Pesquisa com células-tronco embrionárias: implicações bioéticas / Embryonic stem cell research: bioethical implications

Bruna Tolentino de Carvalho, Gabriela Cunha Silva, Bianca Rodrigues da Mota, Camila Ferreira Bomtempo, Matheus Assis dos Anjos Bastos Oliveira, Patrícia Mendes Violante, Stella Monteiro Azevedo, Pedro Henrique de Souza Sandim Silva

Abstract


As células tronco são consideradas atualmente um campo promissor da ciência. Isso porque essas células tem a capacidade de transformar-se em outras células ou tecidos. Entretanto, essa questão se torna polêmica e pauta de vários debates quando se considera as questões éticas envolvidas. Dentre os pontos mais delicados, temos a indefinição de quando a vida humana se inicia. Esse marco é de extrema importância para podermos estabelecer até qual momento podemos interferir para a retirada da célula. No Brasil, os estudos em células tronco se encontram em progresso devido a Lei de Biossegurança que concede o direito do uso de células tronco para estudo mediante critérios pré-estabelecidos. Fica claro que ainda temos muito a avançar nesse campo, mas para que isso ocorra, debates se fazem necessários.


Keywords


Pesquisa, células tronco e bioética

References


Revista Brasileira de Enfermagem 2006; 59(3): 358-361.

Fagot-Largeault A. Embrioes, celulas-tronco e terapias celulares: questoes filosoficas e antropologicas. Estudos

Avançados 2004; 18(51): 227-245.

Nardi NB. Celulas-tronco: fatos, ficcao e futuro. Genética na Escola. Sociedade Brasileira de Genetica. 2007

Disponivel em: URL: http://geneticanaescola.com.br/wp-home/wp-content/uploads/2012/10/Genetica-na-

Escola-22-Artigo-05.pdf [Acesso em 07 abr 2009].

Soares MBP, Santos RR. Terapia com celulas-tronco: a medicina do futuro. Parcerias Estratégicas 2002; 16.

Cesarino LN. Nas fronteiras do “humano”: os debates britanico e brasileiro sobre a pesquisa com embrioes.

MANA 2007; 13(2): 347-380.

Luna N. Celulas-tronco: pesquisa basica em saude, da etica a panaceia. Interface- Comunicação, Saúde, Educação

; 11(23): 587-604.

Pranke PA. importancia de discutir o uso de celulas-tronco embrionarias para fins terapeuticos. Ciência e

Cultura 2004; 56(3): 33-38.

Zago MA, Covas DT. Pesquisas com células-tronco: aspectos científicos, éticos e sociais. Seminario Instituto

Fernando Henrique Cardoso, 2004. Disponivel em: URL: http://www.ifhc.org.br/wp-content/uploads/apresentacoes/

pdf [Acesso em: 06 abr 2009].

Segre M. A proposito da utilizacao de celulas-tronco embrionarias. Estudos Avançados 2004; 18(51): 257-

Zatz M. Clonagem e celulas-tronco. Estudos Avançados 2004; 18(51): 247-256.

Souza MHL, Elias DO. As Células-Tronco e o seu Potencial na Reparação de Órgãos e Tecidos. Perfusion Line.

Centro de Estudos Alfa Rio. Programa de Educacao Continuada. 2005.

Souza VF, Lima LMC, Reis SRA, Ramalho LMP, Santos JN. Celulas-tronco: uma breve revisao. Revista de

Ciências Médicas e Biológicas 2003; 2(2): 251-256.

Diniz D, Avelino D. Cenario internacional da pesquisa em celulas-tronco embrionarias. Revista de Saúde

Pública 2009; 43(3): 541-547.

Pearson H. Early embryos can yield stem cells… and survive. Nature 2006; 442(24): 858.

Yu J, Vodyanik MA, Smuga-Otto K, Antosiewicz-Bourget J, Frane JL, Tian S, et al. Induced Pluripotent

Stem Cell Lines Derived from Human Somatic Cells. Science 2007; 318(5858): 1917-1920.

Gallian DMC. Teoria concepcionista – origem da vida 2005; 19(55): 251-260.

Payao SLM, Segato R, Santos RR. Inicio da vida . Revista Brasileira de genética 2009; Ahead of print,

Acta Bioethica 2013; 19 (1): 87-95

Oliveira LAC, Sponchiado G, Adam ML. Conceitos e Aplicacoes de Celulas Tronco em Medicina Regenerativa:

Uma Revisao. RUBS 2006; 2(2): 32-42.

Segura DCA, Nascimento FC, Ruthes T, Santos WP. Celulas-tronco - As celulas capazes de gerar outros

tipos de celulas. Arquivos de Ciências da Saúde Unipar, Umuarama 2007; 11(2): 115-152.

CFM – Conselho Federal de Medicina. Resolução CFM nº 1.358/92. Disponivel em: URL: http://www.

portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/1992/1358_1992.htm [Acesso em: 07 jun 2009].

Brasil. Lei de Biossegurança. Lei nº 11.105, de 24 de marco de 2005. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF,

mar 2005 a.

Brasil. Lei de Biossegurança. Lei nº 8.974, de 05 de janeiro de 1995. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF,

jan 1995.

Brasil. Decreto nº 5.591, de 22 de novembro de 2005. Diario Oficial da Uniao, Brasilia, DF, 23 nov 2005

b.

Oliveira Junior EQ. A etica, a bioetica e os procedimentos com celulas-tronco. Reblampa 2006; 19(2): 105-

Donadio NF, Donadio N, Celestino CO, Aoki T. Caracterizacao da inviabilidade evolutiva de embrioes

visando doacoes para pesquisas de celulas-tronco. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia 2005; 27(11):

-671.

Morin E. Ciência com consciência. Portugal: Biblioteca Universal, Publicacao Europa-America; 1990.

Cavalcanti FS. Terapia com celulas-tronco: esperanca ou novo marketing? Revista Brasileira




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv7n8-573

Refbacks

  • There are currently no refbacks.