Desempenho do comércio internacional da carne bovina brasileira nos anos 2000 / Performance of the international trade of Brazilian beef in the years 2000

Amanda Rezzieri Marchezini, Beatriz Miras Guimarães, Caroline Thamara Nascimento, Adriana Estela Sanjuan Montebello

Abstract


Diante da posição de destaque do Brasil no comércio nacional e internacional, o presente artigo tem como objetivo geral analisar a competitividade brasileira no comércio internacional de carne bovina ao longo de dez anos (2007 a 2017). Os objetivos específicos são: caracterizar e analisar a produção brasileira de carne bovina (dando destaque para os maiores produtores); analisar o comportamento das exportações da carne brasileira (dando destaque para a evolução das exportações brasileiras e seus principais importadores); e calcular, para o período supracitado, a competitividade brasileira no mercado internacional de carne bovina por meio dos índices de market share, de vantagem comparativa revelada e índice de competitividade revelada. A metodologia do presente artigo consistiu-se na realização de uma revisão da literatura sobre a temática para dar suporte aos resultados encontrados e também foi feita uma análise gráfica e tabular dos dados secundários, além do cálculo dos índices de competitividade selecionados para este estudo. O número efetivo de rebanhos no Brasil cresceu 0,76% a.a no período, sendo os principais estados produtores Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. O Brasil apresenta posição de destaque no comércio internacional estando entre os três maiores exportadores mundiais, sendo seus principais compradores: Hong Kong, China, Egito, Rússia, Irã e Chile. Verificou-se que, nos anos de 2007 a 2016, o Brasil apresentou oscilações nos cálculos dos índices de vantagem comparativa revelada e market share e com certa estabilidade para o índice de competitividade revelada. Portanto, o presente trabalho contribui para verificar o desempenho da competitividade brasileira no comércio internacional de carne bovina nos últimos dez anos.

 

 

Keywords


carne bovina, competitividade, índices de competitividade.

References


ABIEC (Brasil). Abates. 2018. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018

ABIEC (Brasil). Perfil da Pecuária no Brasil. São Paulo: Abiec - Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne, 2018. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

ANUALPEC. Anuário da Pecuária Brasileira. 22 ed. Instituto FNP, São Paulo, SP, Brasil, 2017.

AURÉLIO NETO, O. P. Estratégia Espacial no Mercado Mundial de Carne: a internacionalização do setor frigorífico brasileiro. 2018. 383 f. Tese (Doutorado) - Curso de Geografia, Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018

AURÉLIO NETO, O. P. O Brasil no mercado mundial de carne bovina: análise da competitividade da produção e da logística de exportação brasileira. Ateliê Geográfico, [s.i.], v. 12, n. 2, p.183-204, 18 nov. 2018. Universidade Federal de Goiás. http://dx.doi.org/10.5216/ag.v12i2.47471.

BALASSA, B. Trade Liberalization and Revealed Comparative Advantage. The Manchester School of Economics and Social Studies, v. 33, p. 99-123, 1965.

BARAT, J. Gargalos e desenvolvimento. Revista Rumos: Economia e Desenvolvimento para os Novos Tempos, v. 36, n. 264, p. 20, 2012

BARBOSA, W. de F. et al. Desempenho Exportador do Setor de Carnes em Santa Catarina. Textos de Economia, Florianópolis, v. 14, n. 2, p.70-93, jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

BARNEY, J. B. Gaining and sustaining competitive advantage. Upper Saddle River: Prentice Hall, 2001.

BRASIL. EMBRAPA. (Org.). Qualidade da carne bovina. 2018. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018.

BRASIL. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Pecuária Municipal. 2017. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018.

BRASIL. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Trimestral do Abate de Animais. 2018. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018.

BRASIL. PORTAL ÚNICO SISCOMEX. (Org.). Tarifa Externa Comum - TEC. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

BRITTO, J. Cooperação Tecnológica e Aprendizado Coletivo em Redes de Firmas: sistematização de conceitos e evidências empíricas, In: XIX Encontro Nacional de Economia da ANPEC, Salvador, 11-14. dez, 2001.

BUHSE, A. P., et. al. Competitividade das exportações da carne bovina dos países do Mercosul: uma análise a partir do Constant-Market-Share. Perspectiva Econômica, v.10, n. 2, p. 94-106, 2014.

CARVALHO, M. A. Comércio agropecuário brasileiro no MERCOSUL. Informações Econômicas, v. 29, p. 7-22, 2001.

CAVALCANTI, I.T. do N.; GUEDES, J.F. de C. Cálculo do índice de vantagem comparativa revelada para a exportação da soja em grãos do estado da Bahia de 2004 a 2014. In: ENCONTRO DE ECONOMIA BAHIA, 11., 2015. Anais... . 2015. p. 41 - 52. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

COMEX STAT. Sistema de Análise das Informações de Comercio Exterior. 2019. Disponível em: . Acessado em: 16 mar. 2019.

CONTO, S. M. de; et al. A inovação como fator de vantagem competitiva: estudo de uma cooperativa produtora de suco e vinho orgânicos. Gestão & Produção, [s.l.], v. 23, n. 2, p.397-407, 17 maio 2016. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/0104-530x1677-14. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

COSTA, E. J. S. C. Avaliação do desempenho logístico de cadeias produtivas agroindustriais: um modelo com base no tempo de ciclo. 2002. 182 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia de Transportes, Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2002

DIAS-FILHO, M. B. Produção de Bovinos a Pasto na Fronteira Agrícola. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2006. 34 p. (Embrapa Amazônia Oriental. Documentos, 368). Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

DIAS-FILHO, M. B.; ANDRADE, C. M. S. Pastagens no Trópico Úmido. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2006. 30 p. (Embrapa Amazônia Oriental. Documentos, 241). Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

DILL, M. D. et al. Análise comparativa da competividade do Brasil e EUA no mercado internacional da carne bovina. Revista Ceres, Viçosa, v. 60, n. 6, p.765-771, nov. 2013

EMBRAPA. Qualidade da carne bovina. Disponível em: . Acesso em: 04 set. 2018.

ESALQ-USP. Conheça as raças bovinas mais populares que formam o rebanho brasileiro. 2018. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018.

FAO - Food and Agriculture Organization of the United Nations. Base de dados estatísticos – Faostat Agriculture. 2019. Disponível em: < http://www.fao.org/faostat/en/#compare>. Acesso em: 16 mar. 2019.

FARINA, E. M. M. Q.; ZYLBERSZTAJN, D. Introdução e conceitos. In: ____. Competitividade no agribusiness brasileiro. São Paulo: FEA-USP, v. 1., 1998.

FLORINDO, T. J. et al. COMPETITIVIDADE DOS PRINCIPAIS PAÍSES EXPORTADORES DE CARNE BOVINA NO PERÍODO DE 2002 A 2013. Revista de Economia e Agronegócio, [s.l.], v. 12, n. 1, p.70-90, jun. 2015.

GOMES, R. da C.; FEIJÓ, G. L. D.; CHIARI, L. Evolução e Qualidade da Pecuária Brasileira. Embrapa Gado de Corte, Campo Grande, mar. 2017. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018.

HAGUENAUER, L. Competitividade: conceitos e medidas: uma resenha da bibliografia recente com ênfase no caso brasileiro. Texto para discussão, n. 211, 1989.

IGREJA, A. C. M. et al. Fator locacional na produção brasileira de carne bovina: uma análise comparada utilizando estatísticas de produção inspecionada versus produção total. Agric, São Paulo, v. 53, n. 1, p.63-80, jun. 2006.

IGREJA, A. C. M.; BLISKA, F.M.M. Eficiência econômica da substituição das pastagens cultivadas para Unidades da Federação da Região Sul e no Estado de São Paulo. In: 16 CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 41.Juiz de Fora, MG. Anais ...Juiz de Fora: SOBER, de 27 a 30 jul. 2003 (CDROM).

JBS. JBS INVESTE NA IMPORTAÇÃO DE CORTES ESPECIAIS DE CARNE BOVINA IN NATURA PARA O VAREJO. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

KUPFER, D. Padrões de concorrência e competitividade. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 9., 1992, Campos do Jordão, S.P. Anais... Brasília: ANPEC, 1992. p.261-281.

LASTRES, H. M.m.; CASSIOLATO, J. E. Arranjos Produtivos Locais: Uma Nova Estratégia De Ação Para O Sebrae: Glossário de Arranjos e Sistemas Produtivos e Inovativos Locais. Rio de Janeiro, 2003.

LEISHMAN, D., MENKHAUS, D. J., WHIPPLE, G. D. Revealed Comparative Advantage and the Measurement of International Competitiveness for Agricultural Commodities: An Empirical Analysis of Wool Exporters. 1999

LIMA, C. E. et al. Caracterização das exportações e da competitividade internacional do complexo de carnes brasileiro. Santa Catarina: Apec Unesc, 2012.

LIMA DE PAULA, Sérgio Roberto; FAVERET FILHO, Paulo. Exportações de carne bovina: desempenho e perspectivas. Revista BNDES Setorial, n. 14, p. 28-46, set. 2001.

MACHADO, T. de A.; ILHA, A. da S.; RUBIN, L. da S. Competitividade da carne bovina brasileira no comércio internacional (1994-2002). Cadernos PROLAM/USP, São Paulo, ano 6, v. 1, p. 87-101, 2007.

MARIOTTO, F. L. O conceito de competitividade da empresa: uma análise crítica. Revista de Administração de Empresas, [s.l.], v. 31, n. 2, p.37-52, jun. 1991. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0034-75901991000200004. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2018

MARQUES, M. B. et al. A Competitividade da Carne Bovina de Mato Grosso do Sul: uma Análise das Vantagens Comparativas Reveladas. Centro de Ciências, Economia e Informática, Urcamp, v. 22, n. 37, p.1-18, nov. 2017

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (MAPA). Indicadores AGROSTAT. 2018. Disponível em: . Acesso em: 24 out. 2018.

PIRES, J. A. de A. A cadeia produtiva de carne bovina no Brasil: mercado internacional e nacional. In: II SIMPÓSIO DE PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE, 2., 2001, Viçosa. Anais... Viçosa: UFV, 2001. p. 1 - 18. Disponível em: . Acesso em: 01 dez. 2018.

PORTER, M. E. Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Elsevier, 1989.

RICARDO, D. Princípios de Economia Política e Tributação. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

RODRIGUES, P. R. A. Introdução aos sistemas de transporte no Brasil e à logística internacional. 4. ed. São Paulo: Aduaneiras, 2011. 246 p.

SALVATORE, D. Economia Internacional. 6. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos (LTC), 2000

SILVA, M. L. da et al. Análise Da Competitividade Dos Principais Complexos Exportadores Do Agronegócio Gaúcho. Sinergia, Rio Grande, v. 1, n. 20, p.9-18, 2016. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2019.

SOUZA, F. P. O Mercado da Carne Bovina no Brasil. Rev. Acad., Ciênc. Agrár. Ambient., Curitiba, v. 6, n. 3, p.427-434, jul. 2008

SMITH, A. A riqueza das nações: investigação sobre sua natureza e suas causas. São Paulo: Abril Cultural, 1983, v. I

TSCHÁ, E. R; FILHO, M. X. P.; FAVERO, L. A. A competitividade brasileira no mercado mundial de carne bovina In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 44., 2006, Fortaleza. Anais... [s. l.: s. n], 2006.

USDA. UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE (USDA). 2018. Disponível em: . Acesso em 15 nov. 2018.

VICENSOTTI, J. M.; MONTEBELLO, A. E. S.; MARJOTTA-MAISTRO, M. C. Competitividade brasileira no comércio exterior da carne bovina. Revista Ipecege, [s.l.], v. 5, n. 1, p.7-18, 22 mar. 2019. I-PECEGE. http://dx.doi.org/10.22167/r.ipecege.2019.5.7.

VOLLRATH, T. L. Competitiveness and protection in world agriculture. Agriculture: Information Bulletin, Washington, n.567, July 1989.

WTO Data. 2019. Disponível em: . Acesso em: 22 mar. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-089.