Quedas em idosos e as principais condutas da enfermagem na prevenção e tratamento das consequências / Falls in elderly and main nursing behavior in the prevention and treatment of consequences

Eronildo de Almeida Andrade, Carlos Henrique Souza Andrade, Wanderson Santos de Farias, Vivia Conceição da Silva, Adriana Barbosa Tavares, Juliana Alves Accioly Lins

Abstract


Esta pesquisa objetivou identificar na literatura as causas de quedas em idosos e as principais condutas da enfermagem na prevenção e tratamento das consequências. Trata-se de uma pesquisa de revisão da literatura. Os artigos mostraram que os indivíduos que mais caem e de forma recorrente são as mulheres, sendo pertinente destacar os dados dos pesquisadores do estudo 4 da tabela exposta, que mostra que as mulheres tiveram uma prevalência de 72,3% e na pesquisa 8 foi de 66,7%, o que fica claro que as mulheres sofrem mais episódios de queda do que os homens. Ficando assim entendido que é preciso existir mais preocupações com as adaptações dos espaços físicos, assim como fortalecer a fiscalização a fim de manter as instituições dentro dos padrões exigidos pelos órgãos competentes e prevenir novos incidentes. São inúmeras as consequências das quedas encontradas nos estudos selecionados, sendo as principais, a dor, ferimentos graves, fratura, internações, medo de cair novamente, alterações na capacidade funcional, entre outras. Os achados deste estudo reforçam a necessidade de políticas públicas voltadas para este público com a ampliação de investimentos para garantir a promoção da saúde e prevenção de morbidades, visto que, dentre os preditores para as quedas, apenas alguns fatores podem ser minimizados ou solucionados por meio da intervenção do profissional de saúde, enquanto outros são de competência das autoridades de saúde e do poder público.

 


Keywords


Saúde do Idoso, Acidentes por quedas, Enfermagem Geriátrica.

References


ABREU, H. C. A, de, et al., Incidência e fatores preditores de quedas de idosos hospitalizados. Rev Saúde Pública 2015;49:37. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/rsp/v49/pt_0034-8910-rsp-S0034- 89102015049005549.pdf>. Acesso em: junho, 2020.

ALENCAR, P.V.N. de, et al., Fatores de risco associados às quedas em idosos e reflexões acerca de sua prevenção: um estudo de revisão. Arch Health Invest 6(1) 2017. . Disponível em: . Acesso em: junho, 2020.

ALMEIDA, M.M, et al., Causas e consequências de quedas de idosos atendidos em hospital público. R. Interd. v. 12, n. 1, p. 15-22, jan. fev. mar. 2019. Disponível em: < https://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/1201>. Acesso em: junho, 2020.

ALVES, A.H. C, et al., Ocorrência de quedas entre idosos institucionalizados: prevalência, causas e consequências. J. res.: fundam. care. online 2016. abr./jun. . Disponível em: < http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/4438 >. Acesso em: junho, 2020.

ALVES ,R. L.T, et al., Avaliação dos fatores de risco que contribuem para queda em idosos. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 2017; 20(1): 59-6. Disponível em:

. Acesso em: junho, 2020.

BRASIL. Ministério dos Direitos Humanos. Secretaria de Direitos Humanos. Dados sobre o envelhecimento no Brasil. Ministério da Saúde: Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: set., 2018.

. Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas Área Técnica Saúde do Idoso. Disponível em:

Acesso em: Junho, 2020.

. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica. 2006. Disponível em: Acesso em: nov., 2018.

. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Brasília (DF): MS; Disponível em: Acesso em: maio., 2020.

BUKSMAN, S. et al. Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Projeto Diretrizes: quedas em idosos: prevenção. São Paulo: Associação Médica

CAMPOS, A. C. V.; FERREIRA, E. F.; VARGAS, A. M. D. Determinantes do envelhecimento ativo segundo a qualidade de vida e gênero. Rev. Ciência & Saúde Coletiva, vol. 20, (n. 7, p. 2221-37, 2015. Disponível em: . Acesso em: out., 2018.

CARMO, do, J.R, et al., Quedas em Pacientes da Atenção Domiciliar: Prevalência e Fatores Associados. REME • Rev Min Enferm. 2020;24:e-1286. Disponível em: < https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1053235>. Acesso em: maio., 2020.

CRUZ, D. T da, et al., Fatores associados a quedas recorrentes em uma coorte de idosos. Cad. Saúde Colet., 2017, Rio de Janeiro. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/cadsc/v25n4/1414-462X-cadsc-25-4-475.pdf>. Acesso em: maio., 2020.

DUARTE, G. P, et al., Relação de quedas em idosos e os componentes de fragilidade. Rev. Bras. Epidemiol, 2018. Disponível: em < https://www.scielosp.org/pdf/rbepid/2018.v21suppl2/e180017/pt> Acesso em: junho, 2020.

FERNANDES, B.K.C et al., Diagnósticos de Enfermagem para Idosos Frágeis Institucionalizados. Disponível em: < https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1017296>. Acesso em: junho, 2020.

FERREIRA, L. M. de B. M. et al., Quedas recorrentes e fatores de risco em idosos Institucionalizados. Ciência & Saúde Coletiva, 24(1):67-75, 2019. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/csc/v24n1/1678-4561-csc-24-01-0067.pdf> Acesso em: junho, 2020.

FREITAS, M.A.V, SCHEICHER, M.E. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2008; 11(1):57-64. Preocupação de idosos em relação a quedas. Disponível: em < http://www.redalyc.org/pdf/4038/403838777006.pdf>. Acesso em: nov, 2018.

GASPAROTTO, Lívia Pimenta Renó; FALSARELLA, Gláucia Regina; COIMBRA, Arlete Maria Valente. Falls in elderly: basics concepts and updates of research in health. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 17, n. 1, p. 201-209, 2014.

GOMES, E. C.C et al., Fatores associados ao risco de quedas em idosos institucionalizados: uma revisão integrativa. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2014, vol.19, n.8. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413- 81232014000803543&script=sci_abstract&tlng=pt > Acesso em: junho, 2020.

JACOBI, C. S da, et al., Evidências sobre a Educação em Saúde

a idosos que vivenciaram quedas. (2018). Revista Kairós-Gerontologia, 21(2), 375-

ISSNe 2176-901X. São Paulo (SP), Brasil: FACHS/NEPE/PEPGG/PUC-SP. < Disponível em:. Acesso em: junho., 2020.

MENDES, J.L.V et al., O Aumento da População Idosa no Brasil e o Envelhecimento nas Últimas Décadas: Uma Revisão da Literatura. Rev. Educ. Meio Amb. Saú. 2018 Jan/Mar. V8 Nº.1. Disponível em:< http://www.faculdadedofuturo.edu.br/revista1/index.php/remas/article/download/165

/272>. Acesso em: junho., 2020.

MORAES, S. A. de. Et al. Características das quedas em idosos que vivem na comunidade: estudo de base populacional. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 2017. Disponível: em < https://www.scielo.br/pdf/rbgg/v20n5/pt_1809-9823- rbgg-20-05-00691.pdf> Acesso em: junho., 2020.

NETO, A. H. A de, et al. Quedas em idosos institucionalizados: riscos, consequências e antecedentes. Rev. Bras. Enferm. vol.70 no.4 Brasília July/Aug. 2017. Disponível: em

. Acesso em junho, 2020.

PIOVESAN, A.C; PIVETTA, H. M. F; PEIXOTO, J. M. B. Fatores que predispõem a quedas em idosos residentes na região oeste de Santa Maria, Rs. Rev. Bras.

Geriatr. Gerontol. Rio de Janeiro, 2011. Disponível em:

. Acesso em: out., 2818.

RAPOSO, M. A. M.; LEITE, F. M. C.; MACIEL, P. M. A. Concepção de velhice: um estudo com profissionais de saúde de um Hospital Universitário. Disponível em: . Acesso em nov., 2018.

SILVA, J. M. S. Principais causas de quedas em idosos e atuação da enfermagem nas orientações preventivas. Journal Health NPEPS. 2017; 2(2). Disponível em:

< https://periodicos.unemat.br/index.php/jhnpeps/article/view/2278/2150>. Acesso em junho, 2020.

RODRIGUES, L. L. Et al., Quedas em idosos institucionalizados: ocorrência e consequências. J. nurs. health. 2020. Disponível em:. Acesso em jun., 2020.

ROSSETIN, L. L. et al., Indicadores de sarcopenia e sua relação com fatores intrínsecos e extrínsecos às quedas em idosas ativas. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 2016; 19(3):399-414. Disponível em:< https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1809- 98232016000300399&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em jun., 2020.

SOUSA, L.M.M. et al., Risco de quedas em idosos residentes na comunidade: revisão sistemática da literatura. Rev Gaúcha Enferm. 2016 dez;37(4):e55030. Disponível em:< https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1983- 14472016000400601&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em jun., 2020.

SOUZA, L. H. R. et al., Queda em Idosos e Fatores de Risco Associados. Rev. Aten. Saúde, São Caetano do Sul, v. 15, n. 54, p. 55-60, out./dez., 2017. Disponível em:. Acesso em jun., 2020.

TAKO, K.V et al. Perfil e Prevalência de Quedas em Idosos. Rev enferm UFPE on line. Recife, 11(Supl. 11):4687-91, nov., 2017. Disponível em:< https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/download/231210/25216> Acesso em: nov., 2018.

TAVARES, R. E. et al., Envelhecimento saudável na perspectiva de idosos: uma revisão integrativa. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, 2017; 20(6): 889-900. Disponível em:< https://www.scielo.br/pdf/rbgg/v20n6/pt_1809-9823-rbgg-20-06-00878.pdf Acesso em: junho, 2020.

TOMICKI, C, et al., Associação entre número de quedas e força muscular de idosos residentes em instituições de longa permanência. (2017). Revista Kairós ? Gerontologia, 20(2), pp. 101-116. ISSNe 2176-901X. São Paulo (SP), Brasil: FACHS/NEPE/PEPGG/PUC-SP. Disponível em:< https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/34091>. Acesso em jun., 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n8-287

Refbacks

  • There are currently no refbacks.