Conceptual scope and structuring axes of the applicability of gamification in professional and technological education / Escopo conceitual e eixos estruturantes da aplicabilidade da gamificação na educação profissional e tecnológica

Ronison Oliveira da Silva, Júlia Angélica de Oliveira Ataíde Ferreira, Jose Anglada Rivera, Paulo Ubiratã Ferreira Martins, Márison Luiz Soares, Daniel Nascimento e Silva

Abstract


The study aims to elucidate the structural axes necessary to consolidate gamification in professional and technological education. The method used was the conceptual bibliography, which consists of four stages: a) definition of the research questions; b) data collection; c) organization and analysis of data and; d) generation of responses. The results show teacher training, reframing pedagogical practices, and technological infrastructure as the necessary axes for the aggregation of gamification in teaching and learning practices. The conclusion shows that these axes increase the learning interest of students in vocational and technological education.


Keywords


Games, Learning, Technology, Knowledge Society, Pedagogical Practices.

References


Abmes. (2018). Cenários da educação superior no Brasil: reflexões sobre a nova legislação e os novos instrumentos de avaliação. Brasília: Abmes.

Alsawaier, R. S. (2018). The effect of gamification on motivation and engagement. Int. J. Inf. Technol., (35), 56-79.

Andrade, T. S. S. (2016). A importância da divulgação científica em processos formativos de professores no ensino tecnológico. Unpublished master thesis, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Manaus, Brazil.

Berbel, N. A. N. (2012). A metodologia da problematização com o arco de Maguerez: uma reflexão teórico-epistemológica. Londrina: EdUEL.

Bhowmich, A.K. (2019). Distance education: a revolution in the Indian education system. IJCIRAS, 1(9), 04-108.

Carolei, P. et al. (2016). Gamificação como elemento de uma política pública de formação de professores: vivências mais imersivas e investigativas. In Simpósio Brasileiro de Games, September 8 to 10, São Paulo, Brazil.

Ciavatta, Maria. (2005). A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. Trabalho Necessário, 3(3), 1-20.

Costa, M. A. S., & Vieira, M. S. P. (2021). Gamificação e jogos educacionais no processo de alfabetização e letramento. Brazilian Journal of Development, Curitiba, 7(3), 27743-27762. https://doi.org/10.34117/bjdv7n3-468.

Damayanti, N., Dayu, A. T., & Hurhasanah. (2020). The effectiveness of guiding question technique in teaching writing recount text. In: International Conference on Social Sciences & Humanity, Economics and Politics, Phuket, Thailand, January 10 to 12, pp. 125-127.

Kaap, K. M. (2013). The gamification of learning and instruction field book: ideas into practice. London: John Wiley & Sons.

Krasnova, T., & Ananjev, A. (2015). Student's perception of learning in the online discussion environment. Mediterranean Journal of Social Sciences, 6(6), 202-207.

Kryeziu, S. D. (2019). Language development through drama in preschoolers. European Journal of Language and Literature Studies, 5(1). 15-22.

Kumanee, J., Nilsook, P., & Wannapiroon, P. (2020). Digital learning ecosystem involving STEAM gamification for a vocational innovator. International Journal of Information and Education Technology, 10(7), 533-539.

Lima, R. C. (2020). Distanciamento e isolamento sociais pela Covid-19 no Brasil: impactos na saúde mental. Physis: Revista de Saúde Coletiva, (30), 1-10.

Mandasari, N. (2021). Problem-based learning model to improve mathematical reasoning ability. Journal of Physics: Conference Series, (1731), 1-5.

Manzano-León, A. et al. (2021). Between level up and game over: a systematic literature review of gamification in education. Sustainability, 13, 1-14.

Martins, C., & Giraffa, L. M. M. (2018). Possibilidades de ressignificações nas práticas pedagógicas emergentes da gamificação. Educação Temática Digital, 20(1), 5-26.

Moura, D. H. (2012). A organização curricular do ensino médio integrado a partir do eixo estruturante: trabalho, ciência, tecnologia e cultura. Revista Labor, 7(1), 1-19.

Nascimento-e-Silva, D. (2012). Manual de redação para trabalhos acadêmicos: position paper, ensaios teóricos, artigos científicos, questões discursivas. São Paulo: Atlas.

Nascimento-e-Silva, D. (2020). Manual do método científico-tecnológico: versão sintética. Florianópolis: DNS Editor.

Nascimento-e-Silva, D. (2021a). Handbook of the scientific-technological method: synthetic edition. Manaus: DNS Editor.

Nascimento-e-Silva, D. (2021b). O método científico-tecnológico: fundamentos. Manaus: DNS Editor.

Píffero, E. L. F. et al. (2020). Metodologias ativas e o ensino de Biologia: desafios e possibilidades no novo ensino médio. Ensino & Pesquisa, 18(2), 48-63.

Santos, E. A. et al. (2021). Experiências com o ensino remoto e os efeitos no interesse e na satisfação dos estudantes de ciências contábeis durante a pandemia da Sars-CoV-2. Revista Gestão Organizacional, 14(1), 356-377.

Saviani, D. (2009). Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, 14(40), 143-155.

Silva, J. B., Sales, G. L., & Castro, J. (2019). Gamificação como estratégia de aprendizagem ativa no ensino de Física. Revista Brasileira de Ensino de Física, 41(4), 1-9.

Silva, R. O. et al. (2020a). A visão baseada em recursos como instrumento gerencial na institucionalização da educação a distância no ensino superior. In XVII Congresso Virtual de Administração, December 1 to 5, São Paulo, Brazil.

Silva, R. O. et al. (2020b). Ensino híbrido: definição e recursos condicionantes de implementação na educação profissional e tecnológica. In Dickmann, I. (Org.). Mosaico Temático. Chapecó: Livrologia, pp. 185-206.

Silva, R. O. (2019). Proposta de autocapacitação para coordenadores de graduação. Unpublished master thesis, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Manaus, Brazil.

Silva, R. O., & Nascimento-e-Silva, D. (2020). Impactos do novo Coronavírus nas organizações e as inovações no mundo do trabalho, saúde e educação. In XI Colóquio Organizações, Desenvolvimento e Sociedade, Universidade da Amazônia, Belém, 10 e 11 de novembro.

Sousa, R. R., & Leite, F. T. (2020). Usando gamificação no ensino de programação introdutória. Braz. J. of Develop., 6(6), 33338-33356. https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-043.

Tobon, S., Ruiz-Alba, J. L., & García-Madariaga, J. (2020). Gamification and online consumer decisions: is the game over? Decision Support Systems, 128, 1-13.

Torrijos, J. L. R. (2020). Gamification of sports media coverage: an infotainment approach to Olympics and Football World Cups. Communication & Society, 33(1), 29-44.

Velly, D. (2021). Increasing the motivation and learning outcomes of students through the application of the problem-based learning model in learning Physics. Journal of Science and Science Education, 2(1), 52-57.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n6-743

Refbacks

  • There are currently no refbacks.