O conflito na Ucrânia entre 2014 e 2018 e seu impacto na segurança internacional / Conflict in Ukraine between 2014 and 2018 and its impact on international security

Kaiser David Vargas Konrad, Humberto José Lourenção

Abstract


A guerra no Leste da Ucrânia completa quatro anos em 2018. Embora os Acordos de Minsk, em 2014, tenham freado o avanço do conflito, naquele momento apenas serviram para dar uma satisfação para a comunidade internacional, dizendo que os líderes europeus se preocupavam com o que estava acontecendo e dessa forma evitar um confronto direto entre os Exércitos da Rússia e Ucrânia pela posse daquela região, acontecimento que representaria uma séria ameaça à paz Internacional. A anexação da Crimeia e o conflito no leste ucraniano provocaram a maior crise entre a Rússia e o Ocidente desde o final da Guerra Fria, e tinha potencial para ir mais além. Os acontecimentos de 2014 foram resultados de uma grande operação encoberta conduzida pela inteligência militar russa no exterior (Glavnoye Razvedyvatelnoye Upravlenie - GRU), que colocou mais uma vez em prática a Maskirovka, ou engodo militar, desta vez fazendo uso dos modernos recursos tecnológicos do século 21. A manobra teve um objetivo estratégico claro, enfraquecer e manter a Ucrânia na zona de influência russa, impedindo qualquer possibilidade ingresso na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e na União Europeia. Através de uma revisão bibliográfica e de uma pesquisa realizada in loco ao longo dos últimos quatro anos, através de extensa cobertura jornalística do autor, este artigo busca elucidar os acontecimentos ocorridos na Crimeia e no leste da Ucrânia, o emprego da Maskirovka pela Rússia, atualizado ao cenário do século XXI sob forma de uma moderna guerra híbrida, e analisar a importância do assunto à luz do estudo da Segurança Internacional.

 

 


Keywords


Maskirovka – Donbas – Crimeia.

References


DE MORAES, Marcio Senne. Kiev deu início tanto à Ucrânia quanto à Rússia. Folha de São Paulo. Disponível em . Acesso em 12 agosto 2018.

Joseph Cirincione, Jon B. Wolfsthal, Miriam Rajkumar, Deadly Arsenals: Nuclear, Biological, and Chemical Threats, (Washington, DC, Carnegie Endowment for International Peace, 2005, pp. 378-379.

KINSON, Khrystyna. “Holodomor", ou como Stalin matou de fome milhões de ucranianos de fome. UOL. Disponível em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2017/11/27/holodomor-ou-como-stalin-matou-de-fome-milhoes-de-ucranianos.htm. Acesso em 12 agosto 2018.

"Statement by the Representative of the Delegation of Ukraine," First Committee of the 69th Session of the General Assembly of the United Nations, 10 October 2014, www.statements.unmeetings.org.

ARANHA, Frederico. Guerra de Nova Geração na Ucrânia. Colapso da Capacidade de Resistência. Defesanet. 30 setembro 2015. Disponível em . Acesso em 22 abril 2017.

Arms Control Association. Nuclear Weapons: Who Has What at a Glance. Disponível em < https://www.armscontrol.org/factsheets/Nuclearweaponswhohaswhat> . Acesso em 29 junho 2018.

AXE, David. Ukraine Has Lost Half Its Warplanes. War is boring. 25 janeiro 2015. Disponível em https://warisboring.com/ukraine-has-lost-half-its-warplanes/. Acesso em 4 junho 2018.

BUZAN, Barry; WÆVER, Ole; WILDE, Jaap de. Security: a new framework for analysis. Boulder: Lynne Rienner, 1998.

BUZAN, B.; WÆVER, O.; Regions and Powers. The Structure of International Security. Cambridge University Press. 2003. 564p.

DOUTRINA MILITAR TERRESTRE EM REVISTA, Equipe. Edição completa. Doutrina Militar Terrestre em Revista, [S.l.], v. 4, n. 9, jan. 2016. ISSN 2317-6350. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2018.

LINDLEY-FRENCH, Julian. NATO: Countering Strategic Maskirovka. Canadian Defence & Foreign Affairs Institute. Disponível em < https://d3n8a8pro7vhmx.cloudfront.net/cdfai/pages/543/attachments/original/1432247421/NATO_Countering_Strategic_Maskirovka.pdf?1432247421>. Acesso em 02 agosto 2018.

Flight MH17 shot down by Russian-built Buk missile, Dutch report says. Reuters. Disponível em . Acesso em 25 setembro 2017.

KONRAD. K. Uma nova Guerra Fria na Ucrânia. Tecnologia & Defesa, São Paulo, n. p. , abr/mai. 2016.

Maskirovka’ is Russian Secret War. The war is boring. 26 agosto 2014. Disponível em: . Acesso em 29 setembro 2014.

MEARSHEIMER. John. J. Why the Ukraine Crisis Is the West’s Fault. Foreign Affairs. Sep.Oct 2014. Disponível em < http://www.foreignaffairs.com/articles/141769/john-j-mearsheimer/why-the-ukraine-crisis-is-the-wests-fault>. Acesso em 27 outubro 2014.

Nuclear Weapons: Who has what at a glance. Arms Control Association. Disponível em https://www.armscontrol.org/factsheets/Nuclearweaponswhohaswhat . Acesso em 24 setembro 2017.

OSBORNE, Samuel. Flight MH17 shot down by Russian military-sourced missile, investigators conclude. Independent. 24 maio 2018. Disponível em . Acesso em 4 junho 2018.

PETERSON, Nolan. Why the War in Ukraine Matters to America. The Daily Signal. Disponível em http://dailysignal.com/2017/12/15/why-the-war-in-ukraine-matters-to-america/. Acesso em: 02 janeiro 2018.

POCOCK, Chris. Ukraine Has Lost 22 Aircraft to Rebel Forces. AIN Online. Disponível em http://www.ainonline.com/aviation-news/defense/2014-11-26/ukraine-has-lost-22-aircraft-rebel-forces. Acesso em 24 setembro 2017.

POMERANZ. A crise na Ucrânia. Junho 2014. Disponível em: . Acesso em 30 setembro 2014.

PRAZERES. J.P. O conflito na Ucrânia sob o ponto de vista da segurança e defesa. Jornal de Defesa e Relações Internacionais. 2014. 28 p.

ROBERTS, JAMES Q. Maskirovka 2.0: Hybrid Threat, Hybrid Response. Center for Special Operations Studies and Research. Disponível em < http://www.dtic.mil/dtic/tr/fulltext/u2/1007494.pdf>. Acesso em 02 agosto 2018.

RACHKEVYCH. M. Ukrainian Air Force Has Lost 18 Combat Aircraft in Fighting With Rebels Since April 2014. Kyiv Post. 22 agosto 2016. Disponível em: http://www.matthewaid.com/post/95467830636/ukrainian-air-force-has-lost-18-combat-aircraft-in>. Acesso em 03 agosto 2015.

SHARKOV, Damien. Putin congratulates Russian special forces in Crimea anniversary. Disponível https://www.newsweek.com/putin-congratulates-russian-special-forces-crimea-anniversary-561760. Acesso em 28 de julho de 2018.

SINCLAIR, N. Velha Geração. A Evolução — e Não uma Revolução — do Modo de Guerra Russo. Military Review. Disponível em < https://www.armyupress.army.mil/Portals/7/military-review/Archives/Portuguese/MilitaryReview_20160930_art005POR.pdf>. Acesso em 29 julho 2018.

SLOBODA. P.M. A anexação da Crimeia pela Rússia: uma análise jurídica. Centro de Direito internacional. 2014. 22 p.

THE UNITED STATES ARMY SPECIAL OPERATIONS COMMAND. “Little Green Men”: A Primer on Modern Russian Unconventional Warfare, Ukraine 2013-2014. Fort Bragg, 2015. 78p.

WINID. B. “É preciso diversificar para evitar a dependência”: Entrevista com o Vice-Ministro de Relações Exteriores da Polônia, país que deseja uma parceria de longo prazo com o Brasil. Tecnologia & Defesa, São Paulo, n. , p. , mai/jun. 2014. Entrevista concedida a Kaiser Konrad.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-113