A escrita docente como estratégia para reflexão sobre a prática educativa no curso de especialização em educação / Teacher writing as a strategy for reflection on Educational practice in the education specialization course

Patricia Pinto Wolffenbuttel, Patricia Thoma Eltz

Abstract


A indissociabilidade entre prática educativa e reflexão sobre a prática compõe a base teórico-epistemológica deste estudo. Essa pesquisa de abordagem qualitativa do tipo investigação-ação teve como questão norteadora se propostas de escrita acadêmica, em distintos momentos da formação continuada de docentes da educação básica, contribuem para reflexão crítica sobre sua prática educativa. Complementar a esse problema buscou-se analisar a escrita acadêmica de docentes em formação continuada a fim de identificar possíveis contribuições à reflexão crítica sobre sua prática educativa. O estudo teve início com a proposição do curso de especialização em educação “Práticas educativas para o aprender”, mais especificamente, no processo seletivo para o preenchimento das vagas oferecidas. Os dados foram coletados em quatro momentos distintos: o primeiro instrumento utilizado foi a “carta de intenções” solicitada no processo seletivo em que o candidato ao curso deveria discorrer sobre a percepção crítica de seu papel de educador na sociedade. O segundo momento, ao final do primeiro módulo do curso, os alunos, docentes da educação básica, foram instigados a pensar sobre suas experiências procurando identificar situações em que puderam refletir, reorganizar e melhorar sua prática educativa. O terceiro momento reuniu dados a partir de nova proposta narrativa relacionada à avaliação, em que os docentes foram provocados a refletir sobre como foram avaliados em situação de alunos no passado e em como avaliam o processo de ensino e aprendizagem atualmente. O quarto momento, ao final do curso, os alunos desenvolveram e apresentaram seus Trabalhos de Conclusão de Curso. Os fundamentos teóricos freireanos sustentam que a reflexão sobre a ação educativa é um momento essencial, pois, é pensando criticamente a prática já vivida que se pode melhorar a próxima. O professor pode aprender a partir da prática, através da prática e para a prática, na medida em que esta constitui o ponto de partida e o suporte de sua reflexão. A pesquisa encontra-se em andamento e como resultados parciais, constatamos que: no primeiro instrumento, anterior ao início do curso, apesar da solicitação, a maioria não evidenciou qualquer análise reflexiva de seu papel de educador na sociedade. Assim, inferimos que é essencial provocar os docentes à reflexão em formação continuada e que seja oportunizada a escrita narrativa como forma de expressão e reflexão sobre o seu fazer docente, já que no terceiro momento, observamos novos posicionamentos para vários alunos-docentes, com indicadores de percepção crítica sobre a própria prática.

 


Keywords


formação continuada; escrita narrativa; reflexão; prática educativa.

References


ALARCÃO, Isabel (org.). Formação Reflexiva de Professores: Estratégias de

Supervisão. Portugal: Porto Editora, 2007.

ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 3ed. São Paulo: Cortez, 2004.

BECKER, Fernando. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2001.

CHENÉ, Adéle. A narrativa de formação e a formação de formadores. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (Orgs.). O método (auto)biográfico e a formação, Lisboa: Ministério da Saúde / DRHS? Centro de Formação e Aperfeiçoamento Profissional, 1988.

FORMOSINHO, Julia. A investigação-ação e a construção de conhecimento profissional relevante. In: PIMENTA, Selma; FRANCO, Maria (Orgs.) Pesquisa em educação: possibilidades investigativas/formativas da pesquisa-ação. v 2. São Paulo: Loyola, 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 40ed. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

GARCIA, Carlos Marcelo. A formação de professores. In: NOVOA, Antonio. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança

e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2006.

MACEDO, Lino de. Ensaios pedagógicos: como construir uma escola para todos?

Porto Alegre: Artmed, 2005.

MINAYO, Maria Cecília. (Org.) Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 34ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

PÉREZ GÓMEZ, Angel. O pensamento prático do professor. IN: NÒVOA, Antonio.

Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

PORTO, Yeda da Silva. Formação Continuada: a prática pedagógica recorrente. IN:

MARIN, Alda Junqueira. Educação Continuada. São Paulo: Papirus, 2004.

SCHÖN, D. A. Formar professores como profissionais reflexivos. IN: NÓVOA, A

(org). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, p.77-92, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-108