Análise das práticas associativistas e solidárias na associação de pescadores do municipio de Sumé – PB / Analysis of associative and solidary practices in the association of fishermen in the municipality of Sumé - PB

Lenilde Mérgia Ribeiro Lima, Arthur A. N. da Silva, Lígia Maria Ribeiro Lima, José Carlos Aguiar da Silva

Abstract


Cada vez mais o desenvolvimento econômico vem sendo um ponto a ser debatido por várias esferas, tanto política como social e também educacional, na busca de uma melhoria das condições de vida das pessoas em todos os seus aspectos (educacionais, saúde, lazer, emprego), de forma duradoura e com crescimento sustentável. As novas tecnologias que veem sendo empregadas e desenvolvidas na Associação de Pescadores do município de Sumé – PB estão diretamente ligadas a várias parcerias que são estabelecidas, buscando suprir suas necessidades e corrigindo seus pontos fracos. A partir daí, a educação entra em ação fazendo com que as pessoas busquem novas formas de se reeducar através de cursos e capacitações. Um projeto que vem sendo trabalhado através das mulheres que fazem parte da associação de pescadores é a traíra desfiada, que até pouco tempo era uma espécie de peixe que não agregava muito valor comercial. A metodologia deste trabalho caracterizou-se como descritiva, partindo da realidade da Associação de Pescadores do município de Sumé – PB. A pesquisa foi realizada através de visitas à Associação de Pescadores para a observação do trabalho e conversas informais com os membros associados. Com o trabalho de desfiar a traíra e a parceria com o PNAE, as mulheres associadas conseguiram agregar valor ao produto e, com isso, têm obtido o reconhecimento pelo seu trabalho, proporcionando melhoria de vida a todos os envolvidos, sendo um projeto caracterizado como de Economia Solidária, que proporciona renda e inclusão social para as pessoas ali envolvidas.

 

 


Keywords


Associativismo, Economia Solidária, Associação de Pescadores.

References


ARENDT, H. A condição humana, 8ª ed., Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

Art. 1o da Lei no 9.795 de abril de 1999.

BEZERRA, M. C. L.; BURSZTYN, M. (cood.). Ciência e Tecnologia para o desenvolvimento sustentável, Brasília: Ministério do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis: Consórcio CDS/ UNB/ Abipti, 2000.

CANTERLE, N. M. G. O associativismo e sua relação com o desenvolvimento, Francisco Beltrão-PR, Unioeste, 2004. Disponível em: www.unioeste.br. Acesso em: 17 de Julho de 2007.

CAVALCANTI, C. (org.). Desenvolvimento e Natureza: estudos para uma sociedade sustentável, São Paulo: Cortez, 2003.

FRANTZ, W. Desenvolvimento local, associativismo e cooperação, 2002. Disponível em: www.unijui.tche.br, Acesso em: 17 de Julho de 2013.

GAIGER, L. I. Os caminhos da Economia Solidária no Rio Grande do Sul. In: SINGER, P.; HANDERNGUCH, W. M. Economia Social, Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1961.

IRION, J. E. Cooperativismo e Economia Social, São Paulo: STS, 1997.

REBONATTO, C. A. T. A Cooperação e o Cooperativismo: retrospecto histórico, classificação e natureza jurídica das cooperativas. Revista Perspectivas Econômica, Ano XIX, nº 51, 1985, p. 9-52.

SACHS, I. Estratégias de Transição para do século XXI – Desenvolvimento e Meio Ambiente, São Paulo: Studio Nobel – Fundação para o desenvolvimento administrativo, 1993.

SCHWENGBER, A. Diretrizes para uma politica pública de economia solidaria no Brasil, Disponível em: www.mte.gov.br, Acesso: em 19 Agosto de 2013.

SINGER, P.; SOUZA, A. A economia solidária no Brasil, São Paulo: Contexto, 2000.

_________ Introdução à Economia Solidária, São Paulo: Perseu Abramo, 2002.

SOUZA, H. Acervo IBASE Memória, Novembro de 1993.

TIRIBA, L. V. Economia Popular e Produção de uma Nova Cultura do Trabalho: contradições e desafios frente à crise do trabalho assalariado, In: Educação e crise do Trabalho: Perspectivas de final de século, Org. Gaudêncio Frigotto – Petrópolis, RJ : Vozes, 1998.

www.portaleducacao.com.br, Acesso: 12 de Setembro de 2013.

www.agricultura.gov.br, Acesso: 12 de Setembro de 2013.

www.portal.mte.gov.br, Acesso: 12 de Setembro de 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-358

Refbacks

  • There are currently no refbacks.