Agricultura urbana: Uma experiência de produção agroecológica urbana no centro de educação de jovens e adultos professor Alfredo Simonetti - CEJA / Urban agriculture: An experience of urban agroecological production in the center of youth and adult education Professor Alfredo Simonetti - CEJA

José Edson de Albuquerque Araújo, Emanuela de Freitas Duarte, Francisca Gomes Torres Filha

Abstract


A inserção das práticas de educação ambiental no cotidiano das escolas passa por um processo de sensibilização, formação e construção coletiva, construção e reconstrução de bases epistemológicas e uma constante avaliação da prática. A agricultura urbana é uma das possibilidades de socialização e resgate de conhecimentos, sobremaneira quando a perspectiva da utilização de pequenos espaços e o viés agroecológico são adotados. O desafio do trabalho com a Educação de Jovens e Adultos acrescenta mais uma elemento à reflexão. A educação ambiental envolve uma série de desafios e riscos. Os maiores referem-se à falta de uma estrutura adequada para o desenvolvimento dos trabalhos e o descrédito com relação às ações de pouca visibilidade midiática. Além disso, o desafio do trabalho com Educação de Jovens e Adultos, público composto em sua maioria por pessoas que já passaram por um acentuado processo de distorção idade-série, abandono escolar e necessidades de conciliação de estudo e trabalho, torna mais complexa a questão. O objetivo do trabalho proposto é integrar diversas áreas do conhecimento na (re)formulação de saberes sobre o Meio Ambiente e tem como público alvo os estudantes do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Professor Alfredo Simonetti, uma escola estadual de porte 1, do Rio Grande do Norte, localizada no bairro Santo Antônio, na cidade de Mossoró-RN. Para tanto, foi selecionado um grupo de alunos para construção de estruturas tais como horta vertical, composteira e reservatórios de água com o intuito de desenvolver atividades de cunho prático para a aproximação entre os saberes escolares e o cotidiano dos discentes. Mesmo estando em fase de implementação, já é possível observar alguns resultados. A busca de aprofundamento do método científico, o conhecimento prático sobre questões relacionadas aos recursos hídricos, o crescimento das plantas, processos biológicos de enriquecimento de solo com matéria orgânica, para citar alguns. As ações do projeto constituem-se na experimentação prática de saberes que agregam os conhecimentos em sala de aula e aqueles que os alunos trazem de casa. Além disso, abre a possibilidade de replicabilidade para incentivar a geração de renda e, ainda criar meios de produção para garantir a segurança alimentar no meio urbano; uma vez que a produção de hortaliças em pequenos ambientes pode despertar o interesse dos estudantes em replicar a ideia nos quintais e em outros espaços.

 

 


Keywords


educação ambiental, agricultura urbana, agroecologia, interdisciplinaridade.

References


BRASIL. IBGE. Censo 2010. Disponível em:< https://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo.html?busca=1&id=3&idnoticia=1766&t=censo-2010-populacao-brasil-190-732-694-pessoas&view=noticia>. Acesso em: 14 jan 2019.

DIAS, Gilka da Mata. Cidade sustentável: fundamentos legais, política urbana, meio ambiente, saneamento básico. Natal: Ed.do Autor, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à pratica educativa. 11 ed. São Paulo: Paz e Terra. 1996.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. 2 ed. São Paulo: Editora e livraria instituto Paulo Freire. 2011.

RUSCHEINSKY, A. Porto Alegre: Artmed, 2002.

SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. São Paulo: Hucitec, 1993.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-005

DOI (PDF (Português (Brasil))): https://doi.org/10.34117/bjd.v5i10.3524.g3345

Refbacks

  • There are currently no refbacks.