Para uma educação libertadora: a disciplina e (in) disciplina em questão / Towards a liberating education: discipline and (in)discipline in question

Evanileide Patrícia Lima Figueira, Elianeth Dias Kanthack Hernandes

Abstract


Nesse trabalho, compreendemos que as questões disciplinares se fazem presentes em todas as etapas de ensino, inclusive na Educação Infantil, e que os distintos entendimentos sobre a disciplina e indisciplina presente nos âmbitos educacionais orientam as práticas educativas no enfrentamento à problemática, delineando o tipo de intervenção, de mediação e de relações estabelecidas junto as crianças, assim como a disciplina a ser almejada e constituída. Temos como pressuposto que a Educação Infantil, em função do atendimento às crianças pequenas, é revestida por particularidades condizentes com a especificidade dos sujeitos que a compõe, e que a educação como prática de liberdade é favorável as necessidades de desenvolvimento e aprendizagem das crianças. Desse modo, assumimos como objetivo desse trabalho refletir sobre a relação estabelecida entre as diferentes concepções de disciplina e indisciplina e a educação libertadora a partir do referêncial teórico de Paulo Freire e demais autores, utilizando para isso uma pesquisa bibliográfica e exploratória. Os resultados demosntraram a relação estreita entre a disciplina como forma de controle e a educação para opressão, bem como, a da disciplina como instrumento de liberdade e a educação para libertação, colocando em evidência o papel determinante que tais percepções assumem na construção da relação pedagógica, que a depender da sua configuração, pode vir a favorecer a autonomia ou submissão.


Keywords


Disciplina, Indisciplina, Educação Infantil, Educação Libertadora

References


AQUINO, J. G. et.al. Indisciplina na Escola. São Paulo: Summus. 1996.

ARAÚJO, U. F. de. Moralidade e indisciplina; uma leitura possível a partir do referencial piagetiano. In: AQUINO, J. G. (Org.) Indisciplina na escola: alternativas Teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. p.103-115.

BARROS, A. J. P. de; LEHFELD, N. A. de. S. Fundamentos de Metodologia: um guia para iniciação cientifica. São Paulo: McGraw-Hill, 1986.

DEVRIES, R.; ZAN, B. A ética na educação infantil: o ambiente sócio-moral na escola. Porto Alegre: Artmed, 1998.

FOUCAULT, M. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1999.

FRANZOLOSO, M. R. A importância da Afetividade na compreensão da moralidade e da Indisciplina na Educação Infantil. In: Anais do VII Seminário Indisciplina na Educação Contemporânea, 2012, Curitiba. Curitiba: UTP. 313-325

FREIRE, P. Dialogando sobre disciplina com Paulo freire. In: Disciplina na Escola: Autoridade versus autoritarismo. São Paulo: EPU, 1989.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. 14. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GUIMARÃES, A. Indisciplina e violência: ambiguidade dos conflitos na escola. In: AQUINO, J. G. (Org.) Indisciplina na escola: alternativas Teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. pp. 73-82.

LA TAILLE, Y de. A indisciplina e o sentimento de vergonha. In: AQUINO, J. G. (Org.) Indisciplina na escola: alternativas Teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. p. 09-24.

PASSOS, L.F. A indisciplina e o cotidiano escolar: novas abordagens, novos significados. In: In: AQUINO, J. G. (Org.) Indisciplina na escola: alternativas Teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. pp. 117-127.

REGO, T. C. R. A indisciplina e o processo educativo: uma análise na perspectiva vygotskiana. In: AQUINO, J. G. (Org.) Indisciplina na escola: alternativas Teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1996. pp. 83-101.

SÁTIRO, A. Brincar de pensar: com crianças de 3 a 4 anos. São Paulo: Ática, 2012. 159 p.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Indisciplina e disciplina escolar – fundamentos para o trabalho docente. São Paulo: Cortez, 2009.

VINHA, T. P. O educador e a moralidade infantil: uma visão construtivista. Campinas: Mercado de Letras. 2000. 623 p.

VINHA, T. P.; LICCIARDI, L. M. S. Os conflitos interpessoais na infância e o ambiente escolar. In: GARMS, G. M. Z; RODRIGUES, S. A. (Org.s). Temas e dilemas pedagógicos da educação infantil: desafios e caminhos. Campinas: Mercado de letras, 2012. pp. 173-211.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-440

Refbacks

  • There are currently no refbacks.