIRA, R.G.; RAMOS, F.M. Perfil do consume de peixes pela população brasileira. Biota Amazônia, v. 6, n. 2, p 62-65, 2016.

MANGAS, F.P.; REBELLO, F.K.; SANTOS, M.A.S.; MARTINS, C.M. Caracterização do perfil dos consumidores de peixe no município de Belém, estado do Pará, Brasil. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente. v.9, n.4, p. 839-857, 2016.

MATOS, M.L.; ARRUDA, L.C. O uso da memória para investigação de ritos no parto e “resguardo” em Santarém (PA). Percursos, v. 2, n. 1, p. 10-22, 2016.

MEDEIROS-JUNIOR, E.F.; EIRAS, B.J.C.F.; RODRIGUES, E.C.; ALVES, M.M. Avaliação higiênico-sanitária do pescado comercializado na cidade de Bragança Pará. Revista eletrônica nutritime. v.12, n.5, p. 4237-4243, 2015. Disponível em: https://www.nutritime.com.br/arquivos_internos/artigos/323_-_4237-4243_-_NRE_12-5_set-out_2015.pdf

PALHETA, J.M.; SILVA, C.N.; MEDEIROS, G.N. Territórios com mineração na região sudeste do Pará – Norte do Brasil. Revista da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Geografia, v.11, n.15, p. 281-308, 2015.

PEIXE BR – Associação Brasileira da Piscicultura - Anuário Peixe BR, 2018. 130p. Disponível em: https://www.peixebr.com.br/anuario2018/. Acesso em: 10 mar. 2020.

PEIXE BR – Associação Brasileira da Piscicultura - Anuário Peixe BR, 2019. 148p. Disponível em: https://www.peixebr.com.br/anuario2018/. Acesso em: 08 mar. 2020.

PEIXE BR – Associação Brasileira da Piscicultura - Anuário Peixe BR, 2020. 136p. Disponível em: https://www.peixebr.com.br/anuario-2020/. Acesso em: 29 mar. 2020.

PINTO, R.M.; SILVA, V.G.V.; SHIMODA, E.; PEREIRA, V.F. Perfil do consumidor de pescado no município de Campos dos Goytacazes – RJ. Ciências Humanas e Sociais e Aplicadas. v.1, n.3, p 37-50, 2011.

SARTORI, A.G.O.; AMANCIO, R.D. Pescado: importância nutricional e consumo no Brasil. Segurança Alimentar e Nutricional. Campinas, v. 19, n. 12, p. 83-93, 2012.

SCHNEIDER, B.C.; DURO, S.M.S.; ASSUNÇÃO, M.C.F. Consumo de carnes por adultos do sul do Brasil: um estudo de base populacional. Ciência e Saúde Coletiva, 19 (8), 3583-3592, 2014.

SILVA, I.A.; LIMA, M.F.V.; BRANDÃO, V.M. DIAS, I.C.L.; SILVA, M.I.S.; LACERDA, L.M. Perfil de consumidores do pescado comercializado em mercados do município de São Luís, Maranhão, Brasil. Cadernos de Pesquisa. São Luís, v. 19, n. 1, 2012. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/933

SILVEIRA, L.S.; ABDALLAH, P.R.; HELLEBRANDT, L.; BARBOSA, M.N.; FEIJÓ, F.T. Análise socioeconômica do perfil dos consumidores de pescado no município de Rio Grande. Sinergia, v. 16, n. 1, 9-19, 2012. Disponível em: https://periodicos.furg.br/sinergia/article/view/3923

SOARES, K.M.; GONÇALVES, A.A. Qualidade e segurança do pescado. Revista do Instituto Adolfo Lutz, v.71, n.1, p. 1-10. 2012. Disponível em: http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0073-98552012000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

SOUSA, R.G.C.; FREITAS, H.C.P.; OLIVEIRA, C.M.; LIMA, S.A.O.; MEIRELES, M.A.; FREITAS, C.E.C. Meat of tambaqui from fish farming leads the population when compared to wild specimens (Rondônia – Brasil). Brazilian Journal of Development. Curitiba, v.6, n.3, p. 11736-11753. 2020.

WWW-Brasil. Guia de Consumo responsável de pescado Brasil. Fundo mundial para a natureza, São Paulo, abril de 2019. Disponível em: https://www.wwf.org.br/?70483/WWF-Brasil-lanca-Guia-de-Consumo-Responsavel-de-Pescado. Acesso em: 22 mai. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-291

Refbacks

  • There are currently no refbacks.