Resíduos de serviços de saúde – RSS, o caso da região norte / Waste from health services - RSS, the case of the northern region

Mário Marcos Moreira Da Conceição, José Igor Silva Mendes, Gabriel Dos Santos Chagas, João Paulo Sousa da Silva, Marília Palheta da Silva, Washington Aleksander Savaris dos Santos, Caio César Abreu Carneiro, Fagner Lopes Guedes, Samille Conceição Dias, Annanda Gabriely Moura de Souza, Jackeline Alves Machado, Antônio Gama Paiva, Larissa Lopes Barroso, Adriana Santos da Silveira, Antônio Pereira Júnior

Abstract


Na atualidade, o manejo deficiente dos RSS é um problema de saúde pública, acarretando complicações tanto para a saúde ambiental como para a saúde da população. Neste contexto elaborou-se esta pesquisa na Região Norte, com objetivo de diagnosticar os índices de produção e descarte de RSS e verificar a influência político ambiental entre os anos de 2014 a 2018 na gestão/gerenciamento desses resíduos. A coleta dos dados secundários foi efetuada a partir de acesso a plataforma de dados livres do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil publicado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais – ABRELPE. Foi efetuada uma análise quantiqualitativa dos RSS e da geração per capta na região norte entre os anos de 2014 a 2018, além de analisar os tipos de disposição final dada a estes resíduos. Os dados obtidos também indicaram que 2015 e 2017 foram os anos que corresponderam a maiores produções de RSS e em 2018 esse valor foi o menor dos cinco anos em questão. Além disso, a média da produção destes resíduos foi decrescente desde 2014 até 2018 de 2014 e 2018, todos os Estado objetos desta pesquisa apresentaram queda na produção percapta destes resíduos, com destaque para Roraima (-0,100 kg). A destinação ou disposição final do RSS ainda continua sendo um desafio na Região Norte, uma vez que entre 2014 e 2018 a maior proporção desses resíduos receberam outras formas de disposição final além de Incineração e Autoclave, o que induz ainda a práticas irregulares deste processo. Dessa forma, é necessária a mobilização dos gestores públicos municipais de saúde juntamente com os gestores dos serviços e demais profissionais atuantes em órgãos ambientais para que seja efetivada políticas públicas voltadas a sensibilização dos profissionais na prática eficiente nos planos de gerenciamento desses resíduos.


Keywords


saúde pública, disposição final, políticas públicas.

References


ABRELP. Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais. Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil. São Paulo, 2014-2018.

RIZZON, Fernanda; NODARI, Cristine Hermann; REIS, Zaida Cristiane dos. Desafio no Gerenciamento de Resíduos em Serviços Públicos de Saúde. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, [S.L.], v. 04, n. 01, p. 40-54, 1 jun. 2015. University Nove de Julho. http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v4i1.141.

ANDRÉ, Silvia Carla da Silva; VEIGA, Tatiane Bonametti; TAKAYANAGUI, Angela Maria Magosso. Geração de Resíduos de Serviços de Saúde em hospitais do município de Ribeirão Preto (SP), Brasil. Engenharia Sanitaria e Ambiental, [S.L.], v. 21, n. 1, p. 123-130, mar. 2016. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-41520201600100140092.

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC n.222/2018. Brasília: ANVISA, 2018. Disponível em: https://www.cff.org.br/userfiles/file/RDC%20ANVISA%20N%C2%BA%20222%20DE%2028032018%20REQUISITOS%20DE%20BOAS%20PR%C3%81TICAS%20DE%20GERENCIAMENTO%20DOS%20RES%C3%8DDUOS%20DE%20SERVI%C3%87OS%20DE%20SA%C3%9ADE.pdf

CAFURE, V. A.; PATRIARCHA-GRACIOLLI, S. R.. Os resíduos de serviço de saúde e seus impactos ambientais: uma revisão bibliográfica. Interações, Campo Grande, v.16, n.2, p.301-314, 2015.. http://dx.doi.org/10.1590/151870122015206.

CEREZINI, M. T.; AMARAL, K. M.; POLLI, H. Q. Avaliação dos aspectos e impactos ambientais em uma instituição de ensino com o uso da ferramenta FMEA. Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade. São Paulo, v. 11, n. 1, p.13-12, jun. 2016.

CONCEIÇÃO et al. Crescimento populacional e geração de resíduos sólidos: o caso da região norte. Brazilian Journal Of Development, [S.L.], v. 6, n. 2, p. 7936-7947, 2020. http://dx.doi.org/10.34117/bjdv6n2-195.

CONAMA. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução no 358, de 29 de abril de 2005. Dispõe sobre o tratamento e a disposição final dos resíduos dos serviços de saúde e dá outras providências. Brasília: CONAMA, 2005.

GERHARDT, T. E.; SILVEIRA, D. T. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

GESSNER, et al. O manejo dos resíduos dos serviços de saúde: um problema a ser enfrentado. Cogitare Enferm. Jan/Mar; p. 117-23, 2013.

GIL. A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. Ed. São Paulo: Atlas, 2008.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estimativa da população. 2018. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/sociais/populacao/9103-estimativas-depopulacao.html?=&t=o-que-e.

JACOBI, P. R.; BESEN, G. R. Gestão de resíduos sólidos em São Paulo: desafios da sustentabilidade. Estudos Avançados, São Paulo, v. 71, n. 25, abr. 2011.

KHOBRAGADE, D. S.. Health care waste: avoiding haszards to living and nonliving environment by efficient management. Fortune J Health Sci., v.2, n.2, p.14-29, 2019.

LEITE, A. C.; SANTANA, J. L. Direito Ambiental brasileiro em Perspectiva. 2º ed.

Curitiba: Rideel, 2010. p. 58.

MADERS, Gláucia Regina; CUNHA, Helenilza Ferreira Albuquerque. Análise da gestão e gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde (RSS) do Hospital de Emergência de Macapá, Amapá, Brasil. Engenharia Sanitaria e Ambiental, [S.L.], v. 20, n. 3, p. 379-388, set. 2015. http://dx.doi.org/10.1590/s1413-41522015020000137607.

MOTA,J.A.; ALVAREZ, A.R. Diagnóstico dos Resíduos Sólidos Urbanos. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – ipea, Brasília, 2012

MOURA, Galeno Ribeiro de; SERRANO, André Luis Marques; GUARNIERI, Patricia. ANÁLISE SOCIOECONÔMICA DOS CATADORES DE LIXO NO DISTRITO FEDERAL. Holos, [S.L.], v. 3, p. 251, 23 jun. 2016. http://dx.doi.org/10.15628/holos.2016.1857.

Munyai. O., Nunu. W. N. (2020). Efeitos na saúde associados à proximidade de pontos de coleta de lixo no município de Beitbridge, Zimbábue. Wast Management, 105 (1), 501-510.

OLIVEIRA, Luana Pontes, et al. FATORES ASSOCIADOS AO MANEJO ADEQUADO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE ENTRE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM. Revista Baiana de Enfermagem?, [S.L.], v. 32, n. 1, p. 1-11, 20 mar. 2018. http://dx.doi.org/10.18471/rbe.v32.25104.

OLIVEIRA, M. F. Metodologia científica: manual para a realização de pesquisas em Administração. Goiás: Catalão, 2011. 72 p.

QUEIROZ, Neucy Teixeira; VIEIRA, Eloir Trindade Vasques. Gestão de resíduos sólidos na zona urbana do Município de Varzelândia, Minas Gerais, Brasil: um olhar pela via da gestão municipal e impressões da população. Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, [S.L.], v. 5, n. 9, p. 141-156, 2018. http://dx.doi.org/10.21438/rbgas.050909.

(ROSA, Lívia Rech da; STEDILE, Nilva Lucia Rech. Resíduos de Serviço de Saúde Presentes na Coleta Seletiva: uma análise dos riscos aos catadores. Scientia Cum Industria, [S.L.], v. 8, n. 1, p. 1-6, 1 mar. 2020. http://dx.doi.org/10.18226/23185279.v8iss1p1.

RANA, R.; GANGULY, R.; GUPTA, A. K. Evaluation of solid waste management in satellite towns of mohali and Panchkula–India. The Journal of Solid Waste Technology and Management. Philadelphia, v. 43, n.4, p. 280-294, mar. 2017.

RICARDO, Douglas Linz; OROZCO, Margarita María Dueñas. Caracterização física dos resíduos sólidos domiciliares do município de ROLIM DE MOURA - RONDÔNIA - BRASIL. Revista Aidis de Ingeniería y Ciencias Ambientales. Investigación, Desarrollo y Práctica, [S.L.], v. 11, n. 3, p. 362, 6 dez. 2018. http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2018.11.3.58252.

SANTOS et al. Acondicionamento dos resíduos sólidos dos serviços de saúde nas unidades básicas de saúde (UBS) do município de CAICÓ/RN. 2014. Hygeia V. 10, n.18, p. 46 - 57, Jun. 2014.

SCHUELER, A. S., KZURE, H., RACCA, B. Como estão os resíduos urbanos nas favelas cariocas? Revista Brasileira de Gestão Urbana, v. 10, n.1, p.213-230. 2018. DOI: 10.1590/2175-3369.010.001.

SCHNEIDER, Vania Elisabete; STEDILE, Nilva Lúcia Rech; BIGOLIN, Marcio; PAIZ, Janini Cristina. Management Information System (MIS): tool for monitoring the waste management health service (rss) and cost of treatment. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, [S.L.], v. 2, n. 1, p. 166-188, 1 jun. 2013.. http://dx.doi.org/10.5585/geas.v2i1.18.

SILVA, J. X.; ZAIDAN, R. T. Geoprocessamento e Análise Ambiental: Aplicações. 6° ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012. p. 120.

UEHARA, Sílvia Carla da Silva André; VEIGA, Tatiane Bonametti; TAKAYANAGUI, Angela Maria Magosso. Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde em hospitais de Ribeirão Preto (SP), Brasil. Engenharia Sanitaria e Ambiental, [S.L.], v. 24, n. 1, p. 121-130, fev. 2019. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-41522019175893.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n4-539

Refbacks

  • There are currently no refbacks.