Avaliação do uso de aerolevantamentos com VANT e processos fotogramétricos para a determinação indireta de parâmetros geológicos estruturais / Evaluation of VANT aerial surveys and photogrammetric processes for indirect determination of structural geological parameters

Pedro Andrade Coelho, Alexandre Felipe Bruch, Angélica Cirolini, Marciano Carneiro, Thiago Feijó Bom, Marcos Phillipe Guimarães Faria

Abstract


O levantamento de dados estruturais em campo é um processo que despende tempo e recursos financeiros. Nessa temática, nos últimos anos, vem sendo propostas novas técnicas para o levantamento desses dados, principalmente com imagens de alta resolução obtidas com aerolevantamentos. Como ferramenta de aerolevantamento de alta resolução, os VANTs vieram para suprir essa demanda, com o levantamento rápido e de baixo custo para dados da superfície terrestre. Sendo assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar o uso de aerolevantamentos obtidos por VANT, assim como os processos fotogramétricos associados para a determinação indireta de parâmetros geológicos estruturais. A área de estudo é um afloramento situado no interior do município de Caçapava do Sul/RS, na localidade de Minas do Camaquã, às margens do curso médio inferior do arroio João Dias. Para o desenvolvimento da pesquisa, foi realizado um aerolevantamento com um VANT multirrotor e demarcados dez pontos de controle para as correções do mosaico. O mosaico fotogramétrico foi gerado no programa Agisoft PhotoScan, assim como o Modelo Digital de Elevação. Ambos produtos foram importados para o Sistema de Informações Georreferenciadas SPRING onde avaliou-se os parâmetros estruturais de direção e mergulho de camadas geológicas. Para comparação e verificação da acurácia dos dados, foi realizado um levantamento de campo com bússola digital, sendo os dados representados em diagrama de roseta e rede de Schmidt. Na avaliação dos lineamentos estruturais os resultados do aerolevantamento são muito próximos aos dados de campo, sendo que os lineamentos com continuidades espaciais maiores que 15 centímetros são identificáveis. Já na avaliação dos mergulhos, apesar dos resultados de campo e do aerolevantamento serem semelhantes, existe a dificuldade de compará-los, visto que os modos de representação em rede de Schmidt não estão disponíveis em ambiente SIG. Portando, os resultados deste trabalho demonstram que os aerolevantamentos com VANT podem ser utilizados para o levantamento de estruturas em campo, mas carece do desenvolvimento de ferramentas metodológicas, principalmente de representação de dados estruturais em um SIG.

 


Keywords


Aerolevantamentos, geologia estrutural, fotogrametria.

References


ALMEIDA, I. de C. et al. Estudo sobre o uso de veículo aéreo não tripulado (VANT) para mapeamento aéreo com fins de elaboração de projetos viários. Universidade Católica de Pernambuco. Recife, 2014.

ANDRADES FILHO, C. O.; FONSECA, L. M. G. Lineamentos Estruturais a partir de imagem Landsat TM e dados SRTM. In: XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR), 2009, Natal. Anais, SãoJosé dos Campos: INPE, 2009. P. 3151-3158.

BORBA, A. W. Evolução geológica da" Bacia do Camaquã"(Neoproterozóico e Paleozóico inferior do Escudo Sul-riograndense, RS, Brasil): uma visão com base na integração de ferramentas de estratigrafia, petrografia e geologia isotópica.Tese de Doutorado. PPG em Geociências. UFRGS. 2006.

BRUCH, A. F. A Mineração e a Paisagem Geoquímica na Sub-Bacia Hidrográfica do Arroio João Dias, Minas do Camaquã, Caçapava do Sul, RS. Tese (Doutor em Geografia) PPG em Geografia- UFRGS, Porto Alegre - RS. 2014. 303 p.

BRUCH, A. F.; CIROLINI, A. ; THUM, A. B. ; CARNEIRO, M. Avaliação da Acurácia das Cubagens de Volumes de Mineração através de Levantamentos Convencionais e Fotogramétricos. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 12, n. 1. p. 283-298, 2019.

BUFFON, E. A. M.; DA PAZ, O. L. S.; SAMPAIO, T. V. M. Uso de Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) para mapeamento das vulnerabilidades à inundação urbana: referenciais e bases de aplicação. Revista do Departamento de Geografia, p. 180-189, 2017.

CÂNDIDO, A. K. A. A.; SILVA, N. M.; PARANHOS FILHO, A. C. Imagens de alta resolução espacial de veículos aéreos não tripulados (VANT) no planejamento do uso e ocupação do solo. Anuário do Instituto de Geociências, v. 38, n. 1, p. 147-156, 2016.

CARRARO, C. C.; MEXIAS, A. S. Imagens de Sensoriamento Remoto no mapeamento de Lineamentos do Centro do Escudo Sul-Rio-Grandense. In: XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR), 2005, Goiânia. Anais, São José dos Campos: INPE, 2005. P. 1757-1764.

ETCHEBEHERE, M.L.C.; SAAD, A.R.; BISTRICHI, C.A.; GARCIA, M.J.; SILVA, M.F.; BEDANI, E.F. Modelo de evolução geológica da região do atual município de Atibaia (SP). Revista UnG – Geociências, Guarulhos (SP), v. 6, n. 1, p. 4-31. 2007.

FAGUNDES, M.; RODRIGUES, A.; IESCHECK, A. L. Uso de vant na cartografia: geração de base cartográfica tridimensional. DRONES E CIÊNCIA, p. 59. 2019.

FREIBERGER JUNIOR, J. Análise da degradação do posicionamento em tempo real com o emprego do GNR.. Dissertação (Mestrado em Ciências Geodésicas). Departamento de Geociências, Universidade Federal do Paraná. Curitiba. 2002. 136 p.

JAUD, M., PASSOT, S., LE BIVIC, R., DELACOURT, C., GRANDJEAN, P., LE DANTEC, N. Assessing the Accuracy of High Resolution Digital Surface Models Computed by PhotoScan and MicMac in Sub-Optimal Survey Conditions. Remote Sensing [online] 8/6. 2016.

MATIAS, G. R. M.; GUZATTO, M. P.; SILVEIRA, P. G. Mapeamento topográfico cadastral por integração de imagens adquiridas com vant a técnicas tradicionais. TCC em Engenharia Cartográfica. UFRGS. 2014.

PAIM, P. S. G.; CHEMALE JR, F.; LOPES, R. da C. A bacia do Camaquã. Geologia do Rio Grande do Sul, p. 231-274, 2000.

PAIM, P. S. G.; LOPES, R. C. Geologia da região das Minas do Camaquã. Ronchi, LH & Lobato, A.O.C. (Coords). Minas do Camaquã, um estudo multidisciplinar. São Leopoldo, p. 111-132, 2000.

PAIM, P. S. G.; JUNIOR, F. C.; WILDNER, W. Estágios evolutivos da Bacia do Camaquã (RS). Ciência e Natura, v. 36, n. 3, p. 183-193, 2014.

PALERMO, R. de A.; LEITE, T. C. Integração de levantamento fotogramétrico aéreo com o uso de VANT e levantamento fotogramétrico terrestre para o mapeamento tridimensional das ruínas de São Miguel das Missões. TCC Eng. Cartográf. UFRGS. 2013.

TROIAN, G. C. A Cloritização na Mina Uruguai, Minas do Camaquã/RS-Brasil. 2009.

VASUKI, Y. et al. Semi-automatic mapping of geological Structures using UAV-based photogrammetric data: An image analysis approach. Computers & Geosciences, v. 69, p. 22-32, 2014.

WINGE, M. Glossário Geológico Ilustrado. 2001. Acesso em 24 de junho de 2019 Disponível em: http://sigep.cprm.gov.br/glossario/




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n8-121